3
Anterior
Supremo britânico nega recurso de Julian Assange
Seguinte
Personalidades pedem ao Equador para dar asilo a Assange
Página Inicial   >  Dossiês  >  Dossies Atualidade  >  WikiLeaks  >   Julian Assange poderá ser detido

Julian Assange poderá ser detido

Fundador do WikiLeaks que pediu asilo político ao Equador poderá ser detido pela polícia britânica. Julian Assange continua refugiado na embaixada daquele país, em Londres.
|
Pedido de asilo político solicitado por Julien Assange (à esquerda) será decidido por Rafael Correa, Presidente do Equador
Pedido de asilo político solicitado por Julien Assange (à esquerda) será decidido por Rafael Correa, Presidente do Equador / Lusa

O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, que passou a noite na sede da embaixada do Equador em Londres, pode voltar a ser detido por ter violado os termos da sua fiança, que obriga à permanência na sua residência entre as 22h e as 8h do dia seguinte, afirmou hoje a polícia britânica, citada pela BBC.

Clique para aceder ao índice do DOSSIÊ WIKILEAKS

De acordo com o Governo britânico, Julian Assange - que está para ser extraditado pelo Reino Unido para a Suécia, onde é acusado por crimes de natureza sexual - terá infringido os termos da sua fiança mas a polícia não o poderá deter enquanto o ativista estiver dentro da embaixada, espaço considerado inviolável.

Um porta-voz do Governo disse que as autoridades britânicas estão em contacto permanente com as congéneres equatorianas, a fim de agirem o mais rápido possível.

Entretanto, o pedido de asilo político está a ser analisado pelo Governo do Presidente equatoriano Rafael Correa.

De acordo com a agência EPA, a embaixada equatoriana afirmou que "a decisão de considerar o pedido de asilo político apresentado pelo senhor Assange para o proteger da extradição para a Suécia não pode ser considerada como uma interferência nos processos judiciais em curso no Reino Unido e na Suécia".


Opinião


Multimédia

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 

Crumble. A sobremesa mais fácil do mundo

Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida, especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 3 Comentar
ordenar por:
mais votados
Porque o Equador?
Alguem me sabe responder. A primeira vista diria que o Assange tem alguma informação comprometedora ainda nao revelada sobre o Equador, informação essa que esta a usar para chantagear o país e assim conseguir asilo...mas enfim isto sou eu a inventar.
Re: Porque o Equador?
Re: Porque o Equador?
Comentários 3 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub