Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Nave que poderá levar o Homem a Marte já está no espaço

No voo de teste, com uma duração aproximada de quatro horas, a Orion dará duas voltas à Terra a uma distância de cerca de 5800 quilómetros, 15 vezes mais distante do que o ponto em que se encontra a Estação Espacial Internacional

Joe Raedle/Getty Images

Orion, a nave que que poderá transportar astronautas além da órbita terrestre e eventualmente a Marte, foi lançada com sucesso esta sexta-feira no seu primeiro voo de teste.

Depois de na véspera ter havido várias tentativas falhadas de lançamento, a cápsula Orion foi esta sexta-feira colocada no espaço com sucesso pela Agência Espacial Norte-Americana (NASA).

No voo de teste, com uma duração aproximada de quatro horas, a nave dará duas voltas à Terra a uma distância de cerca de 5800 quilómetros, 15 vezes mais distante do que o ponto em que se encontra a Estação Espacial Internacional. A Orion, por enquanto não tripulada, poderá levar até quatro astronautas para missões até 21 dias e chegar onde os humanos ainda não chegaram. 

Os obstáculos que esta quinta-feira não permitiram a descolagem da nave - a presença de um navio no perímetro de segurança, ventos fortes e anomalias nas válvulas dos foguetes propulsores que não foram resolvidas a tempo de ser aproveitada a janela de lançamento -, foram hoje finalmente resolvidos e a cápsula já se encontra a ser testada, de modo a que se analisem os seus sistemas e o escudo térmico que a protege. 

Desde as missões Apolo, que há mais de quatro décadas levaram o homem à Lua, a Orion é a primeira cápsula americana projetada com o objetivo de possibilitar a ida de seres humanos ao espaço exterior. A primeira missão tripulada está prevista para 2021.