Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Suspeitos de ataque ao autocarro do Fenerbahçe já estão detidos

  • 333

Apesar de ter ficado gravemente ferido pelos disparos, que atingiram o para-brisas e um vidro lateral, o motorista consegui parar o veículo em segurança

Reuters

Polícia turca deteve o alegado autor dos disparos ao autocarro que transportava a equipa de futebol do Fenerbahçe e um cúmplice. Já interrogados, os dois homens rejeitaram as acusações.

A polícia turca deteve dois presumíveis autores do ataque ao autocarro que transportava a equipa de futebol do Fenerbahçe, anunciou esta terça-feira o governador de Trabzon, no nordeste do país.

O alegado autor dos disparos com uma arma de caça, que feriram com gravidade o motorista, e o seu cúmplice terão rejeitado as acusações durante o interrogatório policial. 

Ainda de acordo com o governador de Trabzon, o cúmplice terá avisado por telefone o atirador da chegada do autocarro, que seguia a grande velocidade, sábado à noite, numa autoestrada em direção ao aeroporto de Trabzon.

O procurador de Trabzon, que abriu um inquérito por suspeita de tentativa de homicídio com premeditação, informou esta segunda-feira que as autoridades estavam a vigiar um suspeito que teria ameaçado o Fenerbahçe através da internet.

Os jogadores do Fenerbahçe, clube dos portugueses Bruno Alves, que se encontrava no autocarro, e Raul Meireles, que não tinha sido convocado para este jogo, regressavam a Istambul depois de terem vencido por 5-1 a equipa do Rize.

Ao pedido de suspensão do campeonato turco até que o caso esteja esclarecido, feito de imediato pelo Fenerbahçe, a Federação de Futebol da Turquia respondeu esta segunda-feira com a suspensão da prova durante uma semana.