Siga-nos

Perfil

Legislativas 2015

Legislativas 2015

Com mais metade do país apurado, abstenção ainda está acima de 2011

  • 333

Às 20h40, metade das freguesias do país já estava apurada e a taxa de abstenção era de 45,65%, ainda acima do que foi registado nas últimas legislativas em 2011, quando se atingiu a mais alta abstenção das legislativas desde 1975

Raquel Albuquerque

Raquel Albuquerque

Texto

Jornalista

Jaime Figueiredo

Jaime Figueiredo

Infografia

Infográfico

Com 1731 freguesias apuradas, segundo os resultados provisórios atualizados até às 20h40, a taxa de abstenção ainda estava acima do que foi registado nas últimas eleições legislativas de 2011. Com mais de metade das freguesias do país já apuradas (51,33% do total), a abstenção situa-se nos 45,65%, acima da taxa de 41,97% registada no final das últimas eleições para a Assembleia da República há quatro anos.

Nesta altura, votaram 1.157.657 pessoas de um total de 2.123.407 eleitores inscritos nas freguesias apuradas até agora. Faltam ainda 1361 freguesias, que totalizarão depois os 9,6 milhões de eleitores inscritos para estas eleições.

Segundo os dados da Comissão Nacional de Eleições (CNE), a taxa de abstenção de 41,97% nas legislativas de 2011 foi a mais elevada desde 1975, quando ocorreram as primeiras eleições livres em Portugal. Nessa altura registou-se a taxa de abstenção mais baixa de sempre (8,34%). Nas eleições de 1991, a abstenção ultrapassou os 30% pela primeira vez e, mais tarde, em 2009, ficou acima dos 40%.