Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Estado Islâmico ataca campo onde estão 18 mil refugiados

  • 333

Imagem tirada a 11 de março no campo alvo do ataque. Segundo a AFP, há 18 mil refugiados na área

FOTO EPA

Os militantes do autoproclamado Estado Islâmico (Daesh) atacaram esta quarta-feira um campo de refugiados em Damasco, capital da Síria, onde se encontram cerca de 18 mil refugiados palestinianos e sírios.

O Daesh atacou esta quarta-feira o campo de refugiados palestiniano Yarmouk e atualmente controla a maior parte do terreno. A informação é avançada pela AFP e pelo diretor dos Assuntos Políticos da Organização para a Libertação da Palestina, Anwar Abdel.

Uma parte da oposição síria alegou lealdade ao Daesh e auxiliou os jiadistas a entrar em Yarmuk, onde atualmente está a ocorrer um confronto entre o Daesh, o al-Nusra e a fação palestina Akhnaf Beit al-Maqdis. 

O campo foi outrora refúgio para mais de 150 mil palestinianos e sírios. Devido aos combates que abalam o país, o campo ficou reduzido a 18 mil pessoas, segundo a AFP. Yarmouk é tem uma dimensão total de 2,11 quilómetros quadrados e é campo de refugiados sírio onde se encontrava o maior número de palestinianos. No seu interior existem várias escolas e hospitais.

Em 2014, o Daesh conquistou grandes porções de território no Iraque e na Síria, tendo estabelecido um autoproclamado "califado". Grupos afiliados operam na África do Norte, no Iémen, no Paquistão e no Afeganistão.