Anterior
Imagens aéreas no auge das 'manifs' em Lisboa e Porto
Seguinte
As manifestações pela lente dos repórteres do Expresso
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Lançamento de petardo agravou incidentes na Assembleia da República
vídeo

Lançamento de petardo agravou incidentes na Assembleia da República


Opinião


Multimédia

O papa-medalhas que veio do espaço

O atleta português mais medalhado de sempre, Francisco Vicente, regressou dos campeonatos europeus de veteranos, na Turquia, com novas lembranças ao pescoço. Três de ouro e duas de prata para juntar à coleção. Tem 81 medalhas, uma por cada ano de vida.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola, em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

United Colors of Gnocchi

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Strogonoff de peixe espada preto

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Caril de banana

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Cantaril com risotto de espargos

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.


Comentários 96 Comentar
ordenar por:
mais votados
É uma Questão de Tempo
Têm andado a incendiar o povo em lume brando,quando o povo não tem nada a perder vai tudo a frente.
E depois os políticos que se cuidem.
Re: É uma Questão de Tempo
Re: É uma Questão de Tempo
Re: É uma Questão de Tempo
Re: É uma Questão de Tempo
Re: É uma Questão de Tempo
Re: É uma Questão de Tempo
O PÔVO VENCERÁ! - É uma Questão de Tempo.
Depois queixam-se da violência da polícia
Afinal eram todos muito pacifistas?!!!

Havia gente que não acreditava que os extremistas iriam usar as manifestações para destruírem o que mais tarde temos de pagar.

Há muitos inocentes por estas bandas...
Re: Depois queixam-se da violência da polícia
Re: Depois queixam-se da violência da polícia
Re: Depois queixam-se da violência da polícia
Re: Depois queixam-se da violência da polícia
Re: Depois queixam-se da violência da polícia
Re: Depois queixam-se da violência da polícia
Este gajo é um desinformador e provocador...
Re: Este gajo é um desinformador e provocador...
Este gajo é um desinformador e provocador...
Re: Este gajo é um desinformador e provocador...
Em termos civilizacionais...
Re: Em termos civilizacionais...
Crescido... bem crescido...
Re: Crescido... bem crescido...
Nessa lógica...que é falsa ....uso esta anolagia..
Re: Nessa lógica...que é falsa ....uso esta anolag
Oh...troll...
Olha olha o boizinho do sócrates...
Re: Depois queixam-se da violência da polícia
Re: Depois queixam-se da violência da polícia
Re: Depois queixam-se da violência da polícia
Re: Depois queixam-se da violência da polícia
Re: Depois queixam-se da violência da polícia
É só fumaça!
Como diria o saudoso Almirante Pinheiro de Azevedo.
Fumaça ou não....
Re: Fumaça ou não....
Re: Fumaça ou não....
Re: Fumaça ou não....
Olha olha o boizinho do sócrates
Re: Olha olha o boizinho do sócrates
LOL...
Re: Fumaça ou não....
Re: É só fumaça!
Re: É só fumaça!
Re: É só fumaça!
O boizeco de novo
Re: É só fumaça!
Re: É só fumaça!
Re: É só fumaça!
Re: É só fumaça!
Outro rabicha sócretino.
Fim da linha para o Alforreca Fascista!
Re: Fim da linha para o Alforreca Fascista!
Re: Fim da linha para o Alforreca Fascista!
Re: Fim da linha para o Alforreca Fascista!
Re: É só fumaça!
Espero que não percam a razão...
Esta manifestação, pelas suas proporções, e pela forma como decorreu, deveria fazer muita gente pensar. Portugal não é, efectivamente, a Grécia. As pessoas estão fartas, e protestar, mais do que um direito, é uma obrigação. Pelos nossos filhos, que vão andar a pagar a dívida durante toda a vida sem nunca terem votado nos que a geraram...
Os direitos de uns acabam quando começam os dos outros. Isto não é uma questão económica, é uma questão moral. E os direitos básicos das pessoas - ao trabalho, à reforma... - estão a ser transgredidos de forma totalmente abusiva por políticos sem escrúpulos. Os manifestantes têm TODA a razão do seu lado. Espero que não a percam com acessos de violência...
Re: Espero que não percam a razão...
Re: Espero que não percam a razão...
Re: Espero que não percam a razão...
Re: Espero que não percam a razão...
Re: Espero que não percam a razão...
Re: Espero que não percam a razão...
Parabens
Bem feito, portugueses! Portugal es um país muito trabalhador e honrado y no se merece este trato abusivo da UE. Saludos desde España y mucha suerte.
Re: Parabens
Re: Parabens
Re: Parabens
Re: Parabens
Re: MEDO
Contra o inevitável
Para quê tanta luta ?

Para quê tanta resistência ?

Se a experiência grega demonstra que os " mandantes" exteriores e internos são implacáveis, insensíveis, não cedem na assimetria e na discriminação dos povos do sul e dentro de cada povo dos mais pobres e fracos ?

A resposta é: Vale a pena a resistência, o protesto, a luta, o grito, o choro porque se há problemas economicos na europa e em Portugal, o problema principal é politico, são opções politicas e estas podem mudar cá e portanto lá.

Em democracia há sempre alternativas.

Nada é inevitável a não ser a morte.

Por isso 15 de Setembro de 2012 foi o grito da revolta que pode recuperar a democracia e a soberania.

Foi Portugal que se reencontrou com o seu povo.

Pequenos excessos dos manifestantes nada são contra a enormidade da violência prometida nas demoniacas medidas governamentais.
E em Paris o que aconteceu?
Ninguém se manifestou em frente ao hotel 5 estrelas onde o maior criminoso portugues vive, à custa de todos nós?
Re: E em Paris o que aconteceu?
Re: E em Paris o que aconteceu?
Re: E em Paris o que aconteceu?
Re: E em Paris o que aconteceu?
O governo não tem coragem

É uma sorte sermos um povo pacifico mas a continuar qualquer dia já não é um "petardo"

Vamos ver se os senhores cócó, ranheta e facada do Governo, entendem!!!
Pacífico
lançamento de petardo
ehehehehhehehe
Manifestação
"O POVO NÃO CONHECE SEU VERDADEIRO PODER" ja é hora de todos manifestarmos contras essas falcatruas de PPPS a consumir uma massa de dinheiro dos cofres públicos e o povo a pagar toda essas falcatruas através de exagerados impostos, nenhum sacrifício é bastante para satisfazer essas facções mafiosas instalados nos governos.
Re: Manifestação
Humildade de todos: PRECISA-SE!
Não importa se o governo considera que está matematicamente correcto nas suas acções, ou os que estão numa posição de contestação sentem-se fortes para fazer quaisquer exigências.

Necessitamos encontrar fórmulas que diminuam as pressões sobre que têm menos e implementem-se URGENTEMENTE outras medidas que diversas personalidades isentas já apontaram, com números e tudo.

Necessitamos de negociações bem feitas e não de slogans ou falta de abertura a outras formas de reduções de custo e a outros universos que não foram ainda não sentiram os efeitos da austeridade. É o momento de somar e não o de destruir.

Vejamos agora quem realmente deseja o bem de nossos filhos e netos e quem deseja dividir o nosso país em troca de alguns dinheiros.

Sempre vencemos e esta será mais uma grande vitória de Portugal!
"O POVO NA RUA???" Não foi isso que vi!!!
Aquando das "greves gerais da FUNÇÃO PÚBLICA", sempre vi enormes filas de automóveis de gente que trabalha com dificuldades para chegar ao seu trabalho! E esta comunicação social "parcial" constantemente a dizer que éram "Greveis Gerais". Agora, acompanhei com atenção e vejo apenas gente que na segunda-feira não tem obrigatoriamente que ir trabalhar a participar em mais uma manisfestação de desordem. Por favor Senhores da Comunicação Social, façam um estudo sério e tragam-nos a informação acerca do que é que esta gente vive (manifestantes). Seria vossa obrigação dizerem que são manifestações CORPORATIVISTAS e não de Portugueses em geral, se por acaso constatarem que são PC, UGT, CGTP, RTP, CP, Carris, Câmaras, etc. a participarem nelas.
Re: O caríssimo passou o dia em Marte?
Re: O caríssimo passou o dia em Marte?
Re:
Re:
propaganda televisiva...
"Intenções de arranjar confusão?"

"más intenções?"

a propaganda televisiva a tentar levar o povo maltratado e revoltado a resignar-se e a portar-se bem, enquanto é agredido pelos corruptos no poder.

Muita sorte têm que essa gente toda não decidiu avançar para dentro da assembleia e tomar o poder, porque se isso fosse decidido a polícia ia apenas conseguir parar uns 100. Muita sorte têm esses corruptos que esta gente ainda está pouco motivada.

www.youtube.com/watch?v=V3kRizZ3qC0

Palavras de ordem como "Junta-te a nós", dirigidas
Palavras de ordem como "Junta-te a nós", dirigidas à Neo-Gestapo mostra a completa lavagem ao cèrebro das massas, inclusive as que tiveram coragem para protestar.
-> a Neo-Gestapo faz seu estàgio no Afeganistão onde os exames consistem em matar civis desarmados,
-> só emtram para a policia de choque quando os illuminati estão convencidos que não terão hesitações para disparar sobre o próprio povo.
-> O que se passa na Siria vai acontecer em Portugal e no resto da Illuminatzilandia.
-> protest-suppression.blogspot.pt/
A gatunagem instituida
Acho que a gatunagem instituida não vai lá com manifestações, o despreso com que fala das pessoas a amostra de primeiro não sei das quantas revelam que é um individuo sem escrupulos e doente mental.
Comentários 96 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub