23 de abril de 2014 às 23:57
Página Inicial  ⁄  Sociedade  ⁄  Gente  ⁄  Margarida Martins: paixão por Marrocos

EM VIAGEM

Margarida Martins: paixão por Marrocos

Margarida Martins publica em livro as fotografias das suas viagens a Marrocos. Clique para visitar o canal Life & Style.
Bernardo Mendonça (www.expresso.pt)

A presidente da Abraço, Margarida Martins, descobriu Marrocos há um ano e foi amor à primeira vista. Desde aí, já lá foi mais de dez vezes. De máquina fotográfica na mão, registou os rostos e os ambientes inspiradores dos lugares por onde andou. No dia 1 de Dezembro - Dia Mundial da Luta Contra a Sida - lança o livro de fotografias "Escrita de Luz - Ponte de Afectos", com as imagens emocionais dessas viagens.

Este livro é uma surpresa, pois revela a Margarida no papel de fotógrafa de viagens. A fotografia é um interesse recente?
Comecei a fotografar apenas há quatro anos. Um dia reparei numa foto que tinha feito à minha filha Leonor que achei especial. Coloquei-a no site Olhares (www.olhares.com) e os fotógrafos profissionais gostaram. Incentivaram-me a continuar.

As fotos publicadas revelam não só um olhar sensível, mas conhecimentos técnicos. Frequentou algum curso?
Passei por vários workshops, cada um de apenas três dias, muito genéricos, mas que foram importantes. Na verdade, sempre gostei de fotografia. Comecei nos anos 80 a ver exposições de fotografia na Holanda, acompanhada de um amigo. Cheguei a produzir um livro de fotografias do fotógrafo Mário Cabrita Gil - "A Idade da Prata". Nunca me imaginei no papel da artista, da fotógrafa. Foram os amigos fotógrafos que me estimularam a publicar essas imagens.

O que mais gosta de fotografar?
Pormenores e pessoas. Ando sempre com a máquina fotográfica na carteira. Às vezes, se estou em locais diferentes e se tenho tempo entre reuniões, vou para a rua fotografar.

Que história está por detrás da realização deste livro?
Tudo começou pela paixão que senti por Marrocos. Aconteceu em Agosto de 2008, quando aceitei o convite do cônsul de Marrocos em Portugal, o arquitecto José Alegria Martins, por causa do meu trabalho desenvolvido na área da solidariedade. Gostei tanto que voltei logo depois. Este ano fui a Marrocos seis vezes...

É um destino aqui tão perto...
E ao mesmo tempo tão longe... Rabat é a capital mais próxima de Lisboa e muita gente não sabe isso. Desprezamos muitas vezes os árabes, mas eles deixaram-nos uma cultura muito rica, assim como nós deixámos em Marrocos. Temos religiões diferentes, mas regiões muito parecidas.

É um dos seus países preferidos?
Quando estou em Marrocos sinto-me em casa. Gosto tanto do deserto como das grandes cidades, como Marraquexe, a minha cidade marroquina do coração. Tenho lá muitos amigos, famílias completas que me acolhem e me tratam muito bem. Também gosto da zona costeira, onde os portugueses deixaram marcas, como Essaouira, El Jadida, Safi, Assilah.

Encontrou uma ponte de afectos entre os portugueses e os marroquinos? Temos a mesma generosidade e simplicidade. Devia haver um barco entre Portimão e Casablanca. Estou a fazer esforços para que haja uma ligação na área da sida entre a Abraço e as associações locais marroquinas.

(Texto publicado na Revista Única da edição do expresso de 28 de Novembro de 2009)

(Texto publicado na Revista Única da edição do expresso de 28 de Novembro de 2009)
Comentários 16 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Margarida Martins paixão por Marrocos
Se o D. Afonso Henriques fosse vivo estou convicto que daria um abraço à Margarida por esse trabalho interesse que está a desenvolver. O D. Sebastião nem me atrevo a pensar o que ele faria. No entanto penso que qualquer um deles a propunha para a mais alta condecoração da Nação. Espero que o Presidente não se esqueça de reparar essa lacuna no dia de Portugal. Pela minha parte dou-lhe toda a força, para que parte da cultura Árabe volte e principalmente no que se refere a ter mais que uma mulher. É um exemplo que prova a inteligência e a civilização superior que nós não fomos capaz de assimilar.
Re: Margarida Martins paixão por Marrocos Ver comentário
Re: Margarida Martins paixão por Marrocos Ver comentário
Re: Margarida Martins paixão por Marrocos Ver comentário
Re: Margarida Martins paixão por Marrocos Ver comentário
Por isso é que ela passou de 163kg para 93kg !

Os camelos queixaram-se todos, e ela teve de abater 70kg!

Ou então, talvez a comida em Marrocos seja péssima.

:-)

D. Sebastião também andava apaixonado...
... por Marrocos e deu no que deu...
Num ano...
Foi 11 vezez à Marrocos??
Hà por aì bons ordenados, ainda mais quando é um propio que se fixa o tal.
Melhor que, tirando uns miseros 200 escudos,eu nao contribui para Abraço com outra coisa.
Re: Num ano... Ver comentário
Re: Num ano... Ver comentário
E de gorda se fez magra ...
Parece que nos rendimentos as coisas são ao contrário. Gosta muito de viajar e tirar fotografias que depois, ainda por cima, quer vender.

Quem a promove deve receber dinheiro por isso. Tanto sucateiro !
Nós portuguses,temos o sul de porugal;que a popula
Nós portugueses;deveríamos nos ligar mais ao povo marroquino...Pois a região do rio douro;e toda a região de trás-os-montes;e das beiras;e também toda a região de lisboa,sintra,e almada,e todos os alentejos e algarves;a mioria da população,é de origem árabe...Portugal foi islâmico quase 1000 anos...Só que o clero;tudo fez e faz para apagar esta nossa cultura islâmica que nós temos nas nossas veias.ALÁ KBAR....KANTIFLAS
Re: Nós portuguses,temos o sul de porugal;que a po Ver comentário
Re: Nós portuguses,temos o sul de porugal;que a po Ver comentário
mas wtf ???
...mas alguém no seu perfeito juízo vai comprar isto ?!?!?!?

isto interessa a quem ???

e o dinheiro , é para a abraço??
...mas que grande esquema que esta gaja criou !!! qual sucatas qual quê , ao pá desta , são uns amadores, não trabalha, vive e enriqueceu á conta da caridade das pessoas , e está para durar , brilhante...

inacreditável...

A MARGARIDA MARTINS
Dizem para ai, que tem ido a Marrocos para cura de amagrecimento.
Enfim más linguas!!!
Quanto ás fotografias quem as comprar pode ter a certeza que é dinheiro mal gasto. Qualquer viajante as faria.
Mas quem paga as deslocações, não sou eu,de certo.
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub