Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Varoufakis. "Estamos preparados para cumprir os compromissos, mas não para ser comprometidos"

  • 333

Varoufakis já é imagem em velas

FOTO EPA

Próxima prestação ao FMI, de 747 milhões de euros, tem de ser paga pelo governo grego até 12 maio.

Arrancam esta segunda-feira os trabalhos para definir o novo pacote de reformas a ser apresentado na próxima reunião do Eurogrupo, marcada para 24 de abril. Esta é uma etapa decisiva para que Atenas chegue a acordo com Bruxelas, de forma a desbloquear mais dinheiro. Devem estar incluídas reformas de matéria fiscal, pensões, privatizações e emprego. 

Yanis Varoufakis já se mostrou confiante e acredita que o entendimento é possível. "As negociações prosseguem bastante bem. É de interesse mútuo chegar a um acordo no próximo dia 24 e estou confiante que isso vai acontecer", disse o ministro das Finanças grego. Estas são declarações à Bloomberg TV, depois da confirmação do pagamento dos 450 milhões de euros ao Fundo Monetário Internacional, na quinta-feira.

Varoufakis detalhou ainda o nível de disponibilidade da Grécia. "Estamos preparados para cumprir todos os compromissos, mas não estamos preparados para ser comprometidos." 

Andreas Dombret, membro do banco central alemão, já disse que a ajuda à Grécia depende da melhoria do estado das contas gregas. "Mais assistência só pode ser garantida se a Grécia aplicar solidez nas suas finanças", disse Dombret, citado pelo jornal grego "Kathimerini", numa conferência esta sexta-feira.

Sem melhorias económicas e sem reformas, não há mais dinheiro. Certo é que  a próxima prestação, de 747 milhões de euros, tem de ser paga pelo governo de Atenas até 12 maio.