Anterior
Touradas: PSP evita confrontos entre manifestantes
Seguinte
SATA e TAP não cancelam voos para os Açores
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Menina com síndrome de Down detida por queimar Corão

Menina com síndrome de Down detida por queimar Corão

Autoridades paquistanesas detiveram uma menina de 11 anos, com síndrome de Down, por queimar páginas do Corão, o livro sagrado dos muçulmanos.
Lusa e Efe |
Corão é o livro sagrado dos muçulmanos
Corão é o livro sagrado dos muçulmanos / Getty

Uma menina cristã de 11 anos, com síndrome de Down, foi acusada de blasfémia e presa em Islamabad, por queimar uma dezena de páginas do Corão, informou a Comunidade Cristã do Paquistão.    

A "Christians in Pakistan" denunciou a detenção da menina através da sua página na Internet, referindo que a menor foi detida na sexta-feira passada na zona de Umara Jaffar, na capital paquistanesa, precisa a agência de notícias Efe.  

Uma alta patente policial da esquadra de Polícia de Ramna, da qual depende Umara Jaffar, confirmou ao diário "Express Tribune" que se tinha registado uma acusação contra a menina. 

Lei da blasfémia   


A controversa lei da blasfémia, aprovada durante o mandato do ditador militar Mohamed Zia-al-Haq (1977-88), contempla a possibilidade da pena de morte por difamação contra o Islão ou ao seu Profeta.    

Esta legislação tem sido utilizada para saldar contas por inimizades pessoais com elementos de grupos religiosos minoritários, entre denúncias de numerosos ativistas e defensores dos Direitos Humanos que defendem que seja derrogada.    

O Estado do Paquistão foi constituído em 1947 como pátria dos muçulmanos do subcontinente indiano, professando cerca de 97% da população o credo muçulmano, segundo o mais recente censo das autoridades.           


Opinião


Multimédia

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 33 Comentar
ordenar por:
mais votados
A blasfêmia
é a prisão de uma criança e, acima de tudo, portadora de uma doença bastante grave. Ainda bem que, por aqui, o catolicismo foi vencido pelo tempo e, quem sabe, pela falta de lenha para as fogueiras e calabouços para as torturas. Rio Grande
Re: A blasfêmia
Re: A blasfêmia
Re: A blasfêmia
Re: A blasfêmia
Re: A blasfêmia
Re: A blasfêmia
Re: A blasfêmia
'Mahatma' Gandhi: Paquistão não mereceu o esforço
Afinal o Paquistão é ainda mais atrasado do que eu pensava...

Pobre 'Mahatma' Gandhi, que tanto lutou e sofreu para deixar um país entregue à bicharada religiosa e selvagem.
Re: 'Mahatma' Gandhi: Paquistão não mereceu o esfo
Re: 'Mahatma' Gandhi: Paquistão não mereceu o esfo
Re: 'Mahatma' Gandhi: Paquistão não mereceu o esfo
Vocês só vêem quando vos convém.
Re: Vocês só vêem quando vos convém.
Re: 'Mahatma' Gandhi: Paquistão não mereceu o esfo
Re: 'Mahatma' Gandhi: Paquistão não mereceu o esfo
Re: 'Mahatma' Gandhi: Paquistão não mereceu o esfo
A religião é sempre muito limitada...
E há um ponto importantíssimo:

Aqueles loucos já têm a Bomba Atómica!

Já imaginaram se um desses loucos religiosos chegam perto do 'botão vermelho'?

É por isso que armas nucleares, só em países civilizados, que tenham democracia efectiva, e que os governantes estejam afastados psicologicamente dos religiosos.
Re: A religião é sempre muito limitada...
Re: A religião é sempre muito limitada...
Re: A religião é sempre muito limitada...
e têm estes tarados a bomba atómica
no further comments
Menina com síndrome de Down detida por queimar Cor
Culturas diferentes...
Para nós ocidentais é chocante ver uma coisas destas, mas infelizmente no Paquistão e noutros estados fundamentalistas islâmicos é uma situação recorrente, e a maioria da população, por mais estranho que pareça, apoia estas leis.
Culturas diferentes... ???
Re: Culturas diferentes... ???
Re: Culturas diferentes... ???
Re: Culturas diferentes... ???
no comments...
Desta vez os pró arabes do expresso nao comentam...Ah ja me esquecia é em Islamabad e nao em Telavive ou Haifa portanto nao faz mal...é inconveniente comentar...
mundo musulmano
mundo musulmano -mundo dos zombi:fanatismo islamico legalizado;com grito:"Deus e grande"-matam tudo a sua frente,pais maes criancas,as familias educam bombistas suicidas como se fose uma virtude,maior ipocrisia que dezem que o islao e religiao da paz e amor ao proximo.
Re: mundo musulmano
Re: Menina com síndrome de Down detida por queimar
blablabla o islao e tal, é uma religião de paz....

incrível como nunca li uma noticia a falar de monges no tibete a fazer destas.

nem voluntários Bahai a defender prisão para quem queima um livro religioso.

oh, esqueçam lá as do costume... pondo pontos nos is:
nem sequer a malta satânica anda praí a assustar países com a bomba nuclear... nem tão pouco a defender a detenção de crianças com Sindrome de Down...por queimarem um livro.

nem "nos" (atenção às aspas) os católicos continuamos nessas andanças.
porra!!!
Maluco sou eu !!! e não preciso de ir ao pakistão para ke me cortem a cabeça !!! basta trabalhar em Portugal !!!
porra !!!
Se algum dia mais , usarem as bombas atómicas , ke sejam lançadas contra o Islão e os seus seguidores !!!
Comentários 33 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub