24 de abril de 2014 às 5:48
Página Inicial  ⁄  Atualidade / Arquivo   ⁄  Maria João Rodrigues preterida na OCDE

Maria João Rodrigues preterida na OCDE

Primeiro-ministro belga candidata-se de surpresa ao cargo e afasta a pretensão portuguesa.
Luísa Meireles (www.expresso.pt)
A indicação de Ives Leterme para o cargo é vista como um meio de pressão de resolver o problema da Bélgica Oliver Weiken/EPA A indicação de Ives Leterme para o cargo é vista como um meio de pressão de resolver o problema da Bélgica

Maria João Rodrigues já não é candidata a secretária-geral adjunta da OCDE, soube o Expresso. O primeiro-ministro interino da Bélgica, Ives Leterme, anunciou ontem ao fim da tarde de surpresa a sua candidatura, avançando em comunicado que será ele o nome proposto àquele cargo pelo secretário-geral da organização, Angel Gurria.

Maria João, professora e ex-ministra e actualmente conselheira junto das instituições europeias, havia sido convidada a apresentar a sua candidatura ainda na Primavera passada, com o apoio expresso dos dois governos portugueses. Até segunda-feira à tarde era dada como a favorita entre os oito candidatos.

Mas a candidatura de Leterme veio alterar a situação, já que foi dada preferência à experiência política - uma novidade numa organização de perfil essencialmente técnico. A sua indicação para o cargo é vista como um meio de pressão de resolver o problema da Bélgica, que mantém um Governo interino há mais de um ano, mas a imprensa belga é fortemente crítica da atitude de Leterme, que qualifica como "uma fuga".

Explicações do secretário-geral


Curiosamente, o próprio Angel Gurria está hoje de visita a Portugal, tendo previsto encontrar-se com o Presidente da República e o ministro dos Negócios Estrangeiros. Será ocasião para explicar o volte-face ocorrido. Até hoje, Portugal, que é país fundador da OCDE, nunca ocupou um cargo de alto-relevo na organização. Actualmente, o posto mais elevado que detém é o de chefe de divisão. 

Formalmente, Ives Leterme concorre ao cargo de secretário-geral adjunto (há quatro ao todo, sempre um americano, um japonês e dois europeus), mas terá ainda que ser proposto ao Conselho da OCDE, que se reunirá na próxima sexta-feira. O Conselho agrega os embaixadores dos 34 países membros da organização.

A Organização de Cooperação e Desenvolvimento Económico é uma organização internacional de estudos económicos, cujos países membros, desenvolvidos na sua maioria, têm em comum um sistema de governo democrático e uma economia de mercado. A organização agrupa 750 peritos altamente qualificados nos seus centros de investigação em Paris e publica análises, previsões e recomendações de política em várias áreas.

Comentários 19 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
'Maria João Rodrigues preterida na OCDE

Bom para a Maria Rodrigues. Quem é que quer ficar associado a uma organização de cariz altamente técnico, que até diz bem do sistema de ensino Português?
Re: 'Maria João Rodrigues preterida na OCDE Ver comentário
Re: 'Maria João Rodrigues preterida na OCDE Ver comentário
OCDE
É um organismo que funciona com estatísticas, baseadas em elementos fornecidos pelos países e que produzem resultados pouco fiáveis . A principal função é dar bons ordenados a funcionários e é um viveiro de boys and girls de alto standard. Todos os políticos necessitam desses organismos, para colocar um amigo ou correlegionário.

Esta senhora, cuja competência não contesto, foi vítima de uma arranjinho típico dessa fauna politiqueira........
Retardado.
Só um ignorante pode fazer este tipo de comentários sobre Maria João Rodrigues.
Nome dela
A Senhora chama-se Maria de Lurdes Rodrigues e não Maria João. É inacreditável onde chega o amadorismo. Ela bem quis pôr ordem na educação ... mas infelizmente não a deixaram.
Re: Nome dela Ver comentário
Re: Nome dela Ver comentário
Re: Nome dela Ver comentário
Mais valia ter estado quieto! Ver comentário
Inacreditável, de facto! Ver comentário
Re: Inacreditável, de facto! Ver comentário
Re: Inacreditável, de facto! Ver comentário
Re: Inacreditável, de facto! Ver comentário
Re: Inacreditável, de facto! Ver comentário
Tomaramos nós ter muitas incompetentes como a MJR Ver comentário
Re: Tomaramos nós ter muitas incompetentes como a Ver comentário
Re: Tomaramos nós ter muitas incompetentes como a Ver comentário
Se eu fosse Psicólogo
Se eu fosse Psicólogo ou Psiquiatra abria uma linha de consultas para os cidadão que sofrem se Socratite aguda.
O homem foi mau governante, não restam quaisquer dúvidas, mas daí até chegarmos ao ponto de que tudo o que mexe ou corre mal ser culpa dele é mesmo um caso de grave doença do foro psiquiátrico.
Basta ler o que escrevem por esses jornais fora, a começar no expresso.
É doentio.
Qualquer dia, como ele tem ações do Benfica, ainda vão dizer que a culpa dos inêxitos do "glorioso" também é dele.
Haja um mínimo de decência!
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub