Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Último refém francês volta a casa três anos depois

Serge Lazarevic recebido por François Holland

BERTRAND GUAY/AFP/Getty Images

Serge Lazarevic, sequestrado há três anos pela Al-Qaeda, foi libertado e voltou ontem a França, onde foi recebido pelo Presidente François Hollande.

Ao chegar ao aeroporto de Villacoublay, nos arredores de Paris, o ex-refém agradeceu os esforços do Presidente e do Governo francês em torno da sua libertação, enquanto Hollande apelou aos franceses para que não viajem para zonas onde corram o risco de serem raptados.

A imprensa francesa levantou a hipótese do pagamento de resgate ou ainda de uma possível troca de prisioneiros. No entanto, à chegada do franco-sérvio, nem Hollande nem Lazarevic revelaram pormenores sobre a libertação. Com o regresso a casa de Serge Lazarevic, "não há um único refém francês em nenhum país do mundo", declarou o Presidente francês.

O empresário franco-sérvio fazia uma viagem de negócios quando foi sequestrado em maio de 2011 de um hotel no norte do Mali, juntamente com Philippe Verdon, o colega que viria a ser encontrado morto em julho do ano passado.