25 de abril de 2014 às 2:49
Página Inicial  ⁄  Blogues  ⁄  A Europa desalinhada  ⁄  Mais frágil e menos solidária

Mais frágil e menos solidária

www.expresso.pt
Clique para saber tudo o que se passa na Europa

Apesar do seu estatuto de membro da zona euro a beneficiar ainda da melhor nota de endividamento - o famoso AAA atribuído pelas três grandes agências de notação internacionais -, a Finlândia começa a dar sinais de fraqueza, escreve o jornal La Croix. Segundo o ministro das Finanças, Jutta Urpilainen, "o país poderá entrar em recessão, se o abrandamento económico mundial persistir".

Uma situação inédita para Helsínquia, que se traduz numa maior desconfiança relativamente aos mecanismos de resgate requeridos pelos seus parceiros da zona euro. "Em princípios de julho, o primeiro-ministro, Jyrki Katainen, recordou a sua oposição à compra de dívidas soberanas pelo Mecanismo Europeu de Estabilidade", diz o jornal francês.

O jornal cita um perito da OCDE que recorda que os finlandeses têm o sentimento de que, quando da crise bancária dos anos 1990, resolveram por si próprios a questão das suas finanças públicas. E, hoje, têm a sensação de que os países do Sul não fazem o que é preciso para resolver essa mesma questão.

Continue a ler este artigo em Presseurop.eu

Comentários 1 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Crise: Para reformular a actividade política?
« ...os finlandeses têm o sentimento de que, quando da crise bancária dos anos 1990, resolveram por si próprios... »

Os finlandeses podem parecer egoístas mas o certo é que eles lutaram.

Nós também podemos lutar como eles?

A crise actual é mais profunda que a deles em 1990 ?

Nós podemos aproveitar a crise para remodelar a nossa Justiça, as mordomias dos políticos, as responsabilização dos políticos, as regras do Estado, etc.

Bem sei que nos custaria muito esforço fazer isso, mas era importantíssimo.

Não acredito que o façamos, mas que era necessário, era.
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub