Anterior
Fogo perto das casas em Santa Cruz
Seguinte
Fogo e desalento na Madeira
Página Inicial   >  Dossiês  >  Dossies Atualidade  >  Fogo na Madeira  >  Madeira diz que incêndios têm origem terrorista

Madeira diz que incêndios têm origem terrorista

Alberto João Jardim acredita que os incêndios que estão a abalar a ilha da Madeira desde o dia 18 têm origem criminosa.
Há suspeitas de que os incêndios na Madeira têm mão criminosa
Há suspeitas de que os incêndios na Madeira têm mão criminosa / José Ventura

O Governo Regional da Madeira acredita estar "perante um terrorismo incendiário" e  "espera que as autoridades competentes do Estado saibam averiguar, descobrir e punir", afirma a presidência do arquipélago em comunicado emitido hoje à tarde.

A ideia dos governantes da Madeira baseia-se na dispersão de pontos em que os incêndios iam sucessivamente ocorrendo, numa multiplicação de locais nunca antes vista, obrigando tecnicamente a uma dispersão de meios, os quais a Região dispõe para situações de catástrofe, mas nunca para uma impensada multiplicidade desta natureza".

Já na quinta-feira o presidente da Câmara do Funchal, Miguel Albuquerque, tinha dito que o incêndio de quarta-feira, em Palheiro Ferreiro, foi fogo posto, sublinhando a existência de testemunhas oculares.

Inquérito à RTP-RDP/Madeira


Ainda no mesmo comunicado, o Governo Regional da Madeira anunciou que vai pedir um inquérito à RTP-RDP/Madeira por alegadas notícias falsas sobre os incêndios que estão a deflagrar na ilha desde quarta-feira.

"Em termos de informação, o Governo Regional condena aqueles meios de comunicação social que falharam totalmente no rigor informativo que se lhes exigia criando assim alarmismo prejudicial com notícias falsas (...)", pode ler-se num comunicado divulgado esta tarde no site da Presidência.

"Assim, o Governo Regional decidiu pedir um inquérito à RTP-RDP/Madeira, quer  ao Ministério da tutela, quer aos respectivo Conselho de Administração", acrescenta.

Paulo Pereira, adjunto do gabinete de Presidência do Governo Regional da Madeira, explicou ao Expresso que o inquérito visa perceber porque se dão notícias erradas com consequências nefastas para a região e apelou ao cuidado dos media.

"Infelizmente há demasiadas notícias alarmistas sobre os incêndios. São só asneiras, deixem apagar os fogos. Se os meios de comunicação social não sabem informem-se", disse o responsável.

Contactado pelo Expresso, o diretor da RTP-Madeira, Martim Santos, disse não ter nada a comentar de momento, sublinhando que aguarda pelo desenrolar da ação.


Opinião


Multimédia

Os assassínios, as execuções, as decapitações são as imagens mais chocantes de uma propaganda cada vez mais sofisticada. É a Jihad, que recruta guerrilheiros no ocidente para matar e morrer na Síria. O Expresso seguiu as pisadas de cinco jiadistas portugueses, mostrando quem são e como foram convertidos e radicalizados. E como lutam, como foram morrer - e como já haverá arrependidos com medo de fugir. Reportagem em Londres, no café onde viam jogos de futebol, na universidade onde estudavam e na mesquita onde rezavam. Autoridades e especialistas em terrorismo estão alerta sobre este pequeno mas perigoso grupo, onde corre sangue português - e de onde escorre sangue por Alá.

Musse de chocolate com basmati e pimenta rosa

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione com esta nova receita.

Desfile de vedetas

Saiba tudo sobre os modelos concorrentes ao Carro do Ano 2015/Troféu Essilor Volante de Cristal. Conheça o essencial sobre os 20 automóveis participantes nesta iniciativa, da estética, às características técnicas, do preço ao consumo. A apresentação ficará completa no dia 3 de janeiro.

Elvis. Gostamos ou não gostamos?

Ele não é consensual, mas é incontornável. Dispunha de penteado majestoso e patilha marota, aparentava olhar matador e pose atrevida. E deixou canções: umas fáceis e outras nem tanto, por vezes previsíveis e às vezes inesperadas, ora gentis ora aceleradas. E ele, Elvis, nasceu em janeiro de 1934 - há precisamente 40 anos, ao oitavo dia. Temos quatro textos sobre o artista: Nicolau Santos, Rui Gustavo, Nicolau Pais e João Cândido da Silva explicam o que apreciam, o que toleram e o que não suportam.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

Piza de manga com estragão e canela

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Desacelerámos a realidade para observar a euforia da liberdade

Ela, Jacarandá, é algarvia. Ele, Katmandu, é espanhol. São linces e agora experimentam a responsabilidade da liberdade: foram soltos esta terça-feira numa herdade alentejana, próxima de Mértola, eles que saíram de centros de reprodução em cativeiro. Foi inédito: nunca tinha acontecido algo assim em Portugal. Estivemos lá e ensaiámos o slow motion.

Desaparecidos para sempre no Mar do Norte

O dia 15 de novembro já foi feriado, há 90 anos. A razão foi o desaparecimento de Sacadura Cabral algures no Mar do Norte. Depois de fazer mais de oito mil quilómetros de Lisboa ao Rio de Janeiro, o aviador pioneiro não conseguiu completar o voo entre a cidade holandesa de Amesterdão e a capital portuguesa. Ainda hoje, não se sabe o que aconteceu ao companheiro de Gago Coutinho e tio-avô de Paulo Portas, a quem o Expresso pediu um sms.

Os muros do mundo

Novembro relembrou-nos os muros que caem, mas também os que permanecem e os que se expandem. Berlim aproximou-se de si própria há 25 anos, mas há muros que continuam a desaproximar. Esta é a história de sete deles - diferentes, imprevisíveis, estranhos.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

O papa-medalhas que veio do espaço

O atleta português mais medalhado de sempre, Francisco Vicente, regressou dos campeonatos europeus de veteranos, na Turquia, com novas lembranças ao pescoço. Três de ouro e duas de prata para juntar à coleção. Tem 81 medalhas, uma por cada ano de vida.

Terror religioso está a aumentar

Relatório sobre a Liberdade Religiosa é divulgado esta terça-feira em todo o mundo. Dos 196 países analisados, só em 80 não há indícios de perseguições motivadas pela fé.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?


Comentários 26 Comentar
ordenar por:
mais votados
Por onde anda o deputado Coelho da Madeira
que ninguem o vê a apagar fogos?
Re: Por onde anda o deputado Coelho da Madeira
Eh pá, ó dois, as suas fontes fraquejam
Aonde é que estão os helicopteros , AJJ ?
Aonde é que estão os helicopteros , AJJ ?

Como se vêem nas Canárias a combater os fogos.
Re: Aonde é que estão os helicopteros , AJJ ?
O terrorismo incendiário e a incompetência
O terrorismo incendiário é o argumento da incompetência dos responsáveis políticos em tomar medidas de ordenamento florestal que dificultem a propagação dos fogos, a que se deve juntar a sua incapacidade para influenciar S. Pedro para a ajuda Divina que é a de chover todos os anos de forma a evitar as alterações climáticas e o baixo indíce de humidade dos solos. Não admira esta cruzada de Alberto João, pois já há alguns anos, Alfredo Rubalcalva, então ministro do interior espanhol, falava em trama terrorista relativamente aos incêndios da Galiza, falava em mascarados incendiários e outras alarvidades, demonstrativas da falta de compreensão do problema, quando a autoria de alguns fogos criminosos era dos mesmos suspeitos de sempre, alcoólicos e doentes mentais, mas é isto que "vende", por lá e por cá, pois a nossa classe política só serve para "comprar" ideias a pretensos estudiosos que nada percebem, mas que ganham muito com o fenómeno, residindo aqui a verdadeira economia do fogo, como já ouvi afirmar relativamente a outros eventuais "suspeitos".
Re: O terrorismo incendiário e a incompetência
!
Origem criminosa? Não me cheira! Devem ser só grupos de jovens. Suspeitos. Punir os responsáveis? Há quantas décadas eu ouço dizer isso? Não dá votos, antes pelo contrário, e a "democrácia" só se vai mantendo por meio da mentira, de promessas falsas e de não punir quem quer seja.
A culpa é sempre dos outros.
Tratar de limpar as matas , prevenir , fiscalizar e punir os incendiários isso já dá muito trabalho não dá votos e comissão na obra .
Re: A culpa é sempre dos outros.
Re: A culpa é sempre dos outros.
Re: A culpa é sempre dos outros.
Re: A culpa é sempre dos outros.
Re: A culpa é sempre dos outros.
a culpa nunca e minha
Da sua irresponsabilidade, pois as suas politicas tem executores, e os terroristas podem ser os mesmos ocupantes do poder laranja, podia limpar as matas, aproveitava as mesma para centrais de biomassa, mas inteligência e sentido de bem comum e algo que não existe por aqueles lados, e triste mas só temos os políticos que queremos, pois a maioria não fala dos actos de terror que comete
Re: a culpa nunca e minha
Re: a culpa nunca e minha
União Europeia
O encaixe do fundo de Calamidade da união europeia vinha mesmo a calhar, não era AJ?
"Incêndios têm origem terrorista"
Não me digam que foi o A.J.J. que foi lá com o fósforo.
Re:
Re: Madeira diz que incêndios têm origem terrorist
O Alberto João diz que os fogos têm origem criminosa. O título da notícia diz que tem origem terrorista. É a mesma coisa? Um terrorista é um criminoso e um criminoso é um terrorista?

Como não acredito em nada que o Alberto João diz, fico-me pelo título. Os "bin-ladans" andam por aí...
Suspeito!?
Como diz o outro : " deixa arder que o meu pai é bombeiro " e não conheço nenhum incendiário na Madeira , excepto o próprio Alberto joão ... e ele tem muitas hostes . Quer , Pode e Manda.
Confrangedor!
É deprimente ver o ministro da administração interna, que não percebe nada de fogos e afins, servir de porta voz de um qualquer também pateta naquela matéria. O resultado é não terem apagado os fogos como deviam e uma propagação desmedida. Este governo não atina.
MÃO DURA DA JUSTIÇA!
Enquanto os incendiários não apanharem penas de 25 anos de cadeia e sem liberdade condicional, em vez de irem para casa de inicio c/ termo de identidade e depois c/ condenações minimas e pena suspensa, ou dados como doidos, isto não se resolve nem atenua!!! Não há Bombeiros nem meios que cheguem p/ incêndios que começam e se reacendem em 4 ou 5 sitios ao mesmo tempo! Quando se vê as imagens é que se percebe o horror de perder casas, terrenos, máquinas, enfim tudo em minutos, e do sofrimento dos animais apanhados naquele inferno, isto sem contar quando são pessoas!!! Se alguém désse tamanho prejuizo e sofrimento a outra pessoa individualmente, de certeza que se fosse apanhado não era tratá-do tão brandamente! PENALIZEM MAIS ESTE CRIME HEDIONDO!!!!!!
Areia para a cara dos incautos!
Não passa isto de uma sacudidela da água do capote de quem teve responsabilidades na (não...) limpeza e manutenção dos matos públicos.

Também é uma sacudidela da água do capote de quem se escuda em estudos de quarenta e tal anos (estudos e pareceres há muitos...) que defendiam que a Madeira não tinha necessidade de meios aérios para combater os fogos florestais. Nesses tempos deixavam arder...

Mas desengane-se quem pense que os fogos vão diminuir: com o aumento desmesurado da área de implantação de eucaliptal o futuro é sombrio, muito mais que o fumo que nos ensombrou nos dias últimos.

Pura ironia: andavam á procura de carros pretos a colocar fogo? o governo regional tem centos deles...
MUDEM AS LEIS, E OS FOGOS ACABAM.
Tão simples como isso; se mudarem as leis os fogos acabam, ou pelo menos reduzem drásticamente. Se um senhor for apanhado a atear fogo, é simples é preso e leva 25 anos de cadeia efectiva, isto para não ser mais radical!! De certeza que os fogos baixam dráticamente, e estes cenários que se registam todos, e que ninguém faz nada para mudar, modificam-se. Basta haver vontade politica, e tentar olhar pelo nosso pais.
Comentários 26 Comentar

Últimas

Receba a nova Newsletter
Ver Exemplo

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador

PUBLICIDADE

Pub