Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Queda de avião. Primeiro-ministro francês diz que não se pode descartar nenhuma hipótese

  • 333

O rei espanhol foi obrigado a cancelar a sua visita oficial a França

FOTO Pascal Le Segretain/Getty Images

Manuel Valls sugere que a hipótese de terrorismo não pode ser afastada, a propósito do avião que caiu esta terça-feira nos Alpes franceses. Condições climatéricas eram favoráveis e o aparelho tinha sido inspecionado na véspera.

"Neste momento, nenhuma hipótese pode ser descartada", afirmou esta terça-feira o primeiro-ministro francês, Manuel Valls, na assembleia nacional, referindo-se ao avião da companhia alemã Germanwings que se despenhou nos Alpes franceses com 150 pessoas a bordo.

O governante francês indicou assim que a possibilidade de terrorismo não pode ser afastada, até porque, tal como o Ministério do Interior francês já tinha avançado, as condições climatéricas "não eram espacialmente desfavoráveis" e segundo, a companhia aérea, o aparelho tinha sido inspecionado na véspera.

Manuel Valls confirmou que não existem sobreviventes do acidente aéreo, após uma primeira equipa de resgate ter chegado de helicóptero ao local.

Os deputados franceses cumpriram um minuto de silêncio em memória das vítimas, adiantando que foi criado um Comité de Crise para ajudar os familiares de cidadãos que se encontravam entre os passageiros do Airbus A320.

Cumpridos os 60 segundos de silêncio, o primeiro-ministro gaulês expressou as condolências pelas vítimas. "Em nome do Governo transmito a nossa compaixão e a nossa solidariedade para com os familiares e amigos das vítimas", afirmou Valls.

Devido à tragédia, o primeiro-ministro francês foi obrigado a alterar a sua agenda, que previa uma visita ao concelho de Val-de-Marne, refere o jornal "Le Fígaro."

Também os reis de Espanha foram forçados a cancelar a sua primeira visita oficial a Paris, na sequência do acidente aéreo que terá vitimado 45 espanhóis. 

Na quarta-feira, François Hollande, Mariano Rajoy e Angela Merkel deverão deslocar-se ao local em que caiu o avião.

O Airbus A320 despenhou-se esta manhã nos Alpes franceses com 144 passageiros, dois pilotos e quatro tripulantes a bordo. De acordo com a companhia Germanwings, o aparelho perdeu altitude durante oito minutos até desaparecer por completo dos radares.