Anterior
Conan O'Brien satiriza CEO da Netflix
Seguinte
Operação Pink Floyd (vídeo)
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Jardim: dívida de €5.000 milhões é "coisinha de nada"

Jardim: dívida de €5.000 milhões é "coisinha de nada"

Palavras do cabeça de lista do PSD às eleições regionais na Madeira horas depois de ter reconhecido, em entrevista à RTP-Madeira, que a dívida da região deverá situar-se acima dos cinco mil milhões de euros. (Vídeo no final da notícia)
Lusa |
Alberto João Jardim: «O Presidente da República devia ter evitado que o Estado fosse instrumentalizado, na Madeira, nas eleições da Madeira, contra o PSD»
Alberto João Jardim: «O Presidente da República devia ter evitado que o Estado fosse instrumentalizado, na Madeira, nas eleições da Madeira, contra o PSD» / Duarte Sá/Reuters

Alberto João Jardim afirmou quinta-feira que o Presidente da República devia ter evitado que o Estado fosse instrumentalizado, para prejudicar as eleições nesta região, e a dívida regional "é uma coisinha de nada no meio de todas".

O cabeça de lista do PSD às eleições regionais na Madeira, num comício na freguesia dos Canhas, no concelho da Ponta de Sol, na zona oeste da ilha, criticou o aproveitamento que tem sido feito da situação financeira da região.

"Fizeram isto numa altura das eleições para nos encravar e o Presidente da República devia ter evitado que o Estado fosse instrumentalizado, na Madeira, nas eleições da Madeira, contra o PSD. Aí, o Presidente da República devia ter intervindo", disse.

A culpa é das sociedades secretas


As sociedades secretas foram o alvo das críticas de Alberto João Jardim, a quem atribuiu a razão por existir "ódio contra os madeirenses", argumentando: "Por detrás dos partidos políticos estão sociedades secretas que têm muita gente de vários partidos.

Não é só em Portugal. É por esse mundo fora, e isso explica o desatino em que neste momento está a Europa".

Essas sociedades, prosseguiu, "procuram ir contra os seus próprios partidos para poderem manobrá-los, o povo, a economia a seu contento e por detrás da cortina, fora da transparência democrática, poderem governar os países e Portugal", frisou.

"Sejam sinceros. Sejam honestos"


"Faço um desafio aos políticos de Lisboa, sejam sinceros com o povo. Sejam honestos os que pertencem a sociedade secretas e tenham a vergonha e honestidade de dar a cara e digam que pertencem a uma sociedade secreta", declarou.

"Estes 30 anos foram um grande trabalho. Não temos o direito de ser humilhados e agora estar a mercê de mentiras, e a região voltar para a Madeira Velha, ao estatuto colonial que tinha antes do 25 de abril", disse.

O líder madeirense voltou a salientar que optou por aumentar a dívida da região para "não parar a Madeira", que estava em dificuldades devido à política do governo do PS de José Sócrates.

"Coisinha de nada"


"Agora, porque precisam em Lisboa que se esqueçam o que os socialistas fizeram ao País - nunca houve um Governo tão incompetente, tantas dívidas por todo o lado -, a dívida da Madeira, que é uma coisinha de nada no meio das dívidas todas, é que é utilizada não é só pelos partidos da oposição, que não nos gramam, mas pelas tais sociedades secretas, da maçonaria, e se calhar há lá boa gente do PSD", apontou.

O presidente do PSD-Madeira destacou que a vitória é importante a 9 de outubro, argumentando que os madeirenses não se podem "deixar humilhar por Lisboa" e estarão a "dar esperança a todos os portugueses, que vão perceber que um pequeno território pode derrotar os grandes interesses de Lisboa".

Enunciando os seus principais objetivos, Jardim realçou como prioridade resolver a situação financeira da região, fazendo votos que o Governo da República, do PSD, "saiba tratar a Madeira como verdadeiros portugueses".

Garantiu ainda que não aceita "responsabilizar-me pela dívida de Lisboa, se Lisboa não se responsabilizar pela dívida da Madeira". Senão, disse, "Lisboa que trate da sua dívida que nós tratamos da nossa", assegurando: "O que não vai suceder é pagarmos mais só para fazer a vontade a Lisboa".

O discurso terminou com um pedido de "ajuda" neste momento em que "a dignidade dos madeirenses está a ser alvo de ataques vis de Lisboa".



Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 168 Comentar
ordenar por:
mais votados
"Lisboa que trate da sua dívida,...
...que nós tratamos da nossa". Perfeito! É isso mesmo. A Madeira que se desenrasque. Ou há autonomia, ou não há! É fechar a torneira ao dinheirinho dos cubanos. Até porque os cubanos (ao contrários dos madeirenses, que votam nas legislativas nacionais) não têm nenhum voto nas eleições para o Governo Regional da Madeira. Ora, se pagamos todos, votamos todos! Temos o direito de eleger quem gasta o nosso dinheiro, seja no continente, seja nas ilhas. Isto da autonomia servir para o endividamento, e não servir para o pagamento, é que não!
Re:
Re:
Re:
Re:
Re:
Afinal a MOODYS não consudera a MADEIRA LIXO
Re: Afinal a MOODYS não consudera a MADEIRA LIXO
A DÌVIDA DO CONTINENTE É MUITO MAIOR
Re: Afinal a MOODYS não consudera a MADEIRA LIXO
Ou há moralidade ou comem todos
Parabens a comunicacao social do continente
por ajudar a eleger novamente AJJ por mais 4 anos...e ridiculo, mas e verdade. o ridiculo da madeira nao e o buraco, mas sim a ocultacao. como perdem o tempo todo no buraco, depois dao argumentos a qq politico minimamente inteligente para fazer comparacoes como as q AJJ faz. ex.: 5 M milhoes de euros de divida gastos (segundo ele) a cobrir varias areas (obras, saude, ensino, etc) nao sao nada comparadas com o passivo de 5M milhoes do metro do porto.
Re: Parabens a comunicacao social do continente
Re: Parabens a comunicacao social do continente
Re: Parabens a comunicacao social do continente
Re: Parabens a comunicacao social do continente
Re: Parabens a comunicacao social do continente
Re: Parabens a comunicacao social do continente
Re: Parabens a comunicacao social do continente
UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA

O tema Jardim põe em evidencia o pouco estruturada e pueril q é a sociedade portuguesa. São episódios como este q me levam a pensar q Portugal só por acaso é Europa. Como disse Garcia Marquez “Portugal é a fronteira da América Latina com a Europa”. Que ninguém tenha duvidas! Noticias demonizando o homem só lhe levam votos. Preparem-se p a repetição de uma estrondosa goleada! Se os círculos socialistas e alguns sectores do PSD pensam q evidenciando, nesta altura, a má gestão e incongruências pode gerar a “morte politica” d AJJ então é q não percebem nada nem do perfil psicológico do seu povo e, pior q tudo, revelam uma má consciência cívica e mal formação do q é viver numa democracia. Toda dizem mal mas o montante da divida ainda não foi revelado nem situações d ilegalidade extrma foram apresentadas. Traçando um paralelo e por causa d todo este folhetim recordei-me d um discurso q Obama fez na sua 1ª visita a África; em concreto ao Kenya. Perante altos dignitários africanos disse q “ÁFRICA não precisa de homens fortes. África precisa é de instituições sólidas e fortes e que funcionem…”o mesmo se pode dizer d Portugal. Portugal alarda ser uma democracia e ser um Estado de Direito. Os Estados d Direito têm instituições com poderes definidos e q funcionam…num país q se diz europeu situações como a q se detectou na MADEIRA devem ser tratadas pela autoridades e pela justiça. Com objectividade e rapidez. O 4º poder compete narrar e relatar e aos comentaristas é deixado o espaço d
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA 2
O buraco do FREEPORT que nunca ninguém ...
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Geografia... não era com Garcia Marquez!!!
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: O POVO PORTUGUES
Re: O POVO PORTUGUES
Para terminar, desculpe-me o lençol !!
Re: O POVO PORTUGUES
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
DEPOIS DO QUE DISSE JARDIM
Questões objectivas:
Re: Questões objectivas:
Re: Questões objectivas:
Re: Questões objectivas:
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
Re: UM PAÍS DEFICIENTE ATÉ NA SUA DEMOCRACIA
A melhor defesa é o ataque.Jardim no seu melhor!
É a estratégia de Jardim, um profundo conhecedor da realidade nacional e da história politica desde o 25 de Abril.E alguns que o atacam ,a começar pelo Procurador Pinto Monteiro, devem ter mais cuidado.É que o feitiço pode virar-se contra o feiticeiro.
Re: A melhor defesa é o ataque.Jardim no seu melho
Do PSD ao PCP,passando pelo CDS e PS
Re: A melhor defesa é o ataque.Jardim no seu melho
Jardim dívida de eur.5000 milhões
Tem razão quando diz que é uma coizinha de nada e está a referir-se pela certa aos medeirenses, poorque quem a vai pagar são os cubanos como elelhe chama. A mim mais me parecem saloios e parvos, porque se assim vão fosse já há muito que tinham deixado de pagar os seus desvarios. Peço aque façam um mero exercicio imaginando que no lugar de Jardim estava Sócrates. Provavelmente todos os que aqui o apoiam como a águia o que não diria dele. A dívida da Madeira comparada com a do Continente é astronómica e salvo erro em termos de comparação dividindo pela população, será oitenta, ou cem vezes mais. Se não bastasse já isto é que o mais grave da questão a mesma foi escondida do governo central. Mais grave é fazer obra sabendo que a mesma vai ser paga pelos cubanos. Afinal sempre havia o tal desvio colossal e esqueletos no armário de que falava Passos, só que os mesmos pertenciam aos da suas gentes e como diz o povo ovelha ruiva o que faz cuida.

Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
AJJ/SÒCRATES
Re: AJJ/SÒCRATES
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Estigmatizar Sócrates com calúnias...
Re: Estigmatizar Sócrates com calúnias...
Re: Estigmatizar Sócrates com calúnias...
Re: Estigmatizar Sócrates com calúnias...
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Essa da ocultação é gira...
Re: Essa da ocultação é gira...
Re: Essa da ocultação é gira...
A oposição vicia....
Re: A oposição vicia....
Re: A oposição vicia....
Claro
Re: Essa da ocultação é gira...
Obrigado por ter detalhado o meu comentário
Re: Essa da ocultação é gira...
Caro PS e PSD é a mesma LAIA.
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Re: Jardim dívida de eur.5000 milhões
Ditadores
Dizem que estamos em democracia (uma democracia onde estes políticos fazem o que querem e deixam fazer sem serem responsabilizados), isto é pior do que o fascismo. Alias no fascismo só não havia liberdade, de resto o País tinha alguma riqueza e com o passar dos tempos iria se desenvolver. Estes ditadores de agora eleitos pelo povo inocente e subserviente, que depois os enganam, usurpam, espezinham.
Re: Ditadores
NÃO HÁ DÚVIDA!!!

««« Faço um desafio aos políticos de Lisboa, sejam sinceros com o povo. Sejam honestos os que pertencem a sociedade secretas e tenham a vergonha e honestidade de dar a cara e digam que pertencem a uma sociedade secreta »»»

Alberto João Jardim, matando de inveja muito político africano, afirmando q o populismo, a gastança criminosa, a ocultação do rombo financeiro, e o défice democrático na sua ilha africana, existem por culpa das sociedades secretas do “contenente”.
Vergonha
O tema de A.J. não devia de ficar assim, para ja a comunicação social, não lhe devia dar tanta atenção, ate porque não merece, cada vez que esse politico abre a boca tenta sempre colocar os madeirenses contra os continentais, isso é fomentar uma divisão que não existe, também tenta fazer campanha cada vez que lhe dão tempo de antena. Esse politico pode parecer honesto mas o que fez não é uma atitude de honestidade.
Deixem de o ouvir e de o ver, não devemos de dar tanta importancia a politicos que se compotam como se pertencessem a um personagem de uma telenovela, todos sabemos que isso é o que vende na comunicação social, mas existem outros intervenientes na classe politica que deviam de ter mais destaque.
É preciso ter muita lata...
" Mira Amaral percebeu que também ele alinha pelo diapasão dos cortes salariais como resposta para enfrentar e superar a crise em que vivemos. Apesar da candura e do ar bem disposto com que o disse, percebia-se nele uma certa amargura de quem conhece os sacrifícios que propõe.

Para quem não saiba, Mira Amaral sempre foi um homem de vida dura e sacrificada. Já depois de ter sido três vezes ministro de Cavaco, foi explorado durante 18 longos meses enquanto exercia as funções de administrador na CGD. Em troca, esse injusto, despesista e gordo Estado só lhe paga 18 mil euros mensais de reforma. Porém, como não é homem fraco nem desistente, livrou-se da CGD e fez-se de novo à vida. Recusando sempre as cunhas, decidiu gastar uma pipa de massa em selos dos correios no envio do seu currículo. E como quem porfia sempre alcança, lá conseguiu um lugarzinho como presidente do BIC português. É agora assalariado de Américo Amorim e Isabel dos Santos. Farta-se de trabalhar em troca de um magro salário. Fartou-se de fazer horas extraordinárias aquando da compra do BPN pelo BIC."
Lá vem outra vez a Maçonaria!
Porque é Portugal e os Portugueses têm de levar com este Madeirense, não bastou já o tempo em que estudou em Coimbra e onde frequentou mais as tascas do que a Universidade! Já agora quando é que os madeirense pagam a gasolina ao mesmo preço do "Contenente" e porque é que as viagens compradas na ilha são mais baratas. Já chega de asneiras e não vale a pena perder tempo com gente desta.
!
Continuo surpreendido por todo este alarido à volta da dívida da madeira e por ela ter sido escondida pelo AJ. Como está o resto do País? Tem as contas certas? Não andou sempre Sócrates e a sua pandilha a enganar os portugueses e a dizer que estava tudo bem e que a vinda do FMI só existia na cabeça da oposição? Não escondeu sempre Sócrates, o aldrabão, todos os buracos e esqueletos que existiam e continuam a existir nos armários das empresas públicas? Como estão as contas da REN, da CP, das EP, dos Metros, da Carris e de tantas outras? Alguma vez o anterior desgoverno deu a entender ao POVO o descalabro para que estava a levar o País? Não usou e abusou esse energúmeno de todas as estatísticas e estratagemas para manter o POVO na ignorância? Não fizeram esses incompetentes e mentirosos no contnente o mesmo que AJ fez na Madeira? Deram alguma vez ouvidos a muitos que apelidaram de profetas da desgraça? Basta!! Nota: sou cubano.
Vejam pelos vossos olhos o cúmulo do surreal
Vejam a reportagem da Sic sobre as centenas de milhões de euros gastos por AJJ em obras que não servem para nada :

http://aeiou.expresso.pt/...

Mais parece obra de ficção , mas este caso da Madeira , esta criação absurda de AJJ é bem real , e é um peso que não vai saír tão cedo das costas dos portugueses.
Re: Vejam pelos vossos olhos o cúmulo do surreal
"a dívida da Madeira, que é uma coisinha de nada..
...
se assim é o responsável paga do seu bolso...
O senhor hipérbole e a coisa pública
Comentário à personalidade política de Jardim
em

http://arruadas.blogspot....

Saudações
Que grande alucinado!

Internamento compulsivo para este senhor, já!

Comentários 168 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub