Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Jean-Marie Le Pen abre a porta à neta como sucessora

  • 333

Bertrand Langlois / AFP / Getty Images

O fundador da Frente Nacional (FN) francesa, Jean-Marie Le Pen, abriu este sábado a porta à neta, Marion Maréchal Le Pen, para o substituir como candidata do partido na região Provence-Alpes-Costa Azul, nas próximas eleições. 

"Darei a conhecer a minha posição na segunda-feira. Se eu não for candidato, não vejo mais ninguém que a Marion. Não há outra personalidade que tenha tanta notoriedade no seio da Frente Nacional para esta região", disse Jean-Marie Le Pen ao diário "Le Journal du Dimanche". 

As declarações do também presidente honorário da FN surgem durante uma grave crise no seio do partido, depois de a sua filha e líder do movimento, Marine Le Pen, ter anunciado que vai vetar a possibilidade de Jean-Marie se apresentar como candidato nas eleições regionais. A crise familiar surgiu na sequência das últimas declarações do pai, que defendeu o marechal Pétain, líder da França e colaboracionista dos nazis, o que levou Marine Le Pen a intervir. 

A presidente da FN disse que Jean-Marie, de 86 anos, será submetido a um processo disciplinar perante o comité executivo do partido. 

Apesar disso, Jean-Marie continuou a cultivar o seu estilo polémico e sarcástico, deixando hoje a porta aberta a encabeçar uma lista alternativa aos comícios regionais. 

"O essencial [para a FN] seria fazer fracassar Jean-Marie, mesmo que isso levassse ao fracasso da sua lista", disse o próprio, referindo-se a si mesmo na terceira pessoa. 

Marion Maréchal Le Pen, de 25 anos, que é a terceira da dinastia Le Pen e sobrinha de Marine, tornou-se em junho de 2012 a deputada mais jovem da história de França. 

Em novembro passado foi a mais votada pelos militantes da FN na eleição dos membros do comité central do partido.