25
Anterior
Portas invoca Chávez como "amigo de Portugal"
Seguinte
Bailarino confessa ataque com ácido a diretor artístico do Bolshoi
Página Inicial   >  Internacional  >   Lágrimas e festejos na morte de Chávez

Lágrimas e festejos na morte de Chávez

Na América Latina sucedem-se as manifestações de pesar pela morte do líder venezuelano. Já em Miami, onde vivem vários oposicionistas ao regime, o sentimento é de alegria.

Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 25 Comentar
ordenar por:
mais votados
SEGUE-SE A LUTA PELO PODER
Chávez, proclamou-se herdeiro político de Simon Bolívar. Nada mais falso. Bolívar prezava a liberdade e a democracia. Chávez foi mais um populista obcecado pelo autoritarismo ilimitado e perpétuo. Bolívar mostrava um refinamento cultural que contrasta penosamente com a indigência intelectual de Chávez. Bolívar liderou guerras de libertação que expulsaram os colonizadores de boa parte do sub-continente. Chávez travava combates imaginários com o imperialismo ianque.
Chávez poderia ter transformado o país, mas usou os recursos para construir um culto à personalidade, implantar uma ideologia falida e dizimar a economia do país.
Os governos populistas delapidam a riqueza nacional para sustentar tanto os demagógicos programas sociais criados para comprar apoio das massas, como em dádivas para subornar e envolver amplos sectores. Mas são incapazes de criar riqueza económica e arruínam a economia dos seus países. Por isso a Venezuela está falida e vem ocupando os primeiros lugares no ranking da bancarrota.
O chavismo nunca se apoiou num conjunto de valores democráticos, mas nos interesses do líder, um misto de banditismo político e delírio ideológico. Agora morto, segue-se a luta pelo poder.
Desconhecimento.
muito bem escrito
CHÁVEZ
Muito bem, Floriano
Chávez
olho por olho, dente por dente
Caricato este comportamento, sobre a morte de Chavez.
Eu também vi muitos a festejar o ataque às Torres Gémeas, apesar das lágrimas de sofrimento dos Nova iorquinos e de muitos Norte Americanos.
NO COMENTS!
Como é possível festejar a morte de alguém??
Que não desejem chorar, tudo bem!
Não entendo porque não?
" NÃO ENTENDO PORQUE NÃO?"
Porque é Chavez?
PORQUE É CHAVEZ!
Festejos???
Caro Galactus
Compreendi-te
pois....
CADA UM É RESPONSÁVEL PELOS SEUS ACTOS!
pense....
O QUE É QUE NÃO PERCEBEU??
eu percebi tudo
Olhem só para a anormal da primeira foto
A chorar como se lhe tivesse morrido um filho. Aliás, o mais provável é se fosse um filho não choraria tanto. Santa ignorância, para serem tão facilmente manipulados.
Che
É impressão minha ou na foto 8 estamos perante a reencarnação do saudoso Che Guevara?
Saudoso Che Guevara ?!
MORREU HUGO CHAVES. A VENEZUELA INTEIRA CHORA.
Pouco me importa que o presidente da Venezuela fosse odiado por outros Presidentes de países que abominavam a sua política.
Não sei se me importa que Hugo Chaves não tivesse ao seu lado grande fatia de cidadãos venezuelanos que o detestavam num ódio de morte.
Não me importa, absolutamente nada, que o presidente Hugo Chaves incrementasse uma política social virada para os mais pobres da sua Nação.
Importa-me que no exercício do seu Poder tivessem ocorrido excessos que não podem deixar de ser condenados.
Era odiado por ser um patriota seguidor de Bolívar. Era detestado por se ter colocado inequivocamente do lado dos mais carenciados.
Morreu Hugo Chaves. A Venezuela inteira chora. Uns de tristeza. Outros de alegria.
essa comedia ja passou na tv
Comentários 25 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub