Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Milhares de pessoas nas ruas de Kiev

Há mais de duas semanas que os ucranianos pró-Europa estão nas ruas a pedir eleições antecipadas.

Cerca de 200 mil opositores do Presidente ucraniano, Viktor Yanukovych, estão concentrados na Praça da Independência, em Kiev, de acordo com a agência Interfax.

Esta é a resposta ao apelo feito pelos partidos da oposição que querem fazer hoje a maior manifestação desde o início dos protestos no país. 

Entretanto, a União Europeia suspendeu os trabalhos para obter um acordo comercial com a Ucrânia depois de não conseguir obter um "compromisso claro" do Presidente.

Ontem, milhares de apoiantes de Viktor Yanukovych juntaram-se no centro da cidade também para uma manifestação, contudo, a Aljazeera diz que hoje o Governo não convocará protestos.

Há mais de duas semanas que os ucranianos pró-Europa estão nas ruas a pedir eleições antecipadas. O protesto surge depois de Yanukovych se ter recusado a assinar um acordo comercial com a União Europeia, preferindo recuperar a relação com a Rússia.

Atualmente, a Ucrânia encontra-se numa situação complicada a nível económico e financeiro, com a Standard & Poor's a reduzir a notação do país, o que fez com que os juros da dívida aumentassem de imediato.

Apesar da tensão que se vive nas ruas, o Presidente Yanukovitch fez uma visita oficial à China e voltou com uma promessa de ajuda de oito mil milhões de euros.