Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

McDonald's Japão obrigado a racionar batatas fritas

Holdings Co McDonald (Japão) Lda. iniciou uma medida de emergência vendendo aos clientes pacotes de batatas fritas pequenos nos menus.

ISSEI KATO/REUTERS

Falta de batatas fritas congeladas no Japão é provocada por disputas laborais nos EUA. Racionamento das doses nos restaurantes da cadeia foi decretado por tempo indeterminado

A cadeia de restaurantes de fast-food norte-americana McDonald's anunciou esta terça-feira que irá racionar a quantidade de batatas fritas dos menus devido à falta de batatas disponíveis. Na origem da escassez no fornecimento estão disputas laborais que decorrem nos Estados Unidos.

Há vários meses que os trabalhadores das docas da costa oeste dos Estados Unidos estão em modo "quase operacional", numa estratégia cuja finalidade é dar mais poder nas negociações laborais destes com os seus empregadores.

A força dos sindicatos está a emergir no Japão, um dos maiores importadores de batatas via Estados Unidos, e, mesmo com fornecimentos de emergência por via aérea, a cadeia McDonald's nipónica viu-se forçada a diminuir as porções.

Por isso, e apesar das mais de mil toneladas que chegaram por via aérea, a McDonald's não tem capacidade para continuar com a oferta normal e daqui para a frente os consumidores só terão acesso à dose pequena de batatas. Uma medida que estará em vigor por tempo indeterminado.

Desta forma, a redução das doses fica "até que um fornecimento estável de batatas esteja à vista", afirma a empresa, que atribui a culpa às negociações laborais nos EUA.