Siga-nos

Perfil

Legislativas 2015

Legislativas 2015

Eleição decidida ao sprint

  • 333

O PS mantém-se à frente nas intenções de voto mas a maioria aproxima-se e fica só a 0,5 pontos à entrada da última semana de campanha eleitoral

Martim Silva

Martim Silva

Texto

Diretor-Executivo

Luís Barra

Luís Barra

Foto

Fotojornalista

A pouco mais de uma semana das eleições legislativas de 4 de outubro, a emoção, como se ainda fosse possível, volta a aumentar e um vaticínio quanto a quem pode ser o vencedor torna-se mais arriscado. A sondagem da Eurosondagem para o Expresso e a SIC mostra esta semana uma subida das duas maiores forças nas intenções de voto. Mas com a coligação PàF a subir mais que o PS (1,5 pontos contra 0,5 pontos) e a situar-se agora a apenas 0,5 pontos dos socialistas.

Aliás, na sondagem desta semana estas são mesmo as únicas duas forças que registam uma subida nas intenções de voto. Comunistas e bloquistas caem duas décima cada um (mas com a CDU a ter o dobro das intenções de voto) e Livre e PDR (de Rui Tavares e Marinho Pinto) três décimas cada. Será o efeito do chamado voto útil a funcionar em favor dos maiores partidos (aqueles que à partida têm mais possibilidade de conseguir chegar ao Governo).

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI

FICHA TÉCNICA

Estudo de opinião efetuado pela Eurosondagem S.A. para o Expresso e SIC, de 17 a 23 de setembro de 2015.Entrevistas telefónicas realizadas por entrevistadores selecionados e supervisionados. O universo é a população com 18 anos ou mais, residente em Portugal Continental e habitando lares com telefone da rede fixa. A amostra foi estratificada por região: Norte — 20%; A.M. do Porto — 14,3%; Centro — 28,9%; A.M. de Lisboa — 27,2% e Sul — 9,6%, num total de 1548 entrevistas validadas. Foram efetuadas 1867 tentativas de entrevistas e, destas, 400 (20,5%) não aceitaram colaborar neste estudo. A escolha do lar foi aleatória nas listas telefónicas e entrevistado, em cada agregado familiar, o elemento que fez anos há menos tempo. Desta forma aleatória resultou, em termos de sexo: feminino — 51,7% e masculino — 48,3%, e, no que concerne à faixa etária, dos 18 aos 30 anos — 17,5%; dos 31 aos 59 — 50,2%; com 60 anos ou mais – 32,3%. O erro máximo da amostra é de 2,49%, para um grau de probabilidade de 95%. Um exemplar deste estudo de opinião está depositado na Entidade Reguladora para a Comunicação Social.