24 de abril de 2014 às 17:08
Página Inicial  ⁄  Atualidade / Arquivo   ⁄  Lula da Silva aconselhado a permanecer no hospital

Lula da Silva aconselhado a permanecer no hospital

Ex-Presidente do Brasil está internado desde sábado após um quadro de perda de apetite, irritação na garganta e fadiga, sintomas inerentes a tratamentos contra o cancro. Médicos suspeitavam de infeção pulmonar.

Maria Luiza Rolim (www.expresso.pt)
Lula da Silva com a Presidente Dilma Rousseff, visivelmente transformado devido aos tratamentos Ueslei Marcelino/Reuters Lula da Silva com a Presidente Dilma Rousseff, visivelmente transformado devido aos tratamentos

Sintomas inerentes aos tratamentos que está a fazer para combater um cancro na laringe obrigou Lula da Silva a ser novamente hospitalizado. O  ex-Presidente brasileiro deu entrada sábado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde foi examinado, tendo se submetido hoje a nova sessão de radioterapia. Médicos afastam suspeitas de infeção pulmonar, mas não há data prevista para a alta médica.

Embora uma tomografia ao tórax para avaliar uma possível infeção pulmonar tenha revelado que Lula da Silva, 66 anos,  já não apresenta o tumor na laringe, ainda é cedo para se dizer que está curado. "Do ponto de vista apenas tomográfico, não se vê mais o tumor", disse o oncologista Artur Katz. "De qualquer maneira, é uma boa notícia. Deixa-nos confiante e mostra que estamos no caminho certo. Mas a gente só fala em cura após cinco anos sem retorno da doença", acrescentou-

Como a tomografia não localiza células cancerosas, um novo exame - endoscopia - para saber se o cancro foi eliminado será feito dentro de quatro a seis semanas, informou o oncologisfa Paulo Hoff, da equipa médica que acompanha o ex-Presidente.

A endoscopia só poderá ser feita quatro a seis semanas depois do fim da radioterapia, previsto para terminar no próximo dia 17, e quando já tiver desaparecido a irritação na garganta de Lula da Silva.

Lula não desfila no Carnaval


O ex-Presidente do Brasil foi aconselhado a permanecer no hospital até ao fim do tratamento, uma vez que os efeitos colaterais da radioterapia poderão ser mais severos nesta fase. Ficará no Sírio-Libanês "para observação e intensificação das medidas de suporte nutricional, fisiterápicas e fonoaudiológicas", devendo fazer exercícios de deglutição para não engasgar.

Lula foi hospitalizado por recomendação médica, após queixas de dor de garganta, dificuldades em se alimentar e fadiga. O ex-Presidente apresentava também sinais de desidratação.

Também por recomendação médica, Lula da Silva já não vai desfilar pela escola de samba "Gaviões da Fiel", no Carnaval. O ex-Presidente brasileiro não reuniu as condições físicas para participar na passada sexta-feira na festa do 32º aniversário do PT, o seu partido, em Brasília, tendo enviado uma carta aos petistas lamentando a sua ausência.

Comentários 0 Comentar
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub