24 de abril de 2014 às 5:48
Página Inicial  ⁄  Economia  ⁄  Troika está outra vez em Portugal

Troika está outra vez em Portugal

A missão conjunta do Fundo Monetário Internacional, Comissão Europeia e Banco Central Europeu inicia hoje a terceira avaliação do Programa de Assistência Económica e Financeira de Portugal.

Ao longo das próximas duas semanas, as reformas estruturais e a situação das empresas públicas vão estar no centro das atenções de mais esta missão da "troika", liderada por Poul Thomsen (FMI), Jürgen Kröger (CE) e Rasmus Rüffer (BCE).

As mudanças no mercado laboral -- entre elas as previstas no acordo de concertação social-, na justiça e no arrendamento urbano serão também avaliadas pelos técnicos do FMI, BCE e Comissão Europeia, que vão decidir se recomendam ou não o desembolso da quarta tranche do empréstimo a Portugal.

O país recebeu até ao mês passado quase 40 mil milhões de euros do empréstimo do Fundo Monetário Internacional e da União Europeia, mais de metade do valor total acordado com as instituições em maio do ano passado.

A avaliação da "troika" foi um dos pontos da agenda do encontro, na terça-feira, em Lisboa, entre o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, e António José Seguro, líder do maior partido da oposição, o PS, que se prolongou uma hora e meia.

Hoje, Portugal vai regressar aos mercados para colocar entre 2.500 e 3.000 milhões de euros em dívida com maturidade a três, seis e doze meses, uma novidade em 2012.

Se o país conseguir ultrapassar os 2.500 milhões de euros, esta será a quantia mais alta arrecadada este ano pelo Estado português, depois de a 18 de janeiro o Estado ter colocado 2.500 milhões de euros.

Comentários 14 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Troika
Vêm verificar se o povo já chegou aos 50kgs?
É mais um 15 para Vitor Gaspar
E um 18 para os Portugueses.
Troika está outra vez em Portugal
Quando do povoamento de Portugal os nobres senhores das terras, iam de quinta em quinta ver como os servos estavam a tratar da mesma.

-Na capoeira o galito mais pequeno cantava:- Já chegaram. O galo do meio cantava:- Temos visitas. O galo mais velho cantava assim:- Jantarão cá?

Nota: Agora a vitima é o povo e não o galo.
É dar-lhes pastéis de belém!!!
(pode ser até em quantidades perto dos 20 kg: não devem ter muita roupa na bagagem a não ser umas camisinhas e dois fatinhos com o quê?, três gravatas, vá, e sempre ajudam à internacionalização dos ditos...)
TROIKA VEM PASSAR O CARNAVAL A PORTUGAL ...
Já escolheram os trajes ... e vão desfilar ...

  Poul Thomsen (FMI) - Capitão Gancho

  Jürgen Kröger (CE) - Maga Patalógica

Rasmus Rüffer (BCE) - Bafo-de-Onça

Vão estar em Torres Vedras e na Mealhada ... mas na Mealhada não vão desfilar ... vão só comer o leitão ...

    E o Coelho ... já deve estar arrependido ... de não ter dado a tolerância de ponto ...

a crise europeia em dez minutos
Re: a crise europeia em dez minutos Ver comentário
Poema, "Quero lá saber?"
Quero lá saber…
Da corrupção…
Que o Djaló seja do Benfica … ou da televisão…
Que suba ainda mais a inflação…
Que haja tanto desemprego…
Que mandem abaixo de Braga o Macedo…
Que me considerem reformado… inválido ou excedentário…
Que se dêem ouvidos ao Cavaco…
Que ilibem todos os anteriores governos do processo…
Que não haja democracia de sucesso…
Que todos os dias se denuncie mais um corrupto…
Que não haja aumentos de salário… e só uma falsa concertação social…
Que os ministros ganhem muito, ou ganhem mal…
Que Vila Real seja agora a capital…!!!
Tudo isto… já nada tem de anormal….
Caraças…só não me conformo…
Que um Coelho… me tenha lixado…
A Terça Feira de Carnaval…!!! !!!
Assim vai Portugal
«... Que quem acha que não aguenta deve emigrar. Que são preguiçosos, e por isso têm de trabalhar mais, dispor de menos feriados, deixar de festejar o Carnaval e ter férias menores. Que têm de fazer sacrifícios pela pátria, empobrecendo. E que devem deixar de ser piegas. Passos Coelho está a fazer de nós homens. Na impossibilidade de nos aplicar, como castigo, séries de 20 flexões de braços, cobra impostos. Flectimos o braço na mesma, mas é para ir buscar a carteira ao bolso. É duro, mas tem de ser. Porque Passos Coelho sabe melhor do que ninguém o que acontece àqueles portugueses menos esforçados, cuja capacidade de trabalho lhes permite arranjar emprego apenas nas empresas dos amigos, e que por opção, e não por necessidade, deixam a conclusão da licenciatura lá para os 37 anos: podem chegar a primeiro-ministro. E esse é um destino trágico que ele não deseja aos seus compatriotas.

A meio da recruta, o soldado faz o juramento de bandeira. O contribuinte português fará, suponho, o juramento de pin. Jura-se pela bandeira na mesma, mas é aquela bandeirinha de plástico que enfeita a lapela do primeiro-ministro.»

In Visão by Ricardo Araújo Pereira
Não sejamos Piégas
Como diz Fernando Rocha, aquele gajo do norte que conta histórias, para nós Portugas está sempre tudo bem. Que eles (troika e companhia) nos suguem lentamente até ao tutano é "lixado", mas podia ser muito pior. Sugar tudo de uma vez só por exemplo...
OUTRA VEZ???

OUTRA VEZ???

MAS QUANDO FORMOS VER O FINAL DESTE PESADELO?

JA NÃO ENTENDO NADA
Mas afinal essa tal troika esta a emprestar ou a sacar euros a Portugal, dizem que nos emprestão dinheiro por outro lado leio que o governo continua a pedir la fora, em que ficamos? já não entendo nada mas mesmo nada:::::::::::::::::
A máfia outra vez em Portugal
“O país recebeu até ao mês passado quase 40 mil milhões de euros do empréstimo do Fundo Monetário Internacional e da União Europeia, ...”

Porque razão o expresso (e o resto da comunicação social), não explica aos seus leitores onde estão os tais 40 mil milhões que diz que o país recebeu?
AR
Vem cortar o numero de deputados da AR?
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub