Anterior
Conheça a jovem que abraçou polícia em Lisboa
Seguinte
PS acusa Carlos Moedas de "brincadeira" sobre TSU
Página Inicial   >  Dossiês  >  Dossies Atualidade  >  Mais austeridade  >   Mário Soares diz que Governo está "moribundo" e deve demitir-se

Mário Soares diz que Governo está "moribundo" e deve demitir-se

O fundador do PS defendeu a possibilidade de o Presidente da República nomear um novo Executivo, sem recurso a eleições antecipadas.

Mário Soares diz que Governo está 'moribundo' e deve demitir-se

O ex-Presidente da República Mário Soares considerou hoje que o executivo liderado por Pedro Passos Coelho está "moribundo" e sugeriu que o chefe de Estado nomeie um novo Governo sem recurso a eleições antecipadas.


A posição do fundador do PS, antigo primeiro-ministro e membro do Conselho de Estado, foi assumida após presidir na Fundação Mário Soares à inauguração de uma exposição de fotografias de Ingeborg Lippman, intitulada "Um olhar sobre Portugal".


Questionado sobre a atual situação política do país, Mário Soares afirmou que o atual Governo de coligação PSD/CDS "está moribundo".


"Se o Governo não se sente moribundo é porque não tem sensibilidade. Se o Governo tivesse sensibilidade talvez se demitisse, mas como não tem sensibilidade não se demite por enquanto. Mas devia demitir-se, como já devia ter demitido o senhor [ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares] Miguel Relvas e não demitiu", referiu o ex-Presidente da República.

"A crise está instalada"


Confrontado com a gravidade de um cenário de crise política em Portugal, num momento em que o país se encontra sob assistência financeira externa, o ex-chefe de Estado deu a seguinte resposta: "Mas se o país ficar assim [como está], acham que Portugal fica bem?".


"A crise está instalada. Querem maior crise do que o país a gritar vão-se embora e a chamar gatunos aos membros do Governo? Foi o que aconteceu no sábado", comentou.


Neste contexto, Mário Soares foi questionado se é possível ser nomeado um novo Governo sem recurso a eleições antecipadas, respondendo que esse cenário é possível "e depende do Presidente da República", Cavaco Silva.


Depois, Mário Soares deixou uma pergunta aos jornalistas, dando como exemplo a forma como foi resolvida a última crise política em Itália.

"Tudo aquilo que é social está a ir abaixo"



"Como caiu [o ex-primeiro-ministro de Itália] Sílvio Berlusconi? A pergunta que deve ser feita é quem é o nosso [Giorgio] Napolitano [chefe de Estado italiano], que foi quem provocou essa queda", contrapôs Mário Soares.
Nas suas declarações aos jornalistas, Mário Soares começou por referir que a exposição de fotografias de Ingeborg Lippman apresenta imagens da vida quotidiana do povo português em 1974.


"As pessoas que era adultas nesta época recordam nesta exposição como era Portugal em 1974 e sabem o progresso que o país fez até à atualidade. Como as fotografias aqui patentes documentam, esse progresso foi realmente extraordinário", disse, antes de se referir à presente conjuntura social e económica do país.


"Estamos num momento de crise e está a tentar-se destruir uma parte daquilo que foi feito desde o 25 de Abril de 1974 até agora. Tudo aquilo que é social está a ir abaixo e é por isso que o Governo está numa situação de crise e que os portugueses se manifestaram sábado passado de uma maneira tão espontânea e tão clara", sustentou o ex-chefe de Estado.


Opinião


Multimédia

O papa-medalhas que veio do espaço

O atleta português mais medalhado de sempre, Francisco Vicente, regressou dos campeonatos europeus de veteranos, na Turquia, com novas lembranças ao pescoço. Três de ouro e duas de prata para juntar à coleção. Tem 81 medalhas, uma por cada ano de vida.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola, em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

United Colors of Gnocchi

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Strogonoff de peixe espada preto

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Caril de banana

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Cantaril com risotto de espargos

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.


Comentários 101 Comentar
ordenar por:
mais votados
A idade da inocência, parte II
Já a semana passada tinha dado de si antes dos cortes das Fundações...

Ás vezes fico a pensar se estas mentes Iluminadas que governaram Portugal realmente sabiam o que faziam...

Tenho a certeza que sabiam o que faziam para o seu eu.

Depois de ter chamado por 2 vezes a Ajuda Externa, através do FMI, a quem Soares quer dar avisos, recados ou conselhos?

Será que já se esqueceu que só por conta das suas reformas (alguém já descobriu quantas são?), carro, motorista, multas, polícia e da Fundação o Estado paga um balúrdio?

Será que estas declarações mais não são do que uma reacção por não ter gostado nos cortes das reformas e dos 30% na Fundação?

A sério, ás vezes se calhar mais valia a pena estar quietinho e caladinho e usufruir da sua reforminha.
o muribundo mor nao quer largar o pote
Re: o muribundo mor nao quer largar o pote
acabou se o pote para a quadrilha do soares
Re: acabou se o pote para a quadrilha do soares
Re: acabou se o pote para a quadrilha do soares
Re: acabou se o pote para a quadrilha do soares
Re: acabou se o pote para a quadrilha do soares
Re: acabou se o pote para a quadrilha do soares
Re: acabou se o pote para a quadrilha do soares
Re: acabou se o pote para a quadrilha do soares
Re: acabou se o pote para a quadrilha do soares
Re: A idade da inocência, parte II
Re: A idade da inocência, parte II
Re: A idade da inocência, parte II
Re: A idade da inocência, parte II
Diz o Roto ao Nu...
Existem os moribundos, os morto-vivos e os mortos. Existem morto-vivos que já esqueceram o mal que já fizeram a Portugal. Existem morto-vivos que já morreram, esqueceram foi de se deitar!...
Re: Diz o Roto ao Nu...
homenagem merecida
Será que temos de carregar com os dislates deste figurão, durante toda a nossa vida? nunca mais chega o dia de todos o considerarem um herói nacional e o melhor de todos os portugueses!!
Re: homenagem merecida
Re: homenagem merecida
Re: homenagem merecida
Re: homenagem merecida
Re: homenagem merecida
Re: homenagem merecida
E a cupa é de...
Pois está tudo destruido ou em vias porque a pesada herança foi roubada, em contrapartida os políticos como o sr. estão milionários será coincidencia? Não me parece.
Re: E a cupa é de...
Está senil
Afinal quem está moribundo? Só pode ser este individuo. Só porque lhe cortaram os subsidios e 30% de subsidios para a sua fundação, ficou logo marado (marado de mário). A culpa de aparecerem as suas bocas não é dele, mas sim de quem lhe dá voz. Espero que com tanta pena dos que estão a passar mal, se lembre de prescindir daquilo que injustamente recebe e que todos nós pagamos!
Soares tem razão
e mais uma vez é claro e chama os bois pelo nome.
Este governo deve demitir-se. Um governo de gestão deve tomar posse.
A troika deve ser chamada para renegociação e um novo orçamento deve ser apresentado e eleições de novo convocadas.
A crise está aí e o principal responsável é : PEDRO PASSOS COELHO e o seu PSD.
Mário Soares está vivo!
Como homem político que é, já viu que este governo só vai piorar a situação. O ódio dos seus membros aos trabalhadores e reformados que se tem traduzido em medidas diárias, em catadupa, umas atrás das outras, conquistaram a indignação de toda a população. Falam da classe média! Mas que classe média é esta que o governo considera a partir de 600 e 700 euros, considera classe média quem ganha 1500 ou 2000 euros e que, depois dos descontos, ficam com 1000 ou 1300 euros que não chegam senão para necessidades muito básicas. Com a criação de novos escalões do IRS, o governo quer ir buscar mais dinheiro aos escalões intermédios, castigando os mesmos, levando a que largas camadas da população não ganhem o suficiente para pagar os seus compromissos e fiquem com dívidas que levam à penhora de bens e salários. Com o aumento da taxa da TSU, o governo tem a lata de continuar a tirar aos funcionários públicos mais dos dois salários que já lhe tirou este ano, mais o desconto no subsídio de Natal de 2011, mais os cortes nos salários feitos pelo governo do PS... E estes ataques são transversais à sociedade e a todas as gerações. Os avós que foram fiadores dos pais que não podem ajudar os filhos desempregados, numa espiral de empobrecimento que nos leva à situação que se vivia nas décadas de 30, 40 , 50, 60, tempos de miséria e de lutas pelo pão, na verdadeira aceção do termo. Saudosos para poucos em que um punhado vivia na abastança e os restantes na privação, sem direito a uma vida digna.
Re: Mário Soares está vivo!
Re: Mário Soares está vivo!
Re: Mário Soares está vivo!
Re: Mário Soares está vivo!
Re: Mário Soares está vivo!
Re: Mário Soares está vivo!
Re: Mário Soares está vivo!
Re: Mário Soares está vivo!
Re: Mário Soares está vivo!
Re: Mário Soares está vivo!
Re: Mário Soares está vivo!
Re: Mário Soares está vivo!
Re: Mário Soares está vivo!
Sem vergonha
do que fizeram a este País.
Mais ainda!
também os trabalhadores do setor privado vão sofrer o ódio destes homens e mulheres, que vivem à sombra do partido e que não sabem o que é lutar pelo emprego, pelo pão de cada dia. Vivem à sombra,são colocados em empresas, no estado, nas autarquias, não pelo seu mérito mas porque pertencem
à clientela dos partidos no poder. Por isso a insensibilidade! Não sabem o que é a vida porque nunca lutaram por ela.
O governo, pela sua constituição e pela sua ausência de empatia pelo semelhante, já era candidato a cadáver quando nasceu.
Re: Mais ainda!
Re: Mais ainda!
Re: Mais ainda!
Moribundo???
Mas o governo ganhou eleições o Sr. perdeu-as, se é que ainda se lembra, já agora o termo moribundo acaba por ser caricato vindo de si.
Re: Moribundo???
Real Demo
demitir este governo como o macaco soares diz para o P tomar o pdoer e proteger a sua fundaçao de m...da e a rqieuza que obteve de forma duvidosa assimc omo o que usufrui. VAi enganar os idiotas! O Socialismoe m protugal temd e ser responsabilizado pelo que fez e é muitissimo. Acorda povo
Re: Real Demo
Custa-me a acreditar...
Custa-me a acreditar que Mário Soares fale verdade e sem hipocrisia...
Nãoé por acaso que faço esta firmação...é que o Dr.Mário Soares tem verdadeiros interesses que seja o seu partido a governar. Nunca na minha vida me convenci de que o Dr. Mário Soares fosse um patriota de coração, porque não foi. E todos sabemos que o Dr. Mário Soares, apesar de ter tido a sorte de ser primeiro ministro na altura em que havia dinheiro, não deixou de por o país na miséria....e ninguem o pôs de lá para fora.Daí a minha pouca convicção da honestidade na palavras deste senhor...é que ele vê no Governo um PSD e um CDS de Passos e Portas e não o seu PS representado por um um caloiro. Para mim não passa de inveja...de interesses e mais nada.
Re: Custa-me a acreditar...
Pois
Cale-se porque já mete nojo! É tempo, há muito, de calçar as pantufas ou ir à procura do Cunhal!
Re: Pois
Estou ansioso
Estou ansioso por abrir as páginas da necrologia dos jornais e ver lá a fotografia deste xulo... São uns milhões que o estado corta na despesa... o que te dói é o corte na fundação que nada faz de relevante a nao ser encher ainda mais os bolsos deste animal...
Moribundo estás tu Marocas
e já eram horas de te calares para morreres com alguma honra e não como um tachista a quem o governo vai retirar metade dos orçamento das fundações.
Os disparates contumazes do Marocas já começam a ser lesivos do interesse nacional e não tarda iniciamos um movimento para o mandar prender os sabotadores da austeridade por crime de lesa Pátria.
Re: Moribundo estás tu Marocas
Re: Moribundo estás tu Marocas
Re: Moribundo estás tu Marocas
Re: Moribundo estás tu Marocas
Re: Moribundo estás tu Marocas
Re: Moribundo estás tu Marocas
Re: Moribundo estás tu Marocas
Re: Moribundo estás tu Marocas
Re: Moribundo estás tu Marocas
Re: Moribundo estás tu Marocas
Re: Moribundo estás tu Marocas
Re: Moribundo estás tu Marocas
Re: Moribundo estás tu Marocas
Re: Moribundo estás tu Marocas
Re: Moribundo estás tu Marocas
Comentários 101 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub