25 de abril de 2014 às 2:49
Página Inicial  ⁄  Dossiês  ⁄  Dossies Atualidade  ⁄  Irão  ⁄  Irão: Dois candidatos reivindicam vitória

Irão: Dois candidatos reivindicam vitória

Os resultados só são conhecidos amanhã, mas tanto Mahmud Ahmadinejad como Mir Hossein Moussavi reclamam vitória.

Lusa

O presidente cessante,  Mahmud Ahmadinejad , venceu as presidenciais de hoje no Irão , anunciou a Agência oficial IRNA, alguns minutos depois de o seu principal rival, o reformista Mir Hossein Moussavi ter reivindicado a vitória.

Ambas as reivindicações surgiram ainda as urnas estavam abertas. Não se esperam resultados oficiais antes de sábado.

Nem o despacho da IRNA, nem o anúncio de Moussavi numa conferência de imprensa fundamentaram as reivindicações de vitória.

Comentários 8 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Vai haver festa!!!
Agora é que isto vai começar a animar! E faz lembrar as noites das eleições em Portugal em que todos os partidos acabam por dizer que venceram, rebuscando argumentos dos mais curiosos e dignos baús do Guiness da estupidez. Esperemos que os dois candidatos não queiram realmente ser os vencedores... porque isso não poderá ser...
o que interessa Ver comentário
O PRESIDENTE CESSANTE VAI GANHAR
O presidente cessante vai ganhar. Mousavi vai alegar que houve fraudes. O poder actual no Irão não pode ser substituído, os fins justificam os meios.
Illuminati forçados a falsificar resultado das ele
Illuminati forçados a falsificar resultado das eleições, para manter seu agente ni poder, como profetizado
http://iran-hoax.blogspot...
Devagar e em segurança
Seja como for mais vale uma mudança aos poucos que uma revolução mal feita.

Os jovens universitários iranianos vieram para rua fazer estas eleições.

Uns de um lado e outros de outro fizeram uma campanha, nunca antes vista. Por isso estão de parabéns

É igual quem vai governar porque a evolução é dinâmica

Esperamos que Portugal tenha aprendido e que nas próximas eleições seja também uma campanha das mulheres e dos jovens universitários a desmascarar a falta de verdade das eleições do dia 7. Vota-se para a Europa, mas os candidatos só falaram de politiquices caseiras.

Não se quer uma campanha de gato por lebre.

Falar verdade não é o mesmo que omitir a realidade.

Com a tua pseudo-verdade se angana o povo.
Em Portugal as sondagens também eram falsas
Critica-se o Irão por os candidatos reclamarem vitória quando em Portugal as sondagens foram falsificadas para dar a vitória ao PS, o que não aconteceu, porque os povos não são parvos.
Re: Em Portugal as sondagens também eram falsas Ver comentário
Intenções de voto
Como interpretar o facto de alguma imprensa em Israel parecer indicar claramente que a preferência de Israel seria mesmo uma vitória do actual Presidente do Irão? Porque será? Faço esta pergunta apenas movido pela curiosidade, pois estou ciente de todas as impropriedades que diante de uma notícia assim se podem dizer. Mas não é interessante que os cálculos democráticos possam ir até ao ponto de se dizer que, no final de contas, o meu inimigo é, de facto, o meu preferido? O que é que isto nos diz acerca dos regimes políticos vigentes no nosso mundo?
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub