Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Procura-se agente para o FBI

FONTE: https://www.fbijobs.gov/CyberCareers/

Basta ter conhecimentos cibernéticos e desejar combater grandes ataques informáticos, desenvolver investigação, averiguar matéria de terrorismo e ajudar no combate à criminalidade. É um trabalho mítico que está agora ao dispor de qualquer um (mais ou menos).  

O FBI está a recrutar candidatos com "habilidades cibernéticas para suportar uma carga de trabalho diversa e complexa". Há um anúncio de emprego que vai assim: "Nenhuma organização no mundo vai aplicar os seus conhecimentos cibernéticos como o FBI".

A agência Federal de Investigação norte-americana afirma que este é um posto de trabalho "emocionante, desafiante e gratificante", onde poderá "ter a oportunidade de servir os EUA" durante o horário de trabalho.

Em pleno escândalo do ataque informático à Sony Pictures, o FBI garante que o posto de trabalho "é dedicado à prevenção e investigação das ameaças informáticas mais sofisticadas ao redor do globo".

Entre os requisitos mínimos para o cargo há que ter entre "23 a 36 anos", possuir uma "licenciatura numa faculdade americana credenciada", "três anos de experiencia de trabalho" e os candidatos precisam de "passar por um teste rigoroso de aptidão física".

As candidaturas para a vaga estão abertas desde 19 de dezembro, no mesmo dia em que o grupo de hackers "Guardiões da Paz" divulgou uma mensagem a parodiar o FBI.

Até 20 de janeiro, pode candidatar-se para combater "cibercrime, crime organizado, suborno, assaltos a bancos, extorsão, sequestro, tráfico de droga e outras violações da lei federal".

Na página do FBI estão ainda anunciadas ofertas de emprego aos postos de trabalho de cientistas informáticos e estágios para cibernéticos.