Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Queda de avião nos Alpes. Autoridades confirmam que não há sobreviventes - morreram 150 pessoas

  • 333

FOTO REUTERS

Airbus A320 da low cost Germanwings caiu esta terça-feira numa zona montanhosa remota a sul dos Alpes franceses, quando fazia a ligação Barcelona-Düsseldorf.

Alexandre Costa [com Vera Lúcia Arreigoso]

As autoridades francesas confirmaram o que já era dado como certo: os 144 passageiros e seis tripulantes (e não quatro como fora referido nas primeiras informações) que seguiam a bordo do avião morreram.

Os destroços do Airbus A320 da low cost Germanwings, que pertence à Lufthansa, foram encontrados perto de Barcelonnette, numa zona remota a 2 mil metros de altitude a sul dos Alpes franceses, informou o Ministério do Interior francês.

O aparelho fazia a ligação entre Barcelona e Düsseldorf. Pelas 10h31, e quando o avião se encontrava a 38 mil pés de altitude, as autoridades foram informadas que o aparelho ia começar descer. O avião baixou sempre a 3.200 pés por minuto e sem sequer sair da rota onde estava. O último contacto aconteceu a 6.800 pés, pelas 10h40. Estes 3.200 pés por minuto não representam uma descida abrupta, explicou ao Expresso um piloto de aviação civil. 

O vice-primeiro-ministro espanhol indicou que os primeiros dados apontam que 45 dos passageiros que seguiam a bordo seriam espanhóis.

Entretanto, no terminal 2 do aeroporto de Barcelona será prestado auxílio aos familiares das vítimas, segundo refere a agência EFE.