Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Schulz avisa Grécia: o tempo está a esgotar-se

  • 333

Alexis Tsipras e Martin Schulz em Bruxelas, a quatro de fevereiro, quando o alemão elogiou o "esforço de diálogo" do primeiro-ministro grego

Olivier Hoslet/EPA

O presidente do Parlamento europeu deixou o aviso na manhã desta quinta-feira, antes do início da cimeira europeia onde o caso grego será um dos temas a abordar. 

Cátia Bruno

Cátia Bruno

Jornalista

O presidente do Parlamento europeu, Martin Schulz, declarou na manhã de quinta-feira à rádio alemã Deutschlandfunk que a situação financeira grega é "perigosa". "O prazo é curto", declarou Schulz, horas antes do início do Conselho Europeu em Bruxelas, onde o caso grego será provavelmente abordado. "A curto prazo, serão necessários dois ou três mil milhões [de euros] para cumprir as obrigações existentes".

O Governo  liderado por Alexis Tsipras tem de pagar até esta sexta-feira cerca de 300 milhões de euros ao Fundo Monetário Internacional (FMI), numa altura em que o banco central do país começa a ter dificuldades em financiar os bancos gregos. "Se a Grécia cumprir as obrigações que acordou, então mais dinheiro entrará", disse Schulz.

Segundo a agência Reuters, o presidente do Parlamento europeu - que há cerca de um mês considerava que o primeiro-ministro grego tem feito "um esforço de diálogo" - acrescentou ainda que "a boa vontade do Governo grego para cooperar deve melhorar", referindo-se às notícias de que Atenas estará a não divulgar alguma informação ao "Grupo de Bruxelas", novo nome dado à antiga 'troika', composta por Comissão Europeia, Banco Central Europeu e FMI.