27 de janeiro de 2015
Página Inicial   >  Opinião  >   João Garcia

1900 mistérios que é urgente desvendar

 | 

Paulo Macedo pede "serenidade". O ministro da Saúde quer que as notícias sobre o que se está a passar nas Urgências e nos hospitais em geral sejam dadas sem alarme e lidas com fé na boa atuação do seu ministério. Mas para que isso fosse possível era essencial perceber-se bem por que motivo morreram, nas três primeiras semanas deste ano, mais 1900 pessoas do que em igual período do ano passado.

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI .

 

Não havia necessidade

 | 

O que leva um ministro da Defesa a fazer aprovar as novas leis orgânicas do Ministério da Defesa, do Estado-Maior-General das Forças Armadas e dos três ramos militares a escassos meses do fim do mandato?

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI .

 

Vantagens de passar pela prisão

 | 
O caso Sócrates ainda agora começou e a criatura já ultrapassou o criador. A discussão vai além das questões sobre o comportamento do antigo primeiro-ministro, a exuberância da sua vida parisiense, a dependência de recursos alheios e mesmo de questões de âmbito penal que permitem fazer vaticínios sobre a alegada prática de crimes graves. 

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI .

 

De boas intenções...

 | 
O ministro Poiares Maduro lamentou este fim de semana, em entrevista à TSF, que reformas do Governo como  o Mapa do Cidadão ou o programa Aproximar não tenham merecido suficiente divulgação por parte dos jornais, rádios e televisões. Perguntaram os jornalistas: "Não será uma falha do Governo esta dificuldade em comunicar com os cidadãos?" Que não, respondeu o ministro. Na opinião de Poiares Maduro, o problema é que a comunicação social foi de tal forma manipulada pelo anterior Governo que teme noticiar os aspetos positivos do atual Executivo, para evitar novas colagens. Curiosa análise a do ministro.  

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI .

 

O inexplicável

 | 

Procurar opiniões, análises e previsões na internet sobre o preço do petróleo é atividade altamente surpreendente. Quando está em subida, surgem análises sobre os prejuízos para a economia mundial, o holocausto fica à vista e só o nuclear nos pode salvar; quando entra em queda, então o drama é dos países produtores e as energias alternativas passam a proscritas.

 

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI .

 

Sócrates tem razão, mas não se pode queixar

 | 

Na carta que escreveu ao "Diário de Notícias", o cidadão José Sócrates está carregado de razão. Tem faltado coragem aos políticos para reformar a Justiça. Não lhe mexem quando os casos escaldam, porque não se atua a quente; nada se altera quando o problema está adormecido, porque o assunto é delicado. 

 

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI .

 

A maldição de segredos

 | 

Porque pode um Tribunal de Instrução dizer que há indícios de corrupção e não pode o indiciado dar a sua versão sobre o que lhe apontam? E porque pode o tribunal apontar os crimes sem ter a obrigação de dizer no que se baseia ? Porque há segredo de Justiça.

 

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI .

 

De olhos arregalados e fatura na mão

 | 

Disse Carlos Costa, governador do Banco de Portugal, na comissão de inquérito que decorre em São Bento: "Se pudesse tinha tirado a idoneidade a Ricardo Salgado. Mas não tinha poderes." Carlos Tavares, presidente da Comissão do Mercado de Valores Imobiliários, repetiu a ideia. 

 

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI .

 

Aprender com Francisco George

 | 

Francisco George, e também Paulo Macedo, têm sido dois dos principais antídotos contra o alarme que o surto de legionela está a causar. Presentes onde deviam ter estado, sem se imporem em demasia, falando com o rigor e a tranquilidade aparentemente ajustadas à situação, os dois passaram a mensagem que era importante difundir.

 

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI .

 

Antimerkelista primário

 | 
Desculpem, mas não consigo resistir: vou ser um  antimerkelista primário. Porquê? Porque a chanceler resolveu dizer que Portugal e Espanha devem ter menos licenciados e que é necessário levar os dois países a mudar as políticas educativas. Defendeu que é necessário persuadir-nos (ufa, por enquanto só fala em persuadir - lá estou eu com piadolas primárias!).   

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI .

 

Ver mais
Receba a nova Newsletter
Ver Exemplo
Arquivo

Pub