Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Iémen. Vários locais atingidos por bombardeamentos sauditas

  • 333

Destroços de um ataque na quarta-feira em Sana, capital do Iémen

REUTERS

Apesar da coligação liderada pela Arábia Saudita ter dito que a campanha militar de combate aos houthi ia cessar, os bombardeamentos regressaram a Áden e Ibb, no sul do Iémen. Já morreram perto de mil pessoas desde o início dos confrontos.

Ao início da manhã de quinta-feira, os aviões sauditas sobrevoaram e dispararam sobre as cidades de Áden e Ibb, no Iémen. Esta situação acontece depois de o Governo de Riade, capital da Arábia Saudita, ter declarado o fim da campanha militar.

Existem relatos, citados pela agência Reuters, de diversos bombardeamentos e confrontos durante esta quarta-feira e quinta-feira. Os moradores garantem que os aviões estão a disparar sobre a posição dos houthi e atingiram uma base militar na cidade de Ofal- Kafr, uma faculdade na periferia de Ibb e outra em Yarim e ainda diversos locais aleatórios em Hubaysh. Há ainda conhecimento da existência de armazéns de armas em Áden.

A coligação liderada pela Arábia Saudita garantiu, na passada terça-feira, que ia por fim aos bombardeamentos que já duram há um mês. No entanto, um porta-voz assegurou que iriam continuar a estar atentos às movimentações dos houthis e do Irão. 

Recorde-se que os houthi são apoiados pelo Irão, enquanto as forças leais ao presidente do Iémen, Abd-Rabbu Mansour Hadi, têm sido ajudadas por uma coligação liderada pela Arábia Saudita.

Os rebeldes já tomaram de assalto a capital do país, Sana, bem como várias outras cidades no norte do Iémen. Segundo a Organização Mundial de Saúde, citada pela agência AP, desde o começo dos ataques aéreos já morreram 944 pessoas e cerca de 3500 ficaram feridas.