Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Sequestrador e dois reféns morreram em Sydney

Polícia confirmou que 17 pessoas foram mantidas reféns no café Lindt. Operação terminou ainda com quatro pessoas feridas.

A polícia de New South Walles confirmou que o sequestro em Sydney terminou com três mortos e seis feridos. O sequestrador, o refugiado iraniano Man Haron Monis, é uma das vítimas mortais. As outras duas são um homem, de 34 anos, e uma mulher, com 38.

Em conferência de imprensa, o comissário Andrew Scipione confirmou ainda a existência de quatro feridos, emtre os quais um agente - atingido no rosto - que está livre de perigo, embora permaneça hospitalizado.

O ataque, considerado um "ato isolado", está a ser investigado, disse o mesmo responsável, desmentindo que tenham sido encontrados explosivos no local. 

Quanto ao número total de reféns, o comissário Andrew Scipione referiu 17, "incluindo os cinco que tinham conseguido escapar".

Um agradecimento especial foi dirigido aos colegas que participaram na operação,  "salvando assim muitas vidas".