Anterior
Conan O'Brien satiriza CEO da Netflix
Seguinte
Operação Pink Floyd (vídeo)
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Jardim: dívida de €5.000 milhões é "coisinha de nada"

Jardim: dívida de €5.000 milhões é "coisinha de nada"

Palavras do cabeça de lista do PSD às eleições regionais na Madeira horas depois de ter reconhecido, em entrevista à RTP-Madeira, que a dívida da região deverá situar-se acima dos cinco mil milhões de euros. (Vídeo no final da notícia)
Lusa |
Alberto João Jardim: «O Presidente da República devia ter evitado que o Estado fosse instrumentalizado, na Madeira, nas eleições da Madeira, contra o PSD»
Alberto João Jardim: «O Presidente da República devia ter evitado que o Estado fosse instrumentalizado, na Madeira, nas eleições da Madeira, contra o PSD» /  Duarte Sá/Reuters

Alberto João Jardim afirmou quinta-feira que o Presidente da República devia ter evitado que o Estado fosse instrumentalizado, para prejudicar as eleições nesta região, e a dívida regional "é uma coisinha de nada no meio de todas".

O cabeça de lista do PSD às eleições regionais na Madeira, num comício na freguesia dos Canhas, no concelho da Ponta de Sol, na zona oeste da ilha, criticou o aproveitamento que tem sido feito da situação financeira da região.

"Fizeram isto numa altura das eleições para nos encravar e o Presidente da República devia ter evitado que o Estado fosse instrumentalizado, na Madeira, nas eleições da Madeira, contra o PSD. Aí, o Presidente da República devia ter intervindo", disse.

A culpa é das sociedades secretas


As sociedades secretas foram o alvo das críticas de Alberto João Jardim, a quem atribuiu a razão por existir "ódio contra os madeirenses", argumentando: "Por detrás dos partidos políticos estão sociedades secretas que têm muita gente de vários partidos.

Não é só em Portugal. É por esse mundo fora, e isso explica o desatino em que neste momento está a Europa".

Essas sociedades, prosseguiu, "procuram ir contra os seus próprios partidos para poderem manobrá-los, o povo, a economia a seu contento e por detrás da cortina, fora da transparência democrática, poderem governar os países e Portugal", frisou.

"Sejam sinceros. Sejam honestos"


"Faço um desafio aos políticos de Lisboa, sejam sinceros com o povo. Sejam honestos os que pertencem a sociedade secretas e tenham a vergonha e honestidade de dar a cara e digam que pertencem a uma sociedade secreta", declarou.

"Estes 30 anos foram um grande trabalho. Não temos o direito de ser humilhados e agora estar a mercê de mentiras, e a região voltar para a Madeira Velha, ao estatuto colonial que tinha antes do 25 de abril", disse.

O líder madeirense voltou a salientar que optou por aumentar a dívida da região para "não parar a Madeira", que estava em dificuldades devido à política do governo do PS de José Sócrates.

"Coisinha de nada"


"Agora, porque precisam em Lisboa que se esqueçam o que os socialistas fizeram ao País - nunca houve um Governo tão incompetente, tantas dívidas por todo o lado -, a dívida da Madeira, que é uma coisinha de nada no meio das dívidas todas, é que é utilizada não é só pelos partidos da oposição, que não nos gramam, mas pelas tais sociedades secretas, da maçonaria, e se calhar há lá boa gente do PSD", apontou.

O presidente do PSD-Madeira destacou que a vitória é importante a 9 de outubro, argumentando que os madeirenses não se podem "deixar humilhar por Lisboa" e estarão a "dar esperança a todos os portugueses, que vão perceber que um pequeno território pode derrotar os grandes interesses de Lisboa".

Enunciando os seus principais objetivos, Jardim realçou como prioridade resolver a situação financeira da região, fazendo votos que o Governo da República, do PSD, "saiba tratar a Madeira como verdadeiros portugueses".

Garantiu ainda que não aceita "responsabilizar-me pela dívida de Lisboa, se Lisboa não se responsabilizar pela dívida da Madeira". Senão, disse, "Lisboa que trate da sua dívida que nós tratamos da nossa", assegurando: "O que não vai suceder é pagarmos mais só para fazer a vontade a Lisboa".

O discurso terminou com um pedido de "ajuda" neste momento em que "a dignidade dos madeirenses está a ser alvo de ataques vis de Lisboa".



Opinião


Multimédia

Os assassínios, as execuções, as decapitações são as imagens mais chocantes de uma propaganda cada vez mais sofisticada. É a Jihad, que recruta guerrilheiros no ocidente para matar e morrer na Síria. O Expresso seguiu as pisadas de cinco jiadistas portugueses, mostrando quem são e como foram convertidos e radicalizados. E como lutam, como foram morrer - e como já haverá arrependidos com medo de fugir. Reportagem em Londres, no café onde viam jogos de futebol, na universidade onde estudavam e na mesquita onde rezavam. Autoridades e especialistas em terrorismo estão alerta sobre este pequeno mas perigoso grupo, onde corre sangue português - e de onde escorre sangue por Alá.

Desacelerámos a realidade para observar a euforia da liberdade

Ela, Jacarandá, é algarvia. Ele, Katmandu, é espanhol. São linces e agora experimentam a responsabilidade da liberdade: foram soltos esta terça-feira numa herdade alentejana, próxima de Mértola, eles que saíram de centros de reprodução em cativeiro. Foi inédito: nunca tinha acontecido algo assim em Portugal. Estivemos lá e ensaiámos o slow motion.

Geração Z

Mais rápidos, mais capazes, mais solitários, os Z vivem agarrados aos ecrãs, pensam com a ajuda da internet e estão permanentemente preocupados com a bateria do telemóvel. Que geração é esta que nasceu com a viragem do século?

Desaparecidos para sempre no Mar do Norte

O dia 15 de novembro já foi feriado, há 90 anos. A razão foi o desaparecimento de Sacadura Cabral algures no Mar do Norte. Depois de fazer mais de oito mil quilómetros de Lisboa ao Rio de Janeiro, o aviador pioneiro não conseguiu completar o voo entre a cidade holandesa de Amesterdão e a capital portuguesa. Ainda hoje, não se sabe o que aconteceu ao companheiro de Gago Coutinho e tio-avô de Paulo Portas, a quem o Expresso pediu um sms.

Os muros do mundo

Novembro relembrou-nos os muros que caem, mas também os que permanecem e os que se expandem. Berlim aproximou-se de si própria há 25 anos, mas há muros que continuam a desaproximar. Esta é a história de sete deles - diferentes, imprevisíveis, estranhos.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

O papa-medalhas que veio do espaço

O atleta português mais medalhado de sempre, Francisco Vicente, regressou dos campeonatos europeus de veteranos, na Turquia, com novas lembranças ao pescoço. Três de ouro e duas de prata para juntar à coleção. Tem 81 medalhas, uma por cada ano de vida.

Terror religioso está a aumentar

Relatório sobre a Liberdade Religiosa é divulgado esta terça-feira em todo o mundo. Dos 196 países analisados, só em 80 não há indícios de perseguições motivadas pela fé.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.


Comentários 168 Comentar
ordenar por:
mais votados
"Lisboa que trate da sua dívida,...
...que nós tratamos da nossa". Perfeito! É isso mesmo. A Madeira que se desenrasque. Ou há autonomia, ou não há! É fechar a torneira ao dinheirinho dos cubanos. Até porque os cubanos (ao contrários dos madeirenses, que votam nas legislativas nacionais) não têm nenhum voto nas eleições para o Governo Regional da Madeira. Ora, se pagamos todos, votamos todos! Temos o direito de eleger quem gasta o nosso dinheiro, seja no continente, seja nas ilhas. Isto da autonomia servir para o endividamento, e não servir para o pagamento, é que não!
Re:
Re:
Re:
Re:
Re:
Afinal a MOODYS não consudera a MADEIRA LIXO
Re: Afinal a MOODYS não consudera a MADEIRA LIXO
A DÌVIDA DO CONTINENTE É MUITO MAIOR
Re: Afinal a MOODYS não consudera a MADEIRA LIXO
Ou há moralidade ou comem todos
Parabens a comunicacao social do continente
por ajudar a eleger novamente AJJ por mais 4 anos...e ridiculo, mas e verdade. o ridiculo da madeira nao e o buraco, mas sim a ocultacao. como perdem o tempo todo no buraco, depois dao argumentos a qq politico minimamente inteligente para fazer comparacoes como as q AJJ faz. ex.: 5 M milhoes de euros de divida gastos (segundo ele) a cobrir varias areas (obras, saude, ensino, etc) nao sao nada comparadas com o passivo de 5M milhoes do metro do porto.
Re: Parabens a comunicacao social do continente
Re: Parabens a comunicacao social do continente
Re: Parabens a comunicacao social do continente
Re: Parabens a comunicacao social do continente
Re: Parabens a comunicacao social do continente
Re: Parabens a comunicacao social do continente
Re: Parabens a comunicacao social do continente
UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA

O tema Jardim põe em evidencia o pouco estruturada e pueril q é a sociedade portuguesa. São episódios como este q me levam a pensar q Portugal só por acaso é Europa. Como disse Garcia Marquez “Portugal é a fronteira da América Latina com a Europa”. Que ninguém tenha duvidas! Noticias demonizando o homem só lhe levam votos. Preparem-se p a repetição de uma estrondosa goleada! Se os círculos socialistas e alguns sectores do PSD pensam q evidenciando, nesta altura, a má gestão e incongruências pode gerar a “morte politica” d AJJ então é q não percebem nada nem do perfil psicológico do seu povo e, pior q tudo, revelam uma má consciência cívica e mal formação do q é viver numa democracia. Toda dizem mal mas o montante da divida ainda não foi revelado nem situações d ilegalidade extrma foram apresentadas. Traçando um paralelo e por causa d todo este folhetim recordei-me d um discurso q Obama fez na sua 1ª visita a África; em concreto ao Kenya. Perante altos dignitários africanos disse q “ÁFRICA não precisa de homens fortes. África precisa é de instituições sólidas e fortes e que funcionem…”o mesmo se pode dizer d Portugal. Portugal alarda ser uma democracia e ser um Estado de Direito. Os Estados d Direito têm instituições com poderes definidos e q funcionam…num país q se diz europeu situações como a q se detectou na MADEIRA devem ser tratadas pela autoridades e pela justiça. Com objectividade e rapidez. O 4º poder compete narrar e relatar e aos comentaristas é deixado o espaço d
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA 2
O buraco do FREEPORT que nunca ninguém ...
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Geografia... não era com Garcia Marquez!!!
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: O POVO PORTUGUES
Re: O POVO PORTUGUES
Para terminar, desculpe-me o lençol !!
Re: O POVO PORTUGUES
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
DEPOIS DO QUE DISSE JARDIM
Questões objectivas:
Re: Questões objectivas:
Re: Questões objectivas:
Re: Questões objectivas:
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
A melhor defesa é o ataque.Jardim no seu melhor!
É a estratégia de Jardim, um profundo conhecedor da realidade nacional e da história politica desde o 25 de Abril.E alguns que o atacam ,a começar pelo Procurador Pinto Monteiro, devem ter mais cuidado.É que o feitiço pode virar-se contra o feiticeiro.
Re: A melhor defesa é o ataque.Jardim no seu melho
Do PSD ao PCP,passando pelo CDS e PS
Re: A melhor defesa é o ataque.Jardim no seu melho
Jardim dívida de eur.5000 milhões
Tem razão quando diz que é uma coizinha de nada e está a referir-se pela certa aos medeirenses, poorque quem a vai pagar são os cubanos como elelhe chama. A mim mais me parecem saloios e parvos, porque se assim vão fosse já há muito que tinham deixado de pagar os seus desvarios. Peço aque façam um mero exercicio imaginando que no lugar de Jardim estava Sócrates. Provavelmente todos os que aqui o apoiam como a águia o que não diria dele. A dívida da Madeira comparada com a do Continente é astronómica e salvo erro em termos de comparação dividindo pela população, será oitenta, ou cem vezes mais. Se não bastasse já isto é que o mais grave da questão a mesma foi escondida do governo central. Mais grave é fazer obra sabendo que a mesma vai ser paga pelos cubanos. Afinal sempre havia o tal desvio colossal e esqueletos no armário de que falava Passos, só que os mesmos pertenciam aos da suas gentes e como diz o povo ovelha ruiva o que faz cuida.

Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
AJJ/SÒCRATES
Re: AJJ/SÒCRATES
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Estigmatizar Sócrates com calúnias...
Re: Estigmatizar Sócrates com calúnias...
Re: Estigmatizar Sócrates com calúnias...
Re: Estigmatizar Sócrates com calúnias...
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Essa da ocultação é gira...
Re: Essa da ocultação é gira...
Re: Essa da ocultação é gira...
A oposição vicia....
Re: A oposição vicia....
Re: A oposição vicia....
Claro
Re: Essa da ocultação é gira...
Obrigado por ter detalhado o meu comentário
Re: Essa da ocultação é gira...
Caro PS e PSD é a mesma LAIA.
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Ditadores
Dizem que estamos em democracia (uma democracia onde estes políticos fazem o que querem e deixam fazer sem serem responsabilizados), isto é pior do que o fascismo. Alias no fascismo só não havia liberdade, de resto o País tinha alguma riqueza e com o passar dos tempos iria se desenvolver. Estes ditadores de agora eleitos pelo povo inocente e subserviente, que depois os enganam, usurpam, espezinham.
Re: Ditadores
NÃO HÁ DÚVIDA!!!

««« Faço um desafio aos políticos de Lisboa, sejam sinceros com o povo. Sejam honestos os que pertencem a sociedade secretas e tenham a vergonha e honestidade de dar a cara e digam que pertencem a uma sociedade secreta »»»

Alberto João Jardim, matando de inveja muito político africano, afirmando q o populismo, a gastança criminosa, a ocultação do rombo financeiro, e o défice democrático na sua ilha africana, existem por culpa das sociedades secretas do “contenente”.
Vergonha
O tema de A.J. não devia de ficar assim, para ja a comunicação social, não lhe devia dar tanta atenção, ate porque não merece, cada vez que esse politico abre a boca tenta sempre colocar os madeirenses contra os continentais, isso é fomentar uma divisão que não existe, também tenta fazer campanha cada vez que lhe dão tempo de antena. Esse politico pode parecer honesto mas o que fez não é uma atitude de honestidade.
Deixem de o ouvir e de o ver, não devemos de dar tanta importancia a politicos que se compotam como se pertencessem a um personagem de uma telenovela, todos sabemos que isso é o que vende na comunicação social, mas existem outros intervenientes na classe politica que deviam de ter mais destaque.
É preciso ter muita lata...
" Mira Amaral percebeu que também ele alinha pelo diapasão dos cortes salariais como resposta para enfrentar e superar a crise em que vivemos. Apesar da candura e do ar bem disposto com que o disse, percebia-se nele uma certa amargura de quem conhece os sacrifícios que propõe.

Para quem não saiba, Mira Amaral sempre foi um homem de vida dura e sacrificada. Já depois de ter sido três vezes ministro de Cavaco, foi explorado durante 18 longos meses enquanto exercia as funções de administrador na CGD. Em troca, esse injusto, despesista e gordo Estado só lhe paga 18 mil euros mensais de reforma. Porém, como não é homem fraco nem desistente, livrou-se da CGD e fez-se de novo à vida. Recusando sempre as cunhas, decidiu gastar uma pipa de massa em selos dos correios no envio do seu currículo. E como quem porfia sempre alcança, lá conseguiu um lugarzinho como presidente do BIC português. É agora assalariado de Américo Amorim e Isabel dos Santos. Farta-se de trabalhar em troca de um magro salário. Fartou-se de fazer horas extraordinárias aquando da compra do BPN pelo BIC."
Lá vem outra vez a Maçonaria!
Porque é Portugal e os Portugueses têm de levar com este Madeirense, não bastou já o tempo em que estudou em Coimbra e onde frequentou mais as tascas do que a Universidade! Já agora quando é que os madeirense pagam a gasolina ao mesmo preço do "Contenente" e porque é que as viagens compradas na ilha são mais baratas. Já chega de asneiras e não vale a pena perder tempo com gente desta.
!
Continuo surpreendido por todo este alarido à volta da dívida da madeira e por ela ter sido escondida pelo AJ. Como está o resto do País? Tem as contas certas? Não andou sempre Sócrates e a sua pandilha a enganar os portugueses e a dizer que estava tudo bem e que a vinda do FMI só existia na cabeça da oposição? Não escondeu sempre Sócrates, o aldrabão, todos os buracos e esqueletos que existiam e continuam a existir nos armários das empresas públicas? Como estão as contas da REN, da CP, das EP, dos Metros, da Carris e de tantas outras? Alguma vez o anterior desgoverno deu a entender ao POVO o descalabro para que estava a levar o País? Não usou e abusou esse energúmeno de todas as estatísticas e estratagemas para manter o POVO na ignorância? Não fizeram esses incompetentes e mentirosos no contnente o mesmo que AJ fez na Madeira? Deram alguma vez ouvidos a muitos que apelidaram de profetas da desgraça? Basta!! Nota: sou cubano.
Vejam pelos vossos olhos o cúmulo do surreal
Vejam a reportagem da Sic sobre as centenas de milhões de euros gastos por AJJ em obras que não servem para nada :

http://aeiou.expresso.pt/...

Mais parece obra de ficção , mas este caso da Madeira , esta criação absurda de AJJ é bem real , e é um peso que não vai saír tão cedo das costas dos portugueses.
Re: Vejam pelos vossos olhos o cúmulo do surreal
"a dívida da Madeira, que é uma coisinha de nada..
...
se assim é o responsável paga do seu bolso...
O senhor hipérbole e a coisa pública
Comentário à personalidade política de Jardim
em

http://arruadas.blogspot....

Saudações
Que grande alucinado!

Internamento compulsivo para este senhor, já!

Comentários 168 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador

PUBLICIDADE

Pub