Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

EUA dizem que Estado Islâmico criou campos de treino na Líbia

Rebeldes líbios que foram combater para a Síria podem ter regressado

Unit Bektas/Reuters

"Algumas centenas" de militantes do "Estado Islâmico" estão a ser treinados em campos situados no leste da Líbia, indicou o general norte-americano David Rodriguez.

Os Estados Unidos estão a observar campos de treino que o autodenominado Estado Islâmico (EI) está a criar no leste da Líbia, indicou o general David Rodriguez, do comando norte-americano para África.

"Algumas centenas" de militantes estão a receber treino em campos que os Estados Unidos referem ainda estarem em fase "embrionária".

"Vamos continuar vigilantes para ver que tipo de ameaça pode resultar dali", afirmou o general norte-americano

"Neste momento há sobretudo pessoas a virem receber treino e apoio logístico", acrescentou em Washington, não dando mais pormenores.

Regresso da Síria

Após a queda do regime de Muammar Kaddafi em 2011, várias tribos e milícias têm combatido entre si pela supremacia local. Alguns reivindicam inspiração do EI, outros da Al-Qaeda. O Governo central saído de eleições perdeu o controle de três das principais cidades do país, entre as quais Bengasi, no leste, a segunda maior.

De 2011 para cá muitos combatentes rebeldes saíram do país para se juntarem a grupos jihadistas nos combates na Síria, donde alguns poderão ter entretanto regressado.

A coligação internacional liderada pelos Estados Unidos tem efetuado desde o verão ataques aéreos contra posições do EI no Iraque e na Síria. O grupo tem dado sinais de pretender estender a sua influência ao Norte de África, onde a Jihad tem sido protagonizada por grupos ligados à Al-Qaeda.