Siga-nos

Perfil

Legislativas 2015

Legislativas 2015

Rio apoia Passos e Portas com bico calado sobre Belém

  • 333

Luis Barra

Rui Rio foi a Viseu apoiar a coligação: “dá-nos confiança relativamente ao futuro”. Passos e Portas agradeceram mas combinaram não falar de presidenciais. Discreto, Rio assim fez. Para a semana há mais

Ângela Silva

Ângela Silva

Texto

Jornalista

Luís Barra

Luís Barra

Fotos

Fotojornalista

“Neste momento estamos a tratar das legislativas. Não vou falar de presidenciais”. Rui Rio cumpriu o que Passos e Portas mais queriam: foi discreto (chegou ao jantar em Viseu depois dos líderes e sentou-se de mansinho) e nem uma palavra sobre a corrida a Belém. Na direção de campanha da coligação tinham pedido isso mesmo. Introduzir ruído na linha quando tudo corre sobre rodas seria de alto risco.

Rio fez o que convinha. O seu nome chegou a estar anunciado para aparecer na arruada à tarde em Viseu, mas não se confirmou. Depois, tinha lugar marcado na mesa de Passos e Portas para jantar mas chegaram a dizer-nos do Staff de Passos que a presença não estava confirmada. E quando finalmente o ex-presidente da câmara do Porto entrou na sala, nem foi cumprimentar os líderes da coligação, nem Passos e Portas o cumprimentaram a ele.

No fim do jantar, os dois foram dar-lhe um abraço e agradecer-lhe a presença (“obrigado por teres vindo”, disse-lhe Passos Coelho. E Rio apoiou-os com o argumento de que o que está em causa no domingo é escolher entre jogar só a pensar no presente ou a penar no futuro. “A política da coligação dá-nos confiança relativamente ao futuro e maior segurança”. “A pior coisa que nos podia acontecer era avançarmos demasiado rápido para depois voltarmos a 2011”, afirmou.

Discrição fez parte do que estava combinado ente Rio e a direção de campanha, que também conta com Marcelo Rebelo de Sousa, sexta-feira em Lisboa, mas igualmente em perfil software. As legislativas são o centro de todas as energias e atenções. As presidenciais tomarão conta do palco a partir e segunda-feira.