24 de abril de 2014 às 16:39
Página Inicial  ⁄  Dossiês  ⁄  Dossies Atualidade  ⁄  Entrevista à RTP primeiro-ministro  ⁄  José Eduardo Moniz também avança com queixa contra Sócrates

José Eduardo Moniz também avança com queixa contra Sócrates

O director-geral da TVI vai processar José Sócrates pelas declarações que fez, em entrevista transmitida ontem na RTP, de que o telejornal das sextas-feiras da estação de Queluz é informação "travestida" e "um espaço de ataque pessoal".
Lusa

O director-geral da TVI vai processar o primeiro-ministro José Sócrates por este ter dito em entrevista à RTP que o telejornal das sextas-feiras da TVI é informação "travestida" e "um espaço de ataque pessoal".

Em directo no "Jornal Nacional" das 20h00, José Eduardo Moniz disse ter ouvido com "surpresa" e "estupefacção" as declarações que o primeiro-ministro fez, em entrevista transmitida terça-feira pela RTP 1, sobre o jornalismo da estação de Queluz de Baixo.

Condenando as afirmações de José Sócrates, "não pela atitude crítica face à informação da TVI" mas antes "pelo tom impróprio" a um primeiro-ministro, o director-geral disse considerar que as declarações "traduzem o desconforto pelo jornalismo que os jornalistas da casa têm feito em relação ao caso Freeport ".

Para Moniz, Sócrates teve na entrevista à RTP uma oportunidade de explicar ao país as muitas dúvidas em torno do caso Freeport mas "ou não conseguiu ou não pode ou não quis" fazê-lo.

"Eu não sou cobarde e não me escondo atrás de uma moita para fazer uma emboscada ao homem", disse José Eduardo Moniz, acrescentando sentir que a sua "honra e dignidade pessoais" foram atingidas enquanto responsável último da informação transmitida pela estação.

Por isso, avançou, decidiu "avançar com uma queixa judicial contra José Sócrates" e admite que "outros jornalistas da TVI" façam o mesmo.

A TVI "deu factos, não inventou imagens nem sons" e "ninguém desmentiu até agora qualquer informação transmitida" pela estação, reforçou Eduardo Moniz.

O director-geral adiantou ainda não querer alimentar polémicas, lamentando o que considera parecer um ataque à liberdade de informação, "a poucos dias do aniversário do 25 de Abril".

Já hoje, a subdirectora de informação Manuela Moura Guedes , que apresenta habitualmente o "Jornal Nacional" das sextas-feiras, tinha anunciado a decisão de processar o primeiro-ministro.

 

Comentários 87 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Disse mais em 5 minutos...
Disse mais o Zé eduardo em 5 minutos do que sócrates em todo a entrevista que deu na RTP1.
Palavras sensatas, sentidas, verdadeiras, colocando o dedo na ferida, fazendo pensar quem pode pensar ( há quem não possa pois é despedido). Coloquem os olhos no Zé eduardo e comparem com a pobre figura de sócrates, rosnando atras das moitas, salpicando tudo e todos com os seus gafanhotos bafientos.
Re: Disse mais em 5 minutos... Ver comentário
Re: Disse mais em 5 minutos... Ver comentário
Re: Disse mais em 5 minutos... Ver comentário
Não é uma questão de acordo. Ver comentário
Re: Não é uma questão de acordo. Ver comentário
Por acaso... Ver comentário
???????? Ver comentário
foi mais do mesmo Ver comentário
há mafiosos e mafiosos! Ver comentário
Re: há mafiosos e mafiosos! Ver comentário
Re: há mafiosos e mafiosos! Ver comentário
Re: foi mais do mesmo Ver comentário
Com que então...,. Ver comentário
Re: Com que então...,. Ver comentário
Com que então adepto ... Ver comentário
Se um elefante incomoda muita gente... Ver comentário
e mais..... e o AJJ? Ver comentário
Re: e mais..... e o AJJ? Ver comentário
O AJJ é um burgesso que também não é exemplo. Ver comentário
Re: O AJJ não enriqueceu á custa de todos nós????? Ver comentário
Re:ESSA SÓ CONTARAM PRA VOCÊ! Ver comentário
Não sei. O que sei é: Ver comentário
Disse muito mais patetice... Ver comentário
o travestismo Ver comentário
Caro CARF Ver comentário
Sr. 1º Ministro
Sr. 1º Ministro

Goste-se ou não de si e da sua política, é o 1º Ministro de Portugal, democraticamente eleito e o que teremos até às próximas eleições.

Os Portugueses esperavam de si medidas contra a crise, o desemprego, explicações de como o enorme investimento em obras públicas vai ajudar o país etc&tal.
Até uma explicaçãozinha acerca do impacto do programa e-escolinha na formação das gerações futuras, já era bem-vindo. Anda tudo a gozar com o pobre Magalhães e, se calhar, o Sr. 1º tem outra visão do dito…

Mas eis que somos brindados com vários tomos de um ensaio novelesco!
Ele é o Freeport, ele é a caça ao homem, e agora, por fim, processos e mais processos da direcção da TVI e “sus muchachos”.
 
Daria para rir, se não estivéssemos a falar de um 1ºMinistro de um país da Europa, atacado pela recessão.

Terá com certeza, mais que fazer, do que andar pelos tribunais porque “aquele menino chamou-me parvo”.

Foi eleito para governar o país.
São essas as suas funções, certo?

Está tudo tão saturado de “complexos de Calimero”, que mais do que Freeports e afins, são estas pequenezas que abalam a sua desejada maioria.
Ou pensa que as pessoas vão “engolir” que casos tipo Casa Pia, Dias Loureiro, Isaltino, Fátima Felgueiras etc&tal se arrastem anos e anos com desfechos dúbios…e estas queixinhas sigam dentro de momentos para o tribunal mais próximo?
No mínimo é anedótico!
«O director-geral da TVI vai processar o primeiro-ministro José Sócrates por este ter dito em entrevista à RTP que o telejornal das sextas-feiras da TVI é informação "travestida" e "um espaço de ataque pessoal".»
-
«Em directo no "Jornal Nacional" das 20h00, José Eduardo Moniz disse ter ouvido com "surpresa" e "estupefacção" as declarações que o primeiro-ministro fez, em entrevista transmitida terça-feira pela RTP 1, sobre o jornalismo da estação de Queluz de Baixo.»
-
«Condenando as afirmações de José Sócrates, "não pela atitude crítica face à informação da TVI" mas antes "pelo tom impróprio" a um primeiro-ministro, o director-geral disse considerar que as declarações "traduzem o desconforto pelo jornalismo que os jornalistas da casa têm feito em relação ao caso Freeport ".»
-
«"Eu não sou cobarde e não me escondo atrás de uma moita para fazer uma emboscada ao homem", disse José Eduardo Moniz, acrescentando sentir que a sua "honra e dignidade pessoais" foram atingidas enquanto responsável último da informação transmitida pela estação.»

«...a sua "honra e dignidade pessoais" foram atingidas...»??
Que qualificação dará este sr. ao que têm feito ao primeiro-ministro? Nessas alturas não se lembraram que ele é primeiro-ministro e só agora é que repararam nisso?

Anedótico e próprio do estado a que chegou alguma CS neste pobre país.

O 25 de Abril nunca defendeu a devassa, as injúrias, as ofensas, a suspeição, nem os julgamentos públicos a pretexto da "liberdade de expressão"!
Re: No mínimo é anedótico! Ver comentário
Re: No mínimo é anedótico! Ver comentário
meu caro Watson Ver comentário
Re: meu caro Watson Ver comentário
Re: meu caro Watson Ver comentário
Informações actuais do FMI
O FMI estima que a Economia portuguesa irá derrapar, este ano, mais de 4%.

Tendo em conta que o nosso famigerado Vitor Constâncio disse recentemente que a Economia portuguesa iria derrapar 3.5%, impõe-se desde já a formação de uma comissão encarregue de estimar, até à milésima casa, os cálculos do sr. governador do Banco de Portugal.
Re: Informações actuais do FMI Ver comentário
Queixas em Tribunal
Por este andar e pelo andar da Justiça em Portugal e com tanta queixa a entrar lá para o ano três mil vamos ter uma Sentença, se os casos não prescreverem entretanto. Desta maneira será melhor voltar aos velhos habitos da I Républica para ficarmos a saber em tempo útil quem tem razão ou melhor quem ganhou a contenda. Não podemos como o faziam noutros tempos escolher armas mortiferas, como a espada ou o revolver, pois os tempos são outros e este lindo País foi dos primeiros a abolir essas praticas selvagens, como a pena de morte e a escravatura. Sendo assim a minha sugestão seria uma corrida em que os intervenientes se apresentariam fardados nus, começando a corrida no Terreiro do Paço até ao Parque Eduardo VII. Seria a um domingo para ter mais assistência e não perturbar o transito. Que vença o melhor e eu vou já fazer a minha aposta, porque não tenho duvidas quem vai ser o vencedor.
Não sei se ganharia a aposta. Ver comentário
Resposta ao 1º Ministro
Ouvi na TVI, a resposta, sem papas na língua. que José Eduardo Moniz deu ao 1º Ministro.
Resposta, clara, violenta e, entre-linhas apelidou o 1º ministro de COBARDE!
A TVI, não podia ficar queda e muda!
Respondeu à letra, e muito bem!
Como é que ele reagirá ao processo crime que lhe vai ser movido pela TVI, enquanto estação televisiva e por diversos jornalistas, como por exemplo M.M.Guedes ?
Tinha de responder e fê-lo de uma maneira, que muito deve ter incomodado José Sócrates, conhecendo-se o seu feitio de não saber conviver com opiniões diferentes da sua
Se a TVI, lhe fosse submissa, como é a RTP, não tinha estes problemas!
Re: Resposta ao 1º Ministro Ver comentário
Re: Resposta ao 1º Ministro Ver comentário
Re: Resposta ao 1º Ministro Ver comentário
Re: Resposta ao 1º Ministro Ver comentário
Fabricando notícia. Ver comentário
tudo normal
Dizer que o PM é incompetente, é arma usada por qualquer oposição para tomar o lugar de qualquer chefe. Apresentar plano salvador seria o ideal, mas não depende de Sócrates nem de alguém da oposição. Depende do G 20 que certamente é vilão da crise global. Sócrates tem carisma e coragem e por isso assusta a oposição. Ninguém fala mal dos medíocres O povo entende e faz justiça no voto. BLRiopaiva

Muita Cara de Pau!
Moniz diz que a TVI apenas relatou factos e não inventou imagens nem sons! Chama-se a isto passar um atestado de imbecilidade aos telespectadores daquela estação! O que aquele senhor deveria explicar era a razão pela qual apenas transmitiu aqueles factos e passou aquelas imagens e sons que insinuam o envolvimento de Sócrates no processo Freeport e não passou nem transmitiu todos os outros factos ou imagens que permitiriam ajuízar melhor todo o processo. Porque razão, naquele telejornal travestizado que é o Jornal Nacional, nunca foi enunciado o facto de que Sócrates perante a Justiça não é acusado, suspeito ou arguído? É um facto! Porque razão a TVI nunca se referiu aos factos anunciados por Sócrates sobre as datas do desenvolvimento das investigações no caso Freeport que comprometem a actuação da PJ? E a célebre reunião que juntou à mesa destacados dirigentes do PSD e CDS, jornalistas afectos àqueles partidos e uma inspectora da PJ que motivou a elaboração da carta anónima que conduziu ao envolvimento de Sócrates no processo não é um facto digno de ser anunciado pela TVI? Porque razão nunca houve a mais pequena alusão a esse facto?
Este senhor Moniz tem uma larga história no Jornalismo Português! Certamente q. muitos recordarão sua actuação na Televisão Estatal durante largos anos, antes, durante e depois cavaquismo! Nessa altura o travestismo de Moniz traduzia-se no conlúio mais descarado e despudorado c/ a Direita e c/ o Cavaquismo. A saga continua! Até quando?

Obrigado, força, a verdade acima de tudo
Esta é a minha mais sincera opinião,e que já a mensionei noutros sites.
A minha consciência obriga-me a admitir que a Manuela M G não é isenta, pelo contrário é tendênciosa. Mas por outro lado tenho que a elogiar assim como todo o trabalho feito pelos jornalistas do sol ( e não me esqueço da Felicia Cabrita) e da tvi, pois sem eles tenho a certeza de nem metade dos factos seriam conhecidos. O meu muito obrigado a todos eles e também ao José Eduardo Moniz que disse muito mais em cinco minutos do que o nosso triste primeiro ministro consegue dizer em meses de discursos e entrevistas.
Re: Obrigado, força, a verdade acima de tudo Ver comentário
PORTUGAL, O PAÍS DOS DEMOKRATAS
Pela amostra das intervenções aqui expostas só se pode concluir que a nossa cultura cívica e capacidade de lidar com a crítica está muito perto do zero. As minhas suspeitas de que somos um país ainda muito pouco esclarecido, atrasado, rural ficam quase confirmadas ao ler os comentários aqui vertidos, em que a analise é permanentemente marcada pela máxima da futebolização lusa, O ETERNO NÓS CONTRA ELES, há sempre alguém escondido a manipular o que vai acontecendo, os golos entram mas a culpa é sempre do arbitro.
É extraordinário que as pessoas confundam conceitos como informação jornalística, verdade, liberdade e justiça.
O caso freeport tem pelo menos uma coisa boa é que desmascara a ignorância cívica e democrática que por ai infelizmente anda.
Em qualquer país de consciência cívica evoluída noticias como a da formação académica do primeiro-ministro, dos projectos de engenharia Guarda, do aterro da cova da beira, do caso freeport seriam sim merecedores de toda a atenção e consequente divulgação jornalística.
Os jornais têm a obrigação de divulgar e não de apresentar provas como algumas almas por aqui exigem… quem tem que apresentar provas é quem investiga… no nosso caso o Ministério Publico/PJ… quem julga e condena são os tribunais.
Uma democracia sem meios de comunicação livres é uma democracia coxa… numa democracia são os meios de comunicação a melhor tribuna para se fazer critica a quem quer que seja e parece que alguns dos democratas que por aqui dão opinião tal só deveria ser permitido após condenação ou prova feita em tribunal. Esta tese é efectivamente uma pérola… presentemente só em Cuba, Coreia do Norte e alguns países árabes é que só surgem acusações a figuras públicas nos meios de comunicação após estas já terem sido julgadas e culpadas.
Para estes democratas o conceito de verdade está intimamente ligado a quem manda… para eles a verdade em todo o folhetim socrático é a versão do primeiro-ministro e só esta. Qualquer leitura que vá contra o que Sócrates diz ou se recusa dizer não serve, é uma maquinação, trata-se da consubstanciação da tese da campanha negra… ora como tem ficado bem patente com Sócrates nada é, poucas coisas são, quase tudo é cinzento. É a licenciatura manhosa, são as declarações do Smith a chama-lo de corrupto, são as pressões do Lopes de Matos sobre os procuradores do MP que estão a investigar o caso… tudo isto só é do conhecimento publico porque veio nos jornais e ainda bem porque caso assim não fosse a verdade de Sócrates seria imperante e convenhamos que não foi por esta versão saloia de verdade que se fez o 25 de Novembro. O que ficaria em causa seria a nossa liberdade, a liberdade de podermos criticar consciente e/ou gratuitamente, a liberdade de apontar, a liberdade de sufragar a acção de quem manda.
Segundo a entourage socrática está em curso uma campanha negra e o que se constata é que todos os dias surgem noticias que só engrossam a cortina negra que impede qualquer esclarecimento sobre a novela freeport… foi o eloquente dvd e agora o Lopes da Silva a dizer entre outras ameaças que “o primeiro ministro quer isto rapidamente esclarecido…” será que não conseguem ver o evidente? O Lopes da Mota era a ultima pessoa do mundo a poder dar este tipo de recado a quem está investigar… penso que ainda somos um Estado de Direito e assim sendo quem tem essa função é única e exclusivamente o Procurador-geral da Republica e não um moço de recados do PS que está em Haia por nomeação politica… do Sócrates.
Resta a questão da justiça e essa em Portugal é uma ilusão… os ricos e poderosos compram a sua, os pobres sujeitam-se á que vai saindo dos tribunais. Estes arautos da verdade socrática são os mesmos que noutros artigos zurzem a torto e direito a justiça de quem agora esperam que surja a verdade do freeport socrático.
Eu já não espero que da justiça surja a verdade pela qual o país clama… esta é constantemente manipulada e a mim ainda ninguém me convenceu que a alteração do Código de Processo Penal só foi feito para beneficiar alguns dos acusados do Caso da Casa Pia. Para bem do nosso país é fundamental que os jornalistas soltem tudo o que lhes chega para que a sociedade civil afira livremente a informação e possa fazer o seu juízo e não sujeitar-se á verdade de uns quantos que se acham moralmente superiores e mais fortes unicamente porque estão no poder e professam o socialismo que mais medidas de cariz neoliberal impôs na historia da miserável democracia portuguesa. O jornalismo que a TVI faz é o jornalismo que hoje em dia impera por esse mundo dito civilizado. Democracias mais velhas e consolidadas vivem diariamente com investigações, acusações e injurias a figuras publicas com responsabilidades publicas… nesses países ninguém ousa utilizar argumentações castradoras de cariz fascistas como os que por aqui imperam…
Nesta historia toda Sócrates peca por falta de sentido de responsabilidade, de postura, de grandeza… uma simples declaração ao país dando a sua versão dos factos e disponibilizando-se para colaborar com o esclarecimento teriam matado o assunto… foi isto que fez Filipe Gonzalez em Espanha aquando do caso Filesa e do Gal, foi isto que Bill Clinton nos EUA fez aquando do caso Bridgewater e estamos a falar de países onde as autoridades investigam e a justiça funciona.
Re: O PAÍS DOS DEMOKRATAS ? Ver comentário
Re: é tinto, é tinto Ver comentário
Lutar sem medos e de forma audaz!
Em prol da liberdade
e negando o canibalismo,
a defesa da dignidade
derrotará o imoralismo.

Lutar sem medos
e de forma audaz,
contra os arremedos
de natureza mordaz.

Com os factos relatados
para o mexilhão saber,
a TVI deixa-nos documentados
para a realidade perceber!
(ameijoafresca.blogspot.com)
Re: Lutar sem medos e de forma audaz! Ver comentário
Empate

1-1

E agora?
Liberdade de critica
Não sou apoiante do actual partido socialista de socrates, devido à sua politica neo liberal, mas não posso aceitar que um cidadão, neste caso primeiro ministro, não possa criticar de forma contundente uma estação de televisão. É a liberdade de critica que está em causa...devia-se contestar essa critica, mas um processo? aukistuxego
Re: Liberdade de critica Ver comentário
Processos?
E Sócrates enquanto PM, não tem imunidade?
Se tem e eu sei quem sim, só responde se quizer, ou seja como o PS vai ganhar as próximas eleições, os tais processos (se os houver, quanto a mim não há matéria para isso) ainda acabam por ser arquivados.
Enfim, não me parece que estejamos a falar de coisas sérias, apesar do ar circunspecto de Moniz.
Não gostando nem do Sócrates nem da Manuela, acho que estão bem um para o outro, um pouco de chá não fazia mal a nenhum dos dois.
Re: Processos? Ver comentário
Re: Processos? Ver comentário
Tadinho, saiu-me cá uma vítima
Miserável novela
Mas é assim que foi e agora vai ser eleito
São as forças ocultas
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub