Siga-nos

Perfil

Expresso

Saúde

Parlamento tira medidas à saúde

Foi assim que os deputados do HPP votaram as recomendações no terceiro plenário. Os braços dos parlamentares levantaram-se o número suficiente de vezes para que dali saíssem 58 medidas aprovadas. Na plateia, entre não votantes, estavam os mentores que os têm acompanhado desde o primeiro dia. Ricardo Baptista Leite, Jorge Soares, Henrique Martins, Marta Temido e Elsa Frazão Mateus pediram a palavra para elogiar o trabalho, a pesquisa e “a coragem” das propostas apresentadas

Rodrigo Cabrita

Aprovadas 58 propostas no terceiro plenário. Conheça as principais recomendações das seis comissões da única assembleia exclusivamente dedicada à saúde. Governo vai trabalhar com um dos grupos

Quase o pleno! Das 59 propostas votadas na Gulbenkian apenas uma foi chumbada. É o espelho de quatro meses de trabalho das seis comissões que compõem o Health Parliament Portugal (HPP) — projeto do Expresso, Janssen, Universidade Nova de Lisboa e Microsoft —, uma assembleia exclusivamente dedicada à saúde, que entra pela primeira vez no país para fazer um diagnóstico do sector e apontar as medidas que devem reger o futuro.

O meritório trabalho de médicos, enfermeiros, farmacêuticos e outros profissionais ligados à saúde que incorporam o Parlamento da Saúde não vai ficar pelas 58 recomendações aprovadas. As propostas apresentadas, votadas e ratificadas no terceiro plenário serão agora melhoradas e aprofundadas até à próxima e última assembleia. Os parlamentares poderão desistir de algumas propostas ou fundir outras. Não poderão é integrar novas. Com os contributos dos mentores e de diversos stakeholders do sector irão afinar as recomendações a fim de constarem do documento final — um relatório de políticas para a saúde — que será apresentado publicamente no dia 30 de junho num evento.

Para já, o primeiro sinal de reconhecimento. A comissão Barreiras aos Cuidados de Saúde foi convidada a integrar o grupo de trabalho do projeto +SNS do Ministério da Saúde. “Não tendo os trabalhos do Health Parliament Portugal seguimento posterior a julho, terei todo o gosto em potenciar o capital humano e técnico desta comissão”, referiu Fernando Araújo, secretário de Estado Adjunto e da Saúde. António Teixeira Rodrigues, presidente da comissão, diz que “é uma honra enorme poder dar continuidade ao trabalho desenvolvido no âmbito do HPP. Têm sido meses intensos de trabalho e ver agora o nosso trabalho reconhecido é muito gratificante.”

Nos últimos quatro meses, os deputados do HPP realizaram visitas a hospitais, centros de investigação e organismos públicos. Consultaram decisores políticos, ordens profissionais, economistas e vários profissionais de saúde. Tiveram sessões de brainstorming e outras reuniões com o intuito de recolher inputs para construírem as suas recomendações para o futuro da saúde em Portugal.

Deputados, com idades entre os 21 e 40 anos, farão até junho reflexões sobre o futuro da saúde no país para produzirem recomendações. Veja quem entra nesta assembleia, conheça os mentores e saiba tudo AQUI

Artigo originalmente publicado no Expresso de 20 de maio de 2017