Siga-nos

Perfil

Expresso

Saúde

Ministro da Saúde quer reuniões mensais com Health Parliament

Ana Castro (presidente do Health Parliament Portugal), Adalberto Campos Fernandes (ministro da Saúde) e Maria de Belém Roseira (curadora do projeto) na apresentação do livro

Miguel Manso

Na sessão que culminou com a apresentação do livro final do Health Parliament 2017, Adalberto Campos Fernandes revelou contar com os 60 participantes do projeto como "consultores informais para as políticas públicas"

Passar das palavras à ação. Foi a grande mensagem que saiu da apresentação do livro que reúne todas as medidas da primeira edição do Health Parliament Portugal, projeto que juntou Expresso, Janssen, Microsoft e Universidade Nova. A sessão foi marcada pela revelação do ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, de querer agendar reuniões mensais com cada uma das seis comissões (a saber, O Doente no Centro da Decisão, Economia do Conhecimento, Saúde Mental, Barreiras aos Cuidados de Saúde, Ética em Saúde e Tecnologias de Informação em Saúde) para perceber como introduzir as grandes recomendações de cada uma.

A sessão decorreu no sede do Infarmed, em Lisboa, onde antes da apresentação, o ministro analisou de forma mais pormenorizada as propostas reunidas pelos participantes ao longo deste ano. Agora, quer fazer dos 60 que participaram no projeto "consultores informais para as políticas públicas de saúde" para que possam dar corpo às medidas que propuseram. Deixou-lhes também um repto: "não sejam menos jovens. Ajuda-vos a ser saudavelmente menos prudentes e mais audazes, atrevidos."

Adalberto Campos Fernandes e Maria de Belém com o livro final do Health Parliament 2017

Adalberto Campos Fernandes e Maria de Belém com o livro final do Health Parliament 2017

Miguel Manso

Na apresentação do livro - que reúne as 58 medidas sugeridas pelas comissões naquele que foi o primeiro parlamento inteiramente dedicado à saúde em Portugal, composto por pessoas entre os 21 e os 40 anos - a presidente do Infarmed, Maria do Céu Guerra confessou o privilégio em poder receber um grupo destes, enquanto a presidente do Health Parliament Portugal, Ana Castro, lembrou que agora é hora de passar à segunda fase, "a da implementação" e fez questão de realçar que "o importante é que isto passe à prática e não seja mais um livro bonito na prateleira .

Um dia a olhar para o futuro que, como o ministro confessou no final, o deixou "revigorado."