Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

México 'culpa' embaixada portuguesa pela troca de bandeiras

As diferenças são evidentes: à direita a bandeira oficial e à esquerda a bandeira adulterada

DR

Primeiro-ministro discursou ao lado de Enrique Peña Nieto, ladeado por uma bandeira nacional adulterada. Presidência mexicana remete responsabilidades para a embaixada portuguesa.

O primeiro-ministro, Passos Coelho, discursou na quinta-feira ao lado do presidente mexicano Enrique Peña Nieto, na Cidade do México, tendo como pano de fundo uma bandeira portuguesa que não é a oficial. Contactada pelo Expresso, a Presidência da República mexicana remeteu responsabilidades para a embaixada portuguesa no país.  

"Não temos conhecimento por parte do protocolo de qualquer erro nas bandeiras durante os discursos no Palácio Nacional", disse ao Expresso a assessoria da  Presidência da República mexicana. 

Segundo a mesma fonte, nestas visitas oficiais são as embaixadas dos países visitantes que ajudam o anfitrião nos preparativos protocolares. "Talvez seja melhor pedir explicações à embaixada de Portugal aqui no México", acrescentou.

Contactada pelo Expresso, a embaixada portuguesa disse também não ter conhecimento de qualquer troca de bandeiras durante a conferência de imprensa conjunta no primeiro-dia da visita oficial de Passos Coelho ao México.

"Não sabemos de nada a esse respeito, praticamente toda a equipa da embaixada se encontra neste momento com a comitiva do primeiro-ministro. Mas podemos depois  averiguar essa situação", declarou uma funcionária consular.

Tal como dita o protocolo das visitas oficiais de Estado, o representante político do país anfitrião e do país visitante discursaram logo no primeiro dia, ladeados pelas bandeiras de ambas as nações, mas, provavelmente, por lapso do staff presidencial as bandeiras portuguesas estavam adulteradas.

Na conferência de imprensa conjunta, a esfera armilar da bandeira de Portugal assentava sob um fundo branco, em vez de mostrar as cores da bandeira verde e vermelha, enquanto os sete castelos presentes no escudo também diferiam da versão original. Já noutra ocasião, durante um brinde entre os dois governantes, que teve lugar numa sala diferente do Palácio Nacional, pode-se ver a bandeira portuguesa oficial.  

Serão algumas bandeiras made in China? Afinal, o país é o segundo maior fornecedor de produtos no México (14,7%), a seguir aos EUA (50,2%).

O primeiro-ministro deixou o México às 14h (20h de Lisboa) para deslocar-se para o Panamá, onde irá participar na Cimeira Ibero-Americana, entre sexta-feira e sábado.