75
Anterior
Jardim diz estar "teso" mas "bem disposto" para participar no Carnaval
Seguinte
Mariano Rajoy reeleito líder do Partido Popular
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Jornalista da TVI suspenso

Jornalista da TVI suspenso

Os serviços de imprensa da UE vão apertar o cerco à recolha de imagens de conversas informais, depois de Vítor Gaspar e o seu homólogo alemão, Wolfgang Schäuble terem sido "apanhados".

|

A reunião do Eurogrupo que se realiza em Bruxelas na próxima segunda-feira, Vítor Gaspar e o seu homólogo alemão, Wolfgang Schäuble, vão poder falar à vontade, sem receio de que a sua conversa venha a ser difundida.

Os serviços de imprensa do Conselho de Ministros da União Europeia decidiram esta semana aplicar regras mais restritas para a recolha de imagens nos instantes que antecedem o início das reuniões ministeriais, os chamados tour de table e suspender durante um mês o acesso à sala do repórter de imagem responsável pela recolha das imagens da polémica.


Opinião


Multimédia

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 

Crumble. A sobremesa mais fácil do mundo

Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida, especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.


Comentários 75 Comentar
ordenar por:
mais votados
Jornalismo: coisas pequenas , têm valor de grandes
Não me orgulha a bisbilhotice.

O jornalismo deve ser algo mais do que, "lê-me nos lábios".

Fazer reportagens, investigar, questionar, aprofundar, dá imenso trabalho...

...E as TVs e jornais adoram coisas pequenas, imediatas, escândalos...

Porque nós, consumidores, adoramos pequenos títulos, pequenas questões, coisas que nos dão tempo de sobra para futebois!

Não há forma de quebrar o ciclo-vicioso!!!

Re: Jornalismo: coisas pequenas , têm valor de gra
Re: Jornalismo: coisas pequenas , têm valor de gra
Re: Jornalismo: coisas pequenas , têm valor de gra
Re: Jornalismo: coisas pequenas , têm valor de gra
Re: Jornalismo: coisas pequenas , têm valor de gra
Re: Jornalismo: coisas pequenas , têm valor de gra
Re: Jornalismo: coisas pequenas , têm valor de gra
Re: Jornalismo: coisas pequenas , têm valor de gra
Re: Jornalismo: coisas pequenas , têm valor de gra
Re: Jornalismo: coisas pequenas , têm valor de gra
Re: Jornalismo: coisas pequenas , têm valor de gra
Re: Jornalismo: coisas pequenas , têm valor de gra
Re: Jornalismo: coisas pequenas , têm valor de gra
Re: Jornalismo: coisas pequenas , têm valor de gra
Re: Jornalismo: coisas pequenas , têm valor de gra
Amuados?
O Jornalista da TVI foi suspenso por quem?
Pela estação de televisão duvido, face ao furo jornalístico em que se tornou a notícia. Foi a estação de televisão mais falada na Europa durante dois dias.
Suspenso pelos serviços de imprensa do CMUE, talvez!?
Deixa lá pá! Isso passa-lhes!
Quando precisarem que tu divulgues qualquer coisa que lhes interesse eles chamam-te. E não vai demorar muito tempo!
'Jornalista da TVI suspenso
Quando vi o título pensei, olha, não me digas que é um novo caso Rosa Mendes a acontecer na TVI, mais censura? E era de facto censura, mas não aquela que eu pensava.

Vai ser interessante ver até que ponto eles mantêm as regras mais "restritas". É que resulta do meu entendimento que as regras anteriores existiam para aproveitamento dos próprios políticos, que faziam relações públicas assim. O número de indiscrições que foram reveladas agora, sugere que esta não seria a primeira vez, apenas uma vez em que o nosso interesse direto nos levou a olhar para os outros casos. Mesmo o castigo é quase simbólico, equivalente a um cartão amarelo numa liga onde não se pretende eliminar as faltas mas apenas domá-las.

E a pergunta mantém-se, o que pensam estarem a fazer aqueles senhores, aconchegadinhos uns aos outros, trocando segredinhos e sorrisos de camaradagem diante de uma turba jornalística ávida de notícias?

Acho que a resposta é óbvia para qualquer um. Fere o bom senso pensar que eles não esperariam por um momento onde estivessem em recato, para trocar coisas que não estivessem interessados em divulgar.
Jornalista da TVI suspenso
Não será bem a mesma coisa, mas se compararmos o caso ao do jornalista Rosa Mendes da RDP que também ele foi silenciado, não estaremos muito longe. Já aqui o referi que nem tudo o que é noticia o pode ser, mas tanto um como o outro não me parece serem o caso. Não vejo que seja assim tão grave, pois não são segredos de Estado e nenhum deles não é nada que todos não saibam. É antes uma questão política e nada mais. Comparo estes dois casos e parece ser a mesma politica com a eliminação de alguns comentários aqui neste espaço.
Argumento ab absurdum
Deixo uma pergunta aos apologistas da censura: se aqueles dois estivessem a tratar das vantagens económicas resulantes de uma invasão militar ao Irão, por exemplo, continuariam a considerar que o jornalista não teria o direito a divulgar a notícia?
A situação é análoga, o que difere é o grau de importância da mesma.
Decidam
Ou os jornalistas tem liberdade de imprensa ou acordem que eles só podem divulgar o que vos interessa.
Re: Decidam
Re: Decidam
Re: Decidam
O importante...


é cozinhar o caldo às escondidas de quem o vai comer...

assim até cabelos pode trazer...
Re: O importante...
Re: O importante...
Re: Jornalista da TVI suspenso
Por este andar, qualquer dia estávamos a assistir em directo a deputados ou ministros europeus na satisfação de necessidades fisiológicas.

Os jornalistas têm de se esforçar na busca de furos. Usar uma câmara com microfone especial é fácil de mais, batota e um convite à preguiça (basta ligar o micro e a notícia aparece).
Re: Jornalista da TVI suspenso
Chatice
O que chateia estes políticos é terem sido apanhados com as calças em baixo... É ter-se feito a prova de que o que dizem em "on" é desmentido pelo que dizem em "off"... É o ter-se demonstrado que são uns mentirosos impenitentes..

De quatro em quatro anos temos a possibilidade de nos livrarmos desta oligarquia de mentirosos, mas continuamos a não querer aproveitar a oportunidade...
Re: Chatice
Re: Chatice
Re: Chatice
Re: Chatice
Re: Chatice
    Re: Chatice []   Fechar Fechar
(Mamaevovo (seguir utilizador), 1 ponto , 13:06 | Domingo, 19 de fevereiro de 2012)
Não me atribua a autoria daquilo que eu não escrevi.
Talvez o exemplo que eu lhe dei não seja o mais apropriado, mas imagine que quer MUITO comprar uma casa vai dizer ao vendedor que está mortinho pela casa ou pelo contrário vai mostrar-lhe todos os defeitos que lhe encontra?
Em TODAS as negociações é preciso saber negociar!
Já diz o povo: «Quem desdenha quer comprar»?
 
 
Re: Chatice
solidariedade com o jornalista
Era a nossa vida que estava a ser discutida em surdina. Temos o direito de saber como estão a ser cozinhados os nossos destinos. O excesso de humildade e subserviência perante as autoproclamadas elites representa baixa autoestima e acanhamento. O jornalista prestou um grande serviço e deveria ser reconhecido e recompensado, nunca suspenso. Já que existem petições públicas por dá cá aquela palha, nada mais justo do que a mobilização geral em defesa do mposto de trabalho do jornalista. Caso contrário, temos a censura instalada (lembre-se o caso da RDP) e os jornalistas evitando fazer o seu trabalho com receio de retaliações.
Re: solidariedade com o jornalista
Re: solidariedade com o jornalista
Re: solidariedade com o jornalista
Re: solidariedade com o jornalista
Re: solidariedade com o jornalista
Re: solidariedade com o jornalista
Re: solidariedade com o jornalista
Re: solidariedade com o jornalista
Re: solidariedade com o jornalista
Re: solidariedade com o jornalista
Re: solidariedade com o jornalista
Censura patrocinada peloministro alemão ?
Será que o jornalista da TVI foi suspenso pelo ministro alemão das finanças ?

De onde veio a pressão ?

Será que agora alem de austeridade económica tambem vamos ter censura ditada pela Alemanha ?

Esta Europa é cada vez mais um sitio pouco recomendavel.

Re: Censura patrocinada pelo ministro alemão ?
Déficit Democrático
Esta decisão apenas prova que em Bruxelas reside a maior organização totalitária europeia desde a Alemanha de Hitler.

Se os jornalistas tinham livre acesso à sala havia alguma regra que impedia que ouvissem as conversas?
Por acaso havia alguma regra que impedia a utilização de microfones direccionais?

Não havia nenhuma dessas regras, por isso a sua suspensão é um abuso de poder por parte de União Europeia.

Ao menos o Hitler não se escondia debaixo de uma pele de cordeiro.
REGRAS
DESCONHEÇO AS REGRAS ESTABELECIDAS PARA OS JORNALISTAS COM INGRSSO NAS REUNIÕES DO PE.
MAS...SE ELAS NÃO PERMITEM A DIVULGAÇÃO DE CONVERSAS PRIVADAS ENTÃO ELQAS DEVEM ETÊM QUE SER CUMPRIDAS.
SE NÃO FOREMCUMPRIDAS, QUE SEJAM APURADAS E SANCIONADAS AS DEVIDAS RESPONSABILIDADES DE QUEM AS INFRINGIU.
As maiúsculas não significam que sejam mais
Re: As maiúsculas não significam que sejam mais
Re: As maiúsculas não significam que sejam mais
Re: REGRAS
Re: REGRAS
Re: REGRAS
Re: REGRAS
Re: REGRAS
Chapeau
Era evidente! Chapeau! Estranho seria se nada disto acontecesse. Há mínimos e estes "senhores" não podem nadar à vara larga. Haja ética que é um bom princípio para respeitar-se a si próprio e respeitar o próximo.
Incofidências
Acho acertado pôr a imprensa irresposável na ordem. Não é por ser a favor da censura! Simplesmente sou contra a ganância pelas notícias e do sucesso financeiro irresponsáveis. É nas conversas privadas entre os ministros etc. que se forjam as soluções. Os cotactos privados são de maior importância pois permitem abertura confiante e confidencial de ideias, laços pessoais etc. Quanto ao aludido servilismo do nosso Ministro das Finanças, os detratores esqueceram(?) que o seu colega alemão está confinado a uma cadeira de rodas. Não se pode levantar! Os seus interluctores têm que curvar-se para conversarem. É de notar que, antes das negociações oficiais, todos os partipantes conversam em grupos, em pé, precisamente para estarem em igualdade. Circulam entre eles, o que no caso do ministro alemão, numa cadeira de rodas, seria problemático. O caso criticado por alguns miúpes, desconhecedores da diplomacia e das boras maneiras, aproveitando tudo para serem (tristes) vedetas, indecorosamente boçais, ignorantes, maldosos e manipuladores. Impróprios para consumo e péssimos exemplos para uma sociedade que sofre, já por sai, de deficiência cívica.
Re: Incofidências
Re: Incofidências
Re: Incofidências
Comentários 75 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub