Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Singapura perdeu o seu "pai", Lee Kuan Yew

  • 333

Lee Kuan Yew numa imagem de arquivo, em março de 2013

Chris McGrath/Getty Images

O ex-primeiro-ministro, conhecido por ter liderado o processo de independência do país, morreu neste domingo. Tinha 91 anos.

O ex-primeiro-ministro de Singapura, Lee Kuan Yew, que liderou o processo de independência do país em 1965, após a tumultuosa tentativa de união com a Malásia, morreu neste domingo (já segunda-feira em Singapura) aos 91 anos, anunciou o Governo.



Kuan Yew estava hospitalizado desde 5 de fevereiro com uma pneumonia grave. Na semana passada as autoridades confirmaram que o seu estado clínico se tinha agravado e que o ex-primeiro-ministro respirava com o auxílio de máquinas.



Tendo sido o primeiro chefe de Governo de Singapura, em 1959, quando a cidade-estado se libertou do domínio britânico, permaneceu no cargo até 1990. Durante as três décadas da sua liderança, Singapura alcançou um extraordinário desenvolvimento económico, que valeu a Lee o respeito de toda a Ásia.



Era pai do atual primeiro-ministro, Lee Hsien Loong, que emitiu uma declaração dizendo-se "profundamente triste" pela sua perda.



"As informações sobre as condolências e o funeral serão anunciadas em breve", adiantou o Governo num comunicado.