Siga-nos

Perfil

Legislativas 2015

Legislativas 2015

PS alerta: “Se eles ganharem as eleições vão sentir-se legitimados para nos castigarem”

  • 333

Rui Duarte Silva

As palavras são de Mário de Almeida, o histórico socialista que presidiu durante anos à Câmara de Vila do Conde e que esta manhã recebeu António Costa em Caxinas, junto ao “monumento aos náufragos”

Cristina Figueiredo

Cristina Figueiredo

Texto

Jornalista da secção Política

Desta vez não houve Fábio Coentrão (o futebolista que participou na campanha de 2011, ao lado de Sócrates), mas ainda assim o bairro de pescadores de Caxinas respondeu ao convite do PS local para ir ver e ouvir António Costa. O líder socialista foi recebido por Mário de Almeida, o histórico que durante anos presidiu ao município de Vila do Conde e que inaugurou a última semana de campanha com uma chamada de atenção que promete ser uma constante no discurso socialista até 4 de outubro: “Durante esta semana, mais do que (preocuparmo-nos com) a festa, temos de trabalhar muito” para convencer toda a gente que “o que está em jogo não é um simples jogo de futebol”. Depois, outro aviso: “Se eles ganharem as eleições vão sentir-se legitimados para nos castigarem mais”.

A sua intervenção deu a deixa para António Costa repetir o apelo ao voto que tem vindo a fazer: “De amanhã a uma semana todos vão poder votar (...) Para mudar é preciso votar (...) O que me pedem de forma cordial é que ganhe estas. Com o meu voto podem contar, mas o meu voto não chega, é preciso o voto de todos”. Depois, aos jornalistas, fez questão de esclarecer que o PS luta por uma maioria clara, inequívoca, maioritária. “Uma maioria absoluta é o que o país precisa para ter paz”. E aos que lhe perguntavam sobre a manchete do Expresso - onde se lê que o PS não viabilizará um Governo de direita - respondeu apenas: “Vamos viabilizar o Governo que vai existir que é o do Governo PS”.