Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Tragédia na baixa de Glasgow. Camião do lixo despista-se e mata seis pessoas

As autoridades descartam a hipótese de uma ação deliberada

Mark Runnacles/Getty Images

Acidente ocorreu junto à estação ferroviária Queen Street Station, na George Square, a principal praça da cidade escocesa de Glasgow, numa tarde movimentada, com as ruas cheias de gente por causa das últimas compras de Natal. 

Raquel Pinto

Um aparatoso acidente no centro de Glasgow ao início da tarde custou a vida a várias pessoas e deixou outras feridas, esta tarde, numa altura em que a zona estava movimentada devido às últimas compras natalícias.

Um camião do lixo despistou-se e foi embater numa parede junto à entrada do Hotel Millennium Hotel e da estação ferroviária Queen Street Station na George Square, a principal praça da cidades escocesa. Aconteceu por volta das 14h30 locais (à mesma hora de Lisboa).

A policia confirmou seis vítimas mortais via twitter. O condutor do camião terá atropelado um peão antes de perder o controlo e subir o passeio, em frente ao Museu de Arte Moderna, atropelando outros transeuntes, adiantou à "BBC" o superintendente da polícia escocessa Stuart Carroll, mais cedo, sem precisar ainda o número de fatalidades, acrescentando só que "pelo menos sete pessoas ficaram gravemente feridas".  O condutor seria transportado para o hospital. 

A "Sky News" noticia que um grupo de pessoas encontrava-se parado na passadeira. Algumas podem ter sido projetadas a uma distância de 15 metros do local do impacto. Havia um bebé num carrinho. Segundo fonte policial, o camião andou desgovernado cerca de 300 metros antes de embater na entrada do hotel, causando ainda danos noutras viaturas. 

Foram enviadas dez ambulâncias para a zona, bombeiros e polícia. O trânsito foi vedado nos acessos à área onde ocorreram os atropelamentos.

Desconhecem-se ainda as causas do acidente. Todavia, as autoridades descartaram a existência de indícios de ato criminoso, pelo que está a ser tratado como um acidente rodoviário. Há relatos de que o motorista estava caído sobre o volante e que poderá ter sofrido um ataque cardíaco, mas as informações carecem de confirmação, segundo o "Daily Mail" e a AFP. 

Numa mensagem via twitter, o primeiro-ministro britânico descreve-o como um "incidente grave" e garante que tem sido "plenamente informado" sobre a situação em Glasgow. "Os meus pensamentos estão com as famílias e os serviços de emergência envolvidos", escreveu.

[atualizada às 21h50]