15 de abril de 2014 às 21:37
Página Inicial  ⁄  Dossiês  ⁄  Dossies Economia  ⁄  O resgate de Portugal  ⁄  Ministério das Finanças publica medidas da troika

Ministério das Finanças publica medidas da troika

O ministério das Finanças publicou no seu site o conjunto das medidas do programa de apoio financeiro que Portugal tem de cumprir até ao final de 2011. Saiba quais são. Clique para visitar o dossiê O resgate de Portugal
(clique na imagem para ver o documento em formato PDF)
Comentários 39 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Como conveniente
Antes das eleições era incriminarem-se, jogadas de baixo nível socráticas.
Mas tiveram o devido castigo.
Re: Como conveniente Ver comentário
Re: Como conveniente Ver comentário
Re: Como conveniente Ver comentário
Re: Como conveniente Ver comentário
Re: Como conveniente Ver comentário
Re: Como conveniente Ver comentário
Você não leu? Ver comentário
Re: Você não leu? Ver comentário
Re: Você não leu? Ver comentário
Re: Você não leu? Ver comentário
Re: Você não leu? Ver comentário
Re: Você não leu? Ver comentário
Re: Você não leu? Ver comentário
Re: Você não leu? Ver comentário
Re: Você não leu? Ver comentário
Re: Você não leu? Ver comentário
TROIKA
Porquê só agora e não antes das eleições, sr. Ministro das Finanças ?
Com certeza que foi o "PATRÂO", pois assim poude passar a campanha eleitoral a desmentir as medidas austeras que constavam no acordo !
É que se essas medidas fossem de conhecimento público o resultado seria bastante mais penalizador para o PS !
Assim não admira que tivesse ficado mal na fotografia !
Quem começou tão bem e terminou tão mal !
Re: TROIKA Ver comentário
Re: TROIKA Ver comentário
Re: TROIKA Ver comentário
Re: TROIKA Ver comentário
Re: TROIKA Ver comentário
Teixeira dos Santos andou a dormir!
Tarde e a más horas é que este documento é publicado.É a chamada politica socialista que dava prioridade à hora da sésta!
Re: Teixeira dos Santos andou a dormir! Ver comentário
Re: Teixeira dos Santos andou a dormir!Claro Ver comentário
Re: Teixeira dos Santos andou a dormir!Claro Ver comentário
PSD
Decisão muito acertada: O PSD prometeu divulgar toda a informação dobre o estado das contas públicas.
É uma forma de todos os portugueses avaliarem o trabalho da governação Sócrates e o legado que deixa ao novo governo !
Deve ser um "HORROR" !
Re: PSD Ver comentário
Re: PSD Ver comentário
Re: PSD Ver comentário
Há algo de errado nisto...
Atendendo ao que é exigido a Portugal o título desta noticia bem que podia ser "Ministério das Finanças publica sentença de morte".
Gostava de perguntar ao Dr. Teixeira dos Santos a razão de não ter divulgado esta lista antes das eleições. Será que o Eng. Sócrates ainda acreditava na vitória?

Cumprimentos

LCMartins
Re: Há algo de errado nisto... Ver comentário
HORROR
É o que sente quem leu o documento na sua totalidade e ouve Passos Coelho, com a atitude do aluno graxista, dizer que pretende ir mais além, talvez da Taprobana. Veremos.

http://oanaogigante.blogs...
Porque não antes ddas eleições.
Porque havia de fazer acreditar ao "ZÉ POVINHO" que as eleições eram decisivas...quando tudo já estava decidido. Decidido?Decidido não seria bem assim...havia que mudar a face da mesma moeda.Havia que trocar a "face" pela "coroa". O Povo sempre ensinado a acreditar...não podia pensar.Tinha que acreditar que o D.Sebastião finalmente viria.E veio... melhor, já cá estava.Restava votar no Executante.
Antes isto...
Podia ser pior!
Se nao melhorar, parece que com estas medidas tambem nao piora.
Re: Ministério das Finanças publica medidas da
E o IVA a 23% nos bens essênciais? Essa é que vai doer!

http://diariodigital.sapo...
Re: Ministério das Finanças publica medidas da Ver comentário
É inequívoco...
...que Portugal perdeu a independência e a soberania.

Tal como a Islândia,Grécia,Irlanda e o próximo que se segue,são o alvo da especulação dos mercados,ou dito de outro modo,de um esquema fraudulento de endividamento promovido e alimentado pela banca internacional,cujos fundos de investimento são detidos em grande parte pelas agências de "rating" que são entidades não isentas e com interesses directos associados às informações que prestam.

Os alvos deste capital triturante passaram a ser os países em vez das empresas.Passou-se a um nível superior de exploração do trabalho pelo capital e,se não houver resistência,caminhar-se-à para mais uma derrota histórica da classe laboriosa sendo de temer ,à semelhança de situações idênticas no passado,que se prepare um conflito generalizado à escala global.

A falência dos EUA,epicentro das convulsões actuais,de que terceiros são vítimas colaterais,não augura nada de bom.Haverá a tentação de fazer pagar a outros aquilo que só aos EUA cabe.

Poder-se-à voltar a eleições,nomear novos gestores da massa falida de Portugal,arengar ou acusar A ou B na certeza porém,que todas as verdadeiras e importantes decisões já não pertencem ou são controladas pela vontade popular.As eleições são a maquilhagem da face já disforme da democracia.
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub