Siga-nos

Perfil

Legislativas 2015

Legislativas 2015

Começo das aulas não atrapalha campanha

  • 333

MARCOS BORGA

Antecipação dos concursos de colocação de professores e arranque mais tardio do ano letivo permitiram que as aulas começassem com normalidade. Mas diretores de escolas garantem que não há razões para festejar

Um ano depois de um dos mais conturbados arranques do ano letivo de que há memória, as aulas começaram esta segunda-feira com normalidade na maior parte das escolas, onde já estão colocados praticamente todos os professores. A duas semanas das eleições, não haver notícia na Educação é mesmo a melhor notícia para o Governo. Mas os diretores escolares garantem que não há razões para festejar. No ano passado, por esta altura, o arranque das aulas abria noticiários e fazia as manchetes dos jornais pelas piores razões. Um erro na fórmula de ordenação dos docentes obrigou a anular e a repetir o primeiro concurso de colocação, fazendo com que milhares de alunos ficassem mais de um mês sem professores.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI

  •  O drama dos professores contratados. Entre a paixão e a angústia há quem não desista da profissão

    Setembro é sinónimo de angústia para muitos professores contratados que aguardam colocação. Não são só recém-licenciados, mas profissionais com larga experiência. Sindicatos alertam que é preciso criar um modelo de concurso mais transparente com critérios “universais” e “justos”. Ministério de Nuno Crato diz, por seu turno, esperar um arranque do ano letivo tranquilo, com a maioria dos docentes colocados