Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Jihadi John envolvido nos atentados de Londres em 2005

  • 333

Jihadi John num dos vídeos divulgados pelo Estado Islâmico.

D.R.

O terrorista islâmico Mohammed Emwazi, identificado como Jihadi John, era, segundo o Governo britânico, membro de uma rede que contactou com os homens que tentaram bombardear o metro da capital inglesa em 2005.

Na semana passada, o homem que aparecia mascarado nos vídeos do Estado Islâmico a decapitar os reféns britânicos, americanos e japoneses foi identificado como um cidadão britânico, Mohammed Emwazi.

O Governo britânico investigou documentos judiciais de audiências de dois sócios de Emwazi e obteve uma ideia da sua vida em Londres, antes de se mudar para a Síria. Emwazi era conhecido pelas agências de segurança britânicas desde 2011, acreditando-se que fazia parte de um grupo de pelo menos 12 pessoas, envolvido na procura de fundos e equipamentos para "propósitos relacionados com o terrorismo" na Somália.

Um dos membros da rede, conhecido como J1, falou ao telefone com Hussain Osman, que foi condenado a 40 anos de prisão por ligação a um atentado terrorista falhado em 2005.

Recorde-se que o ataque terrorista de 7 de julho de 2005 matou 52 pessoas no metro de Londres. Outro grupo (do qual Osman fazia parte) tentou um segundo ataque duas semanas depois, mas falhou.

Os documentos legais ficaram disponíveis ao público para mostrar como o Reino Unido lida com os terroristas, mas o Partido Trabalhista acusou o primeiro ministro conservador David Cameron de "atar as mãos" aos serviços de segurança com uma legislação insuficientemente forte.