Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Táxis. Uber ultrapassa amarelos de Nova Iorque

  • 333

Os carros da Uber ultrapassaram o número dos icónicos táxis amarelos na cidade de Nova Iorque

Chris Hondros/Getty Images

A jovem companhia oriunda de São Francisco conseguiu, em apenas quatro anos, superar, em Nova Iorque, o número de yellow cabs.

Nova Iorque sempre foi conhecida pelos seus yellow cabs (táxis amarelos) que preenchem as ruas da cidade que nunca dorme. Fazem já parte da sua imagem de marca. Mas o cenário pode alterar-se, devido à jovem companhia Uber, que superou o número dos táxis amarelos que circulam atualmente nas ruas da Big Apple.

Os números não deixam margem para dúvidas: existem 14.088 carros pretos e luxuosos da Uber na cidade, contra 13.587 yellow cabs, de acordo com dados divulgados esta quarta-feira pela Associação de Táxis e Limusinas daquele país. É caso para dizer que o preto é o novo amarelo.

A companhia Uber, uma startup que desafia os tradicionais transportes públicos através da sua aplicação móvel, está ativa em Nova Iorque desde 2011, mas os seus preços competitivos, a facilidade em ter um carro à porta e a forma de pagamento atraem cada vez mais condutores e clientes, que decidiram abdicar dos icónicos táxis amarelos.  

No entanto, a popularidade da Uber não está a deixar as companhias de táxis amarelos norte-americanas muito preocupadas. Embora admitam que esta empresa é uma "boa" alternativa aos táxis tradicionais, estes conseguem fazer dez vezes mais voltas na cidade que a Uber, de acordo com os dados divulgados pela Associação de Táxis e Limusinas.

Em relação a salários, o jornal "The New York Post" decidiu fazer uma comparação e entrevistou um condutor da Uber e um taxista dos amarelos. Joel Abreu trabalha na Uber e recebe, anualmente, 85 mil dólares (78 mil euros), enquanto Shammi Sharma recebe 35 mil dólares (32 mil euros).