Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Protestos marcam visita de William e Kate a Nova Iorque

William e Kate assistindo ao jogo, no âmbito da visita aos Estados Unidos

Robert Deutsch / Reuters

A primeira viagem oficial dos Duques de Cambridge aos Estados Unidos tem sido marcada pelos protestos contra a violência da polícia norte-americana.

O Príncipe William e a princesa Kate Middleton assistiram ontem a uma partida de basquetebol em Nova Iorque, no âmbito da sua visita aos Estados Unidos, enquanto manifestantes protestavam à porta do estádio. Cerca de 200 pessoas promoveram um protesto onde os manifestantes simulam estar mortos, alegando a asfixia de Eric Garner.

LeBron James, jogador dos Cleveland Cavaliers, uma das equipas em campo, ofereceu t-shirts da formação à realeza britânica. No entanto, momentos antes da partida, as t-shirts eram diferentes: James e outros jogadores apareceram em público associando-se aos protestos no exterior envergando camisolas com a frase "I can't breathe" (não consigo respirar) - as últimas palavras ditas por Eric Garner a Daniel Pantaleo, acusado da sua morte.

A onda de contestação à violência policial não parou devido à visita dos membros da casa real britânica. Pelo contrário, teve ontem o sexto dia de protestos desde que, na última quarta-feira, um grande júri de Nova Iorque decidiu não acusar o polícia Daniel Pantaleo pela morte de Garner, um cidadão negro de 43 anos.