Siga-nos

Perfil

Legislativas 2015

  • As cores finais do país que votou

    Legislativas 2015

    Raquel Albuquerque e Jaime Figueiredo

    Terminada a contagem dos votos dos emigrantes, conclui-se que a abstenção ficou ainda mais alta (44,14%) - é a maior de sempre numas legislativas. Em 75 dos 308 concelhos do país pelo menos metade da população não votou. Bloco ganhou votos em todos os concelhos, enquanto a CDU perdeu votos em 116. PS teve as maiores perdas nos concelhos pertencentes aos distritos de Braga e Porto, a coligação venceu em 12 distritos (e ainda na Madeira, mas só com o PSD – não houve PàF no arquipélago)

  • Rio pode ir para o Governo

    Legislativas 2015

    O sonho presidencial de Rui Rio pode estar por um fio. O nome do ex-autarca corre na coligação para ministro (Administração InternaI?) e o próprio espera uma conversa com Passos Coelho para fechar decisões. Se o líder do PSD contar com ele para Belém, ainda admite ir. Mas estando o partido maioritariamente com Marcelo, Rio pode vir a desempenhar outro papel

  • O Lobo Mau e o Poucochinho Vermelho

    Legislativas 2015

    Pedro Santos Guerreiro

    A única hipótese de haver governo estável seria o PS entrar em acordos parlamentares com a coligação de direita. Alinhar-se em vez de aliar-se. Mas esse cenário é improvável com Costa. Na verdade, todos os cenários são improváveis com Costa. Porque o improvável agora é Costa, que só fica vivo no PS se aprender a respirar espetado nas costas como um faquir. A vitória do PSD/CDS é grande mas, sem mais, só chega para um governo provisório. Se Passos era o Lobo Mau, Costa foi o Poucochinho Vermelho

  • O PS virou à esquerda e foi contra um Bloco

    Legislativas 2015

    Ricardo Costa

    Nos últimos anos, o PS discutiu se o caminho para a vitória era pela esquerda ou pelo centro. Optou pela primeira solução e não ganhou nada com isso. O voto útil não funcionou e o partido que era teoricamente mais volátil teve um extraordinário resultado. O Bloco foi um muro e o PS perdeu o centro. Agora vamos ver por onde segue