Anterior
Olisipo recruta 80 'gurus' das tecnologias de informação
Seguinte
BCP quer reforçar capital até setembro
Página Inicial   >  Economia  >   Ministro grego das Finanças renuncia antes de tomar posse

Ministro grego das Finanças renuncia antes de tomar posse

Vassilis Rapanos, governador do Banco Nacional da Grécia e nomeado para assumir a pasta das Finanças no Governo de coligação, encontra-se hospitalizado desde sexta-feira.
com agências |
Antonis Samaras  já aceitou a demissão de Vassilis Rapanos
Antonis Samaras já aceitou a demissão de Vassilis Rapanos / Alexandros Beltes/EPA

O novo ministro grego das Finanças renunciou hoje ao cargo em carta ao primeiro-ministro Antonis Samaras, quatro dias depois da sua nomeação.

Vassilis Rapanos, 65 anos, foi hospitalizado na sexta-feira com náuseas e fortes dores abdominais, antes de tomar oficialmente posse.

O afastamento do economista e, até agora, governador do Banco Nacional da Grécia terá sido motivado pelos seus problemas de saúde.

Rapanos deverá ter alta esta terça-feira depois de ter sido submetido a uma gastroscopia e colonoscopia, disse à "Reuters" fonte hospitalar que solicitou o anonimato.

O Governo tripartido do primeiro-ministro conservador Antonis Samaras prestou juramento na quinta-feira e o chefe do Executivo já aceitou o pedido de demissão. "Desejo uma rápida recuperação para os seus problemas de saúde, respondeu Samaras, cita o "Athens News".

A coligação é constituída por 18 ministros, 13 do partido Nova Democracia (conservadores), vencedor das eleições mas sem maioria absoluta, e cinco tecnocratas independentes sugeridos pelo PASOK (socialistas) e Esquerda Democrática (Dimar).

O primeiro-ministro grego que permanecia internado desde sábado, após uma intervenção cirúrgica a um descolamento da retina, já saiu do hospital, mas vai falhar o próximo Conselho Europeu, agendado para quinta e sexta-feira e que terá no topo da agenda a crise das dívidas soberanas na zona euro.

O estado de saúde de Samaras - que terá de permenecer em repouso pelo menos uma semana -, obrigou a troika a adiar a visita a Atenas prevista para hoje. 

 

 


Opinião


Multimédia

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 

Crumble. A sobremesa mais fácil do mundo

Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida, especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 9 Comentar
ordenar por:
mais votados
"O TIPO ENCONTROU ALGUM CEMITÉRIO"?
O homem não aguentou ver tanto esqueleto!
O nosso ficou a 33 rotações, e com um riso dah!
Pior é impossível
O PM grego hospitalizado e seu ministro das finanças demissionário? Uma verdadeira tragédia grega! Tenham dó e reunam-se daqui a 15 dias.
Qual Ministro? Qual renúncia?
A forma como isto se noticia faz lembrar a tal anedota do internado no Hospital psiquiátrico q vai falar com o médico-director e lhe diz q há q dar alta ao doente X porque ele está curado. "Como?!" exclama o director. "Ainda ontem falei com ele e me disse q era Napoleão.!" Mas", afirma vitoriosamente o doente internado," encontrei-o agora mesmo no corredor e ele declarou-me solenemente q abdicava!"
A coisa aqui é algo semelhante. O doente X não era Napoleão e portanto não podia abdicar. O sr. Rapanos não era ministro. Estava apenas indigitado ou designado para. Mas não tomou posse. Ninguém pode renunciar a um cargo em q não foi empossado. Os ministros não são como as pescadas q antes de o serem já são. O q o senhor fez foi revogar a sua aceitação do convite para ser ministro. Aceitara a indigitação - mudou de ideias, nada mais. Quem vier futuramente tomar posse como M. das Finanças será o 1º do Governo Samaras.A quem, desde já, desejo a melhor sorte!
Lá como cá arranjarão outro lacaio
Não há problema. Lá como cá, ao serviço da nazi Merkel, há sempre uma legião de "Gaspares" para fazer o servicinho. Ou então arranjem um colono .O capitalismo consegue tudo. Sobremaneira a DESGRAÇA dos POVOS.
Re: Lá como cá arranjarão outro lacaio
sem ofensa aos gregos , isto é pra sorrir
então agora estão todos c problemas de saúde??
será para aproveitar o seguro de saúde enquanto está válido?
há aqui dedo da barata tonta se calhar têm o seguro na ALLIANZ ou outra seguradora alemã ou suiça , eháq usufruir enquanto efemeramente estarão no poder??
a barata tonta quer ganhar tempo,!! pois sabe q vai perder as eleições na Alemanha , se acontecer ,algo de indesejável, 1 conflito entre a Turkia e a Síria, ali perto , sempre nos" distraimos" c/ alguma coisa q não seja estarem sempre a chamar-nos de PIG's ,((
LOL
Pois
Chama-lhe parvo. Não é só cá, nem só nos PIIGS, que os atestados servem para sacudir a àgua do capote ....
Sabujos e vassalos
Será que a Merkel está com dificuldade em encontrar um grego para executar, submissamente, a sua política fiscal na Grécia?
Comentários 9 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub