Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Tinha 27 anos e sonhava voar. Agora é acusado de levar para a morte 149 pessoas

  • 333

Fotografia de Lubitz colocada na sua conta no Facebook, entretanto eliminada

FOTO REUTERS

Chamava-se Andreas Guenter Lubitz, tinha 27 anos e copilotava o Airbus A320 da Germanwings que fazia a habitual ligação aérea entre Barcelona e Düsseldorf. O aparelho caiu nos Alpes franceses e Lubitz, segundo as autoridades francesas, quis "destruir o avião".

Carlos Abreu e Maria João Bourbon

A confirmarem-se as informações divulgadas esta quinta-feira pelas autoridades francesas, Andreas Guenter Lubitz, 27 anos, ficará para a história da aviação comercial como o carrasco do voo 4U 9525.

O homem que terá levado para a morte os 149 ocupantes do A320 da Germanwings era, soube-se esta quinta-feira, um fruto do seu sonho de criança. Voar. Andreas tornou-se sócio do aeroclube LSC Westerwald em Montabaur, na Renânia-Palatinado, estado do sudoeste da Alemanha, ainda jovem, onde deu os primeiros passos na pilotagem. Foi aqui que concluiu o Secundário e ainda vivia com os pais, mas, segundo a presidente da câmara, também tinha um apartamento em Düsseldorf.

Mas será em Bremen, em 2008, que aprende a pilotar os complexos jatos comerciais, curso que interrompe durante alguns meses. É nesta cidade do norte da Alemanha que funcionam as escolas da Lufthansa, dona da Germanwings, onde entrou para os quadros em setembro de 2013. Era desde então copiloto de A320. Tinha 630 horas de voo.

"Estava muito satisfeito com o trabalho na Germanwings. As coisas estavam a correr bem", disse um dos membros do aeroclube LSC em Montabaur, que se recorda dos primeiros voos de Andreas Lubitz. "Era um jovem normal que conseguiu passar de amador a profissional. Não creio que fosse capaz de fazer tal coisa", acrescentou este conterrâneo.

A entrada para os quadros da companhia de baixo custo, Germanwings, coincidiu com a a conquista da certificação da Administração Federal de Aviação dos EUA, que segundo esta organização "poderá fazer a diferença entre um voo seguro e um outro que termine em tragédia".

A imprensa alemã descreve-o como um jovem simpático e agradável. Fã da corrida, terá participado recentemente numa meia maratona organizada pela Lufthansa.

Um A320 da Germanwings caiu terça-feira de manhã nos Alpes franceses, quando fazia a ligação Barcelona-Düsseldorf. Todos os 144 passageiros e os seis tripulantes, incluindo, Andreas Lubitz, morreram. .

[artigo atualizado às 12h13 de 27-03-2015: idade do copiloto corrigida de 28 anos para 27 anos]