Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Fechada no armário, a chamada de Sandra Bullock para o 911

  • 333

Na chamada de emergência, Sandra Bullock disse que estava escondida num sítio seguro

FOTO FREDERIC J. BROWN/AFP/Getty Images

No ano passado um intruso invadiu a casa da atriz e esta escondeu-se dentro de um armário e ligou a pedir ajuda. A gravação da chamada foi agora divulgada. Joshua Corbett não estava armado, mas levava uma declaração de amor. 

As celebridades mais mediáticas têm, várias vezes, fãs tão fiéis que se tornam perseguidores. A atriz Sandra Bullock é uma das estrelas da sétima arte que viveu uma situação dessas, que se tornou perigosa quando  Joshua Corbett decidiu entrar na casa da atriz, sem licença. Assustada, Bullock escondeu-se no armário do seu quarto e ligou para o serviço de emergência "911". A situação ocorreu em junho do ano passado, mas só esta quinta-feira é que a chamada foi divulgada, revelando o pânico que Bullock sentiu. 

Na ligação pode ouvir-se a voz trémula e nervosa da atriz, dizendo que alguém tinha invadido a sua casa. "Escondi-me no meu armário. Estou trancada no armário. Tenho uma porta segura no meu quarto e estou trancada no armário agora", ouve-se na gravação.  

Ao longo da conversa, Bullock foi dando algumas informações sobre o que o homem tinha vestido e ainda em que quarto estava. Mas quando ouviu Corbett a bater à porta do seu quarto, a atriz entrou em pânico: "Eu ouço-o. Eu estou a ouvi-lo a bater à porta".

No total, a chamada durou 15 minutos, o período de tempo que a polícia levou a chegar à casa da atriz.   

As autoridades locais que detiveram Corbett afirmaram que este tinha consigo um bloco de notas com uma declaração de amor de duas páginas e ainda fotografias da atriz. Antes de ser levado para a prisão em Los Angeles, lamentou: "Desculpa. Eu amo-te, Sandy."   

Na audiência 

Joshua Corbett foi ouvido esta quinta-feira na audiência preliminar e declarou-se inocente. 

Na audiência, a defesa argumentou que o homem teve aquela atitude porque pensava que era casado com Sandra Bullock e estava apenas a tentar entregar-lhe a declaração. "A carta de amor que Corbett escreveu continha apenas palavras de amor e admiração. Não havia qualquer intenção de a magoar", afirmou o advogado de defesa Paul Takakjian.  

No entanto, o juiz considerou que a declaração de amor tinha fotografias da atriz com decotes "grandes" e que existia uma motivação sexual na atitude de Corbett. "Es tão sensual e inteligente", leu o juiz, seguida de uma entrada explicita e sexual na carta.  

Joshua Corbett é ainda acusado de possuir uma coleção ilegal de armas brancas, encontrada pelas autoridades locais quando faziam buscas na sua casa.