Siga-nos

Perfil

Legislativas 2015

Legislativas 2015

Costa espera que vitória de Tsipras vire “a página da crise na zona euro”

  • 333

Rui Duarte Silva

António Costa desmentiu a hipótese de o resultado das eleições na Grécia vir a ter influência no ato eleitoral de Portugal a 4 de outubro

O secretário-geral do PS considerou este domingo que a vitória do Syriza significa que os gregos recusaram regressar ao caminho da direita e afirmou esperar que agora seja virada a página da crise na zona euro.

António Costa falava em Seia, após a divulgação dos resultados parciais das eleições gregas, em que o Syriza terá conseguido 145 dos 300 lugares do parlamento grego, tendo uma maioria absoluta de 155 com o apoio dos Gregos Independentes.

O líder socialista recusou que o resultado das eleições na Grécia tenha influência no ato eleitoral de Portugal a 4 de outubro, mas considerou que os gregos "recusaram manifestamente regressar ao Governo de direita" e disse esperar que o resultado "contribua para virar a página da crise na zona euro".

Falando aos jornalistas no final de um jantar comício do PS em Seia, o líder socialista manifestou esperança que a Grécia "encontre um caminho de estabilidade e seja aliviado o sofrimento que a austeridade tem imposto ao povo grego ao longo destes anos".

"Tenho esperança [que o resultado] contribua para a tranquilidade na zona euro, conferindo a todos os Estados-membros a serenidade que é necessária", declarou.

Interrogado se o resultado do ato eleitoral grego terá efeitos nas eleições legislativas portuguesas, António Costa usou a ironia para responder: "Não creio que haja algum círculo eleitoral de Portugal na Grécia".

"Neste momento o que há a dizer é que a Grécia fez o seu percurso, os gregos manifestamente recusaram regressar ao Governo de direita [da Nova Democracia] e ratificaram aquilo que tinha sido a solução negocial europeia antes encontrada", acrescentou.